A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/07/2012 13:35

Existe vida após um acidente, mas ela muda, e muito, mostra Éder Túlio

Paula Maciulevicius
Para Eder Túlio, as novidades de uma rotina entre trabalhos e fisioterapia, deixam o trauma do acidente de trânsito no passado. (Foto: Rodrigo Pazinato)Para Eder Túlio, as novidades de uma rotina entre trabalhos e fisioterapia, deixam o trauma do acidente de trânsito no passado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Estou muito bem. A prótese chegou, estamos fazendo testes. Há dois meses nado, vou começar canoagem, passei no vestibular e começo Publicidade e Propaganda em agosto”. É tanta novidade que o personagem chega a perder o fôlego ao contar da rotina. Coisas boas para quem viveu momentos de angústia ao perder uma perna num acidente de trânsito.

Veja Mais
Três anos após acidente, Rayssa quer ser juíza e punir criminosos do trânsito
Era para ser um dia feliz, mas ficou marcado por uma dor que não passa

Estamos falando de Eder Túlio Pereira Bezerra, 22 anos. Um jovem bem humorado, bonito, comprometido há cinco meses. Conheceu a namorada já na cadeira de rodas, em fevereiro deste ano, três meses depois do acidente.

A madrugada que mudou a vida foi a do dia 10 de novembro, quando ele seguia com uma Honda Twister pela avenida Afonso Pena no sentido Centro/bairro e, logo após passar pelo cruzamento com a avenida Ernesto Geisel, foi atingido por uma caminhonete.

Neste domingo ele recebeu a equipe do Campo Grande News na casa dos sogros. Enquanto fala dos rumos que a vida tomou pós-acidente, quem escuta acredita que ele deixou de lado e considera passado o fato de ser vítima do trânsito.

Com o dinheiro do Dpvat (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) somado a um empréstimo, ele comprou um carro automático, tirou a nova Carteira de Habilitação e busca o benefício de ter 60% de desconto no IPVA por ter deficiência física. Mas ainda está enrolado na burocracia para ter direito a estacionar em vaga para cadeirante.

No meio da entrevista interrompe para dizer que além de ter todas aquelas novidades já ditas acima, comprou uma câmera profissional e faz bicos de vez em quando. “Não fico parado, não consigo, quero nadar, quero fazer faculdade, estou no comitê trabalhando em política à tarde”.

A reportagem pergunta a que horas ele dorme, se dentro de tudo isso ainda faz fisioterapia todos os dias. A resposta são só risadas.

Entre as novidades na vida de Eder Túlio, é a prótese que ele conseguiu no CER (Centro Especializado de Reabilitação). A perna que lhe dará sustentação melhor para os passos que o jovem vai dar na vida chegou há duas semanas.

“É muito estranho, um corpo estranho, incomoda um pouco. Mas é só esperar calejar, aí funciona bem”, comenta, sobre a perna ferida.

A lição que levou do trânsito é passada espontaneamente adiante, principalmente às crianças que chegam sem pudor algum e perguntar de cara ‘o que acontece com a sua perna’, ao jovem.

“Eu só respondo não anda de moto. É meio engraçado. Porque às vezes eu ouço baixinho as crianças perguntando para o pai: porque ele não tem perna?”, conta.

O menino que hoje sorri, oito meses após o acidente, retomou a vida por completo e não nega que passou por maus bocados. “Na Santa Casa foi um período difícil, eu pensava que a minha vida tinha acabado. Aí quando eu saí comecei a pesquisar na internet e descobri gente que corre e faz até Muay Thai com a prótese. Eu não posso escalar o Everest, mas o resto, eu posso tudo”.

Eder durante a fisioterapia. Em janeiro deste ano, jovem iniciava tratamento, alguns quilos mais magro e ainda com limitações. (Foto: Arquivo/João Garrigó)Eder durante a fisioterapia. Em janeiro deste ano, jovem iniciava tratamento, alguns quilos mais magro e ainda com limitações. (Foto: Arquivo/João Garrigó)

A escolha pela natação foi por já se considerar um dos peixes da família. A mãe é professora no esporte que acabou por ajudar na fisioterapia, principalmente com o braço esquerdo, que ainda não estica totalmente, mas deu bem mais força.

A última conversa que Eder teve com o Campo Grande News foi em janeiro, quando começava o tratamento de fisioterapia. Na época, pesava 58 kg, hoje está com 71 kg. É porque além de nadar, ele não só malha como levou a namorada para a academia.

A rotina com a prótese é treinada em casa e no Centro. “No primeiro dia, encaixei e consegui ficar em pé, mas não andei. Foi muito bom, uma sensação muito boa. Vou reaprender e depois andar por tudo que é lado”, diz. Por enquanto os passos são com auxílio de muletas.

Pelo destino, foi o trânsito que pôs Eder nesta situação. E é com ele que hoje o jovem tem maior preocupação. No dia do acidente, Eder não tinha ainda a habilitação para motocicleta. Só para dirigir carro. As duas rodas que o levaram para a colisão ainda despertam paixão no rapaz.

“Eu gosto de moto, tenho aquela fissura, mas aquele trauma ainda permanece. Quando eu vejo alguém acelerando, ou fazendo uma curva onde estou eu penso, não essa não, acerta nessa curva pelo amor de Deus”. Reflexo do que ficou até hoje desde aquela madrugada.

Ele já chegou a sonhar que estava andando de moto e trocava a marcha com a prótese. Ter uma motocicleta não saiu dos planos do condutor, apesar do acidente. “É questão de adaptação. Se eu puder, eu vou ter. Mas não para andar neste trânsito, só para viajar”, comenta.

Hoje na postura de quem já sofreu as dores e carrega as consequências de uma fatalidade ou inconsequência, enxerga o ir e vir de veículos de outro modo. Com outros olhos.

“Em Campo Grande, seta é luxo, nenhum veículo dá. Enquanto um está dirigindo, o olho está no celular ou no tablet. E chega até a postar no facebook, ‘trânsito infernal’. Mas é claro que vai estar assim, a pessoa tenta fazer seis coisas ao mesmo tempo. Há qualquer momento pode acontecer alguma coisa”.

Eder admite que havia ingerido bebida alcoólica naquela noite. O motorista envolvido no acidente também, afirma. Vendo a situação de fora e de longe, ele agora reforça que o álcool influencia sim no reflexo e que se a combinação não tivesse sido a soma de álcool mais velocidade... “Talvez se eu tivesse devagar... Mas se eu freasse ali, seria pior, teria entrado debaixo do carro. Ali podia ter sido um cachorro, uma pessoa. Você tem que cuidar o tempo todo”.

Hoje o que ele guarda consigo é o reflexo de ouvir uma batida e ver ao lado se não foi com ele e a experiência de sobreviver ao trânsito.

“Já que aconteceu vamos ser otimistas e tirar o máximo de proveito. Se era para acontecer, aconteceu. Agora é erguer a cabeça e seguir caminhando, nem que seja de prótese”, finaliza.




Um guerreiro, um vencedor! com a maior certeza!!
 
Laura Santana em 23/07/2012 12:34:32
Eder é uma pessoa guerreira,agora mais do que nunca temos certeza disso.Ele provando o quanto é feliz por viver,independente de qualquer coisa.Uma pessoa cem por cento otimista e com alegria contagiante.Que bom existir pessoas como você,que são exemplos para todos!Felicidades...
 
Raynara Macedo em 23/07/2012 11:24:52
Parabéns Éder, é isso aí! Sou coordenador do CER, onde o Éder faz sua reabilitação e onde recebeu sua prótese, é muito bom ver em seus olhos o bom humor e a determinação na reabilitação. Acompanho de perto os passos do Éder e posso garantir que sua evolução tanto emocional quanto física estão sendo impressionantes. Continue assim meu amigo e lembre-se que pode contar conosco pra tudo.
Abraços.
 
RODRIGO LUCCHESI CORDEIRO em 23/07/2012 10:52:30
Você é um guerreiro!!
 
Tatiana Barbosa em 23/07/2012 10:49:08
Parabéns rapaz, vc é um vitorioso, Deus tem um propósito para vc...muito legal a sua iniciativa e vontade de viver...sucesso sempre
 
LUIS EDUARDO MORAES SINÉSIO em 23/07/2012 10:36:38
Você é um menino de ouro e um exemplo de vida e superação.Grande abraço Éder.
 
Artur de Almeida em 23/07/2012 10:34:16
É isso ai eder... eu tbm sobri um acidente de transito, onde eu perdi o movimento da perna direita.... Mas com o tempo e o dia á dia, me esqueço do que ja passei!!! Os desafios aumentaram, mas minha força para lutar tbm aumentou!! Melhoras eder..
 
Chrystiano Vilalba Antonio em 23/07/2012 10:11:28
se deus lhe devolveu a vida é porque tem um proposito grande em sua vida. parabens voce realmente é um exemplo de superaçaõ.
 
analuci barbosa de souza em 23/07/2012 07:55:21
É isso ai Ederzera!

Tamo junto irmão.. Cabeça erguida sempre !
 
Matheus Prado em 23/07/2012 01:36:27
Parabêns a você Eder pela vontade de viver que você tem, continue assim menino vou colocar você em minhas orações, tenho um filho que tambêm acidentou de moto faz dois anos passou por 2 cirurgias sofreu bastante hoje tá bem e um primo que acabou falecendo com 18 anos de moto tambêm, quando vejo alguêm caido em acidente com moto que vou passando começo a chorar fiquei traumatizada por isso.
 
regina de carvalho em 22/07/2012 10:32:36
Grande Eder meu amigo. Deus te dê força. Gosto de vê-lo animado. Grandioso abraco meu querido ex-aluno!!!! Torço sempre por vc!!!!!!!!!!!!
 
juari lopes pinto em 22/07/2012 10:26:59
parabens pela tua força de vontade , isso ai mesmo e bola p frente deus nunca ira te abandonar sucesso ...
 
andre capdevila em 22/07/2012 09:46:22
É isso aí Eder, bola pra frente, força, garra, coragem e otimismo. Continue assim, pois você é exemplo pra muita gente que talvez tenha desistido talvez por um pequeno problema, e vendo você, com essa alegria e garra, nos dá coragem pra enfrentar qualquer problema. Se precisar de alguma coisa, é só me enviar um e-mail ou através do Facebook.
 
Adenilson José Rebeque em 22/07/2012 08:42:55
Parabéns Éder,,,que esse recomeço seja repleto de alegria e sucesso.
 
Valter Favaro em 22/07/2012 07:02:59
Parabénsss pela superação...
 
Rose Schulz em 22/07/2012 05:25:08
Garoto, Parabéns!!! que Deus continue dando forca para continuar lutando...
Jovem, lindo, inteligente, alto astral, tudo isso somadoa ao apoio da família não tem como dar algo errado sua vida.
Boa Sorte sempre...
 
Neyde de Oliveira em 22/07/2012 02:33:15
Guri fera!
 
Miguel Nader Junior em 22/07/2012 02:09:58
o que realmente existe e DEUS e as pessoas que passam por essas situaçoes deviam se apegar mais a ele e agiradecer todos os dias pelo livramento que ele tem nos dado...pois se ele nao permitiu sua morte é poprque ele tem um proposito em sua vida...
AMEM...
 
eduardo grecco em 22/07/2012 01:54:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions