A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

01/04/2013 10:36

Família nega que morto em acidente estivesse participando de racha

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Tia não acredita que sobrinho participou de racha. (Foto: Marcos Ermínio)Tia não acredita que sobrinho participou de racha. (Foto: Marcos Ermínio)

A família de Marcus Vinicius Henrique de Abreu, de 22 anos, morto no acidente ocorrido na noite de ontem (31), na avenida Duque de Caixas, em Campo Grande, nega que o jovem estivesse participando de um racha.

Veja Mais
Morre condutor de carro que colidiu contra poste na Duque de Caxias
Carro fica partido ao meio em acidente, Polícia suspeita de racha

A tia do rapaz, Rosane Mara de Abreu, afirma que o sobrinho tinha acabado de sair de casa, que segunda ela, fica a duas quadras do local onde aconteceu a colisão, para levar a namorada, Letícia Souza Santos, de 23 anos, até residência dela. 

De acordo com a tia, no local do acidente não consta vestígios que indique que Marcus estava disputando corrida na via pública. “Se tivesse sido racha, tinha que ter mais marcas de frenagem e não tinha isso. Como vai fazer racha às nove horas da noite? È meio complicado esse horário”, diz.

 

Carro ficou destruído. (Foto: Helton Verão)Carro ficou destruído. (Foto: Helton Verão)

O jovem conduzia o veículo Polo e estava acompanhado da namorada, Letícia Souza Santos, de 23 anos. O carro partiu ao meio ao colidir com o poste.

Marcus ainda foi socorrido com vida, mas morreu durante a madrugada, na Santa Casa. Letícia teve ferimentos graves e continua internada no hospital.

Rayan Douglas Wehner Viera, de 20 anos, que estaria envolvido no acidente, foi preso em flagrante e indiciado pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante, lesão corporal e por participar de competição não autorizada. Ele conduzia um Citroen C3.

Um terceiro motorista está sendo procurado pela Polícia. Uma testemunha relatou ao Campo Grande News que viu o carro da vítima, o Citroen e um Sedan disputando corrida na via.




Gente o que é isso!!!Não posso afirmar que esse ou aquele estavam participando de rachas!!Mas aproveito a oportunidade para alertar que a avenida Duque de Caxias realmente virou pista de corrida!!!Sejamos "gente" e gente consciente!!!! Nem os animais são tão irracionais....Credo!!!!
 
Ingrid Keila Kranjcec Inoue Romeiro em 25/04/2013 09:57:20
Daqui a pouco vão dizer que uma força eletromagnética atraiu o carro com uma força abrupta em direção ao poste!!!
 
luigi castro em 02/04/2013 10:11:09
não se tratava de racha não. Por estarem nas imediações do aeroporto, pensaram ser pilotos de avião e tentaram decolar com os carros, daí a altissima velocidade.
 
Reinaldo Fernandes em 01/04/2013 17:07:06
Se era um racha, tinha que ter oponente(s).
Cadê-los?
 
Elviria Santos Ferreira em 01/04/2013 15:24:10
Deve ser muito dificil para a familia mesmo...Só Deus para conforta-lós! Agora vejamos por outro lado,ele morreu sozinho culpa da sua propria imprudência, ele se suicidou, nao matou ninguem que não tinha nda a ver, como fez o rapaz do acidente da camionete com o taxi na afonso pena! Uma familia só chorando não duas...Pagou caro sua irresponsabilidade...
 
Elisa zocal em 01/04/2013 15:20:16
infelizmente mais uma vida que se vai. Nem adianta saber se era racha ou não. O pagamento por seu ato já foi cobrado: a sua vida. É uma pena que os jovens de hoje não pensem no que estão fazendo. Respeito a dor dos familiares e até acho que acidentes acontecem. Mas como justificar um carro partir ao meio se não estivesse em alta velocidade em área que é bastante movimentada e muito bem sinalizada?
 
Jéssica Santos em 01/04/2013 15:18:19
Nós não podemos ficar procurando culpados isso é serviço da justiça investigar descubrir
e punir os culpados, quantas vidas vai perder até que alguem tome atitude?
 
MARCOS VEIGA em 01/04/2013 15:16:47
Como um carro parte ao meio se não estiver em uma velocidade altíssima e incompatível com o local?Meus sentimentos aos familiares mas não se pode negar que no mínimo o condutor estava em alta velocidade e ficar achando isso "que não tinha marca de frenagem", quem disse que em racha tem que ter marca de frenagem no local?Outra: os familiares nem no local estavam e há várias testemunhas que dizem que sim, houve racha. Então cabe as autoridades investigarem e responsabilizarem os culpados como já foi feito com o outro condutor. Devem sim ficar presos pagando pelas suas inconsequencias. Os jovens não estão dando valos as suas vidas e principalmente com a de terceiros.
 
Marcos de S. Souza em 01/04/2013 14:08:26
Como é??? tudo mentira ele já estava vindo da Afonso Pena, não duas quadras do local!, e se foram periciar em frente ao CMO irão ver as marcas de pneu, não porque frearam, sim porque sairam cantando pneu, e é claro que nem deu para frear, Por favor ! eu sei que é uma hora difícil, perder um ente querido, mais ele estava errado!!!
 
Cristiane prudente em 01/04/2013 13:53:06
Respeito a opinião e principalmente a dor da tia do rapaz, mas mesmo que ele não estivesse tirando racha; estaria vivo se não estivesse em altíssima velocidade, prova disso que o carro partiu ao meio.
 
Guilherme Fonsea em 01/04/2013 13:39:21
Se não estava fazendo racha a perícia tem que verificar melhor o que aconteceu, saber quem estava - muito - acima da velocidade permitida na via, se foi o carro ou o poste.
 
Mauricio Secco em 01/04/2013 13:13:19
Até que demorou para acontecer! Demorou, hein?! Deus teve muita misericórida dos "velozes e furiosos"! Só quem mora nas imediações sabe, verdadeiralmente, o que acontece nestas bandas! Não precisa muito, não, é só dar umas voltinhas na pista de caminhada ou na ciclovia nos inícios e fim de noite! E não é só nos finais de semana, não!
 
Vicentina Vasques em 01/04/2013 11:12:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions