A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

24/02/2014 15:47

Familiares de vítimas de acidente reclamam de demora no socorro

Mariana Lopes e Filipe Prado
Bombeiros demoram quase 40 minutos para prestar socorro (Foto: Cleber Gellio)Bombeiros demoram quase 40 minutos para prestar socorro (Foto: Cleber Gellio)

Um acidente envolvendo duas motos deixou três pessoas feridas na tarde de hoje (24), em Campo Grande. Embora não tenha sido grave, os familiares das vítimas reclamaram sobre a demora no socorro do Corpo de Bombeiros, que, segundo testemunhas, levou quase 40 minutos para chegar ao local.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

A batida foi no cruzamento das ruas Califórnia e Rocha Pomba, no bairro Caiçara. De acordo com relatos, Caio Flores Martins, 23 anos, seguia pela Califórnia quando colidiu com a outra moto, na qual estavam os irmãos Flavio dos Santos Oliveira, 28 anos, e Cleiton dos Santos Oliveira, 25 anos.

Porém, outro problema apontado até mesmo pelos moradores da região é que no cruzamento não há qualquer sinalização e o local é cenário constante de acidentes. No entanto, todos afirmem que a preferencial é de quem trafega pela rua Califórnia.

Após o acidente, o recepcionista José Bosco Ribeiro, 45 anos, ligou imediatamente para o Corpo de Bombeiros. “No telefone me falaram que já estavam encaminhando uma viatura para fazer o socorro, mas demorou pra caramba e os três ficaram caídos na rua”, contou.

Nervosos com a demora, os familiares das vítimas disseram que ficaram preocupados de o estado de saúde dos motociclistas piorar. “Se fosse mais grave eles poderiam ter morrido”, comentou o sogro de Flávio, Roberto Pereira da Silva, 58 anos.

O cunhado de Caio, José Marcos Gregório Feliz, 29 anos, ainda pontuou que no momento do acidente estava chovendo e as vítimas tiveram que ficar na rua debaixo de água.

Os três motociclistas foram encaminhados para o posto de saúde do bairro Universitário, com escoriações.
A equipe de reportagem tentou falar no local com os militares do Corpo de Bombeiros e com os policiais militares que atenderam a ocorrência, mas eles disseram que não dariam declaração sobre o acidente e nem sobre a demora no atendimento.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions