A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

06/08/2013 19:50

Idosa morre na Santa Casa ao ser atropelada por motociclista sem CNH

Viviane Oliveira

Uma mulher de 64 anos morreu na noite desta segunda-feira (5) na Santa Casa depois de ter sido atropelada por uma moto na tarde do mesmo dia, no cruzamento das ruas Thirson de Almeida e Arquiteto Alves Mancini, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Nancy Melo chegou a ser encaminhada para a Santa Casa, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Veja Mais
Morador de rua é socorrido em estado grave após ser atropelado
Motociclista morre ao ser atingido por veículo em cruzamento na Vila Ipiranga

De acordo com boletim de ocorrência, Smailley Engles Silva, 18 anos, conduzia uma moto Suzuki e tinha como passageira Taina de Campos Moretto, também de 18, quando atropelou a mulher.

A vítima foi socorrida com ferimentos graves pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e encaminhada para a Santa Casa, onde passou por cirurgia, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

O casal da moto sofreu ferimentos leves e receberam atendimento médico no posto de saúde do bairro Guanandi. Ainda conforme registro policial, Smailley não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. No entanto, o jovem foi autuado por falta de permissão para dirigir e lesão corporal dolosa. 




"O caso foi registrado como homicídio culposo", o delegado que fez o boletim de ocorrência assim só pode estar facilitando para o criminoso ou ser incompetente. O criminoso(ele pois cometeu um crime!) assumiu os riscos e consequências ao pilotar sem ter certificação e autorização da justiça(CNH), com isso o atropelamento se torna um crime doloso(com intenção!).
 
Alexandre de Souza em 06/08/2013 21:38:16
Se não possui CNH não é motociclista e sim motoqueiro. Além disso, como se lê o nome desse rapaz (Smailley)?
 
João Dias em 06/08/2013 20:34:02
Todo e qualquer acidente de trânsito, seja com o resultado morte, ou mesmo lesões corporais, ainda que leves, em que o causador tenha sido condutor alcoolizado, ou não habilitado, deveria ser punido com prisão, e sem fiança.
 
Fernando Silva em 06/08/2013 20:33:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions