A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

28/08/2015 08:00

Idoso que ficou preso às ferragens de carro em acidente morre no hospital

Luana Rodrigues
O motorista ficou preso nas ferragens (Foto - Pedro Peralta)O motorista ficou preso nas ferragens (Foto - Pedro Peralta)

Morreu na tarde de ontem (27), uma das vítimas da colisão envolvendo um Corolla e um Voyage na MS-080, que deixou quatro pessoas gravemente feridas. O acidente aconteceu cerca de 35 quilômetros de Campo Grande, já próximo a Rochedo, após o córrego Angico.

Veja Mais
Carro derrapa com óleo na pista, colide com outro e fere dois casais
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco

Arthur Pereira Lima, 76 anos, estava no veículo Corolla, ficou preso às ferragens por cerca de 40 minutos até ser retirado do carro pelos bombeiros, que precisaram utilizar ferramentas especiais para abrir a lateral do veículo. Arthur não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa. O idoso estava acompanhado da mulher Guilhermina Borges Limas, 71, que também teve de ser socorrida e continua internada no mesmo hospital.

No outro carro também havia um casal, Lucia Nobre de Miranda, 61, e Carlos Edy vasques Palhano,57, que também ficou muito ferido, com diversas fraturas e lacerações nos braços e pernas. A mulher foi retirada sem ferimentos aparentes. O casal também foi trazido para a Santa Casa pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O acidente - Segundo o capitão dos bombeiros Sílvio Romero, os dois motoristas contaram versões contraditórias sobre o que teria provocado o acidente. O capitão disse que um acusou o outro de ter invadido a pista contrária, causando a batida. A colisão foi tão violenta que o Corolla rodou na pista e parou apenas em um barranco.

De acordo com o capitão Silvio Romero, o acúmulo de óleo na pista pode ter provocado a derrapagem de um dos veículos. Com a chuva, a via ficou mais escorregadia. "Quando passa muito tempo sem chover, a pista fica mais perigosa porque acumula muito óleo", explicou.

Ainda conforme o capitão, houve um princípio de incêndio no Corolla, que foi controlado por uma pessoa que parou no local para prestar socorro. Apesar da gravidade dos ferimentos, todas as vítimas foram levadas para o hospital conscientes.




Gente, a Lúcia ficou bastante machucada e como perdeu sangue está precisando de doação de sangue. Vamos ajudar a divulgar, as doações podem ser realizadas na Santa Casa, Hemosul e Rosa Predossian em nome de Lucia Nobre de Miranda Palhano.
 
Camila Kuhnen em 28/08/2015 09:07:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions