A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

02/03/2011 13:30

Jovens vão a júri popular dia 30 de março por morte de Mayana

Nadyenka Castro

Juiz mandou prender rapaz que colidiu no carro dela

Anderson, de camisa branca, e Willian (de barba) vão a júri popular e tiveram prisão decretada. (Foto: João Garrigó)Anderson, de camisa branca, e Willian (de barba) vão a júri popular e tiveram prisão decretada. (Foto: João Garrigó)

Anderson de Souza Moreno e Willian Jhony de Souza Ferreira vão a júri popular no próximo dia 30, acusados da morte de Mayana de Almeida Duarte, 23 anos, vítima de um acidente de trânsito ocorrido na madrugada de 14 de junho de 2010, em Campo Grande.

A decisão de manda-los a júri popular é do juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, o qual acatou pedido do MPE (Ministério Público Estadual) e mandou prender Anderson.

Conforme a sentença de pronúncia do magistrado há no processo provas que os dois jovens assumiram o risco de causar o acidente, pois trafegavam em alta velocidade pela avenida Afonso Pena e tinham consumido bebidas alcoólicas momentos antes.

“... as provas sinalizam que Anderson e Willian estavam, em princípio, fazendo "racha", o que caracteriza dolo eventual pela previsão e aceitação do resultado morte de um transeunte, mormente se a Afonso Pena é a principal avenida por onde circula todo o trânsito desta Capital a qualquer hora do dia e da noite em razão do intenso fluxo de veículos”, diz o juiz no despacho da sentença de pronúncia.

Além disso, Anderson, que dirigia um Vectra, de acordo com relato de testemunhas passou no semáforo vermelho no cruzamento com a rua José Antônio, colidindo com o Celta conduzido por Mayana.

Diante de todas as provas e apesar da negação de racha e desrespeito às demais leis de trânsito, Anderson e Willian foram pronunciados por homicídio doloso (com intenção), qualificado pelo motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e também por conduzir veículo embriagado e disputa de racha.

“Infere-se que Willian Jhony de Souza Ferreira foi coator do crime, na medida em que, de qualquer modo concorreu para o homicídio, incentivando, apoiando e instigando Anderson na disputa (racha) numa das avenidas mais movimentadas de Campo Grande, de forma que este seguia na frente para não perder a competição. Deduz-se, ainda, que agiram por motivo torpe, por emulação, ou seja, para satisfazer sentimento próprio de vitória, porquanto um querendo ser mais rápido que o outro na competição no trânsito. Ainda, há indícios de que utilizaram de recurso que dificultou a defesa da vítima Mayana, a qual não teve como evitar a colisão em razão da alta velocidade do veículo de Anderson, sendo surpreendida com ele ultrapassando o sinal vermelho”, consta no documento da Justiça.

Prisão- O pedido de restrição de liberdade para Anderson foi feito ao juiz pelo MPE durante audiência realizada na última segunda-feira (28). De acordo com a acusação, mesmo com histórico de desrespeito às leis de trânsito e ter se envolvido em dois acidentes com morte, o rapaz continuou a dirigir.

Oito meses depois do acidente que resultou na morte de Mayana, Anderson, que estava com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) apreendida devido à colisão na avenida Afonso Pena, o jovem foi flagrado dirigindo o carro dele, na contramão: um Kadett cuja perícia concluiu que tem características de veículo preparado para racha.

Para o magistrado, o histórico de Anderson demonstra que ele possui “indiferença com a legislação (...)”

Recurso- A defesa dos réus pode impetrar recurso e contestar a sentença de pronúncia. Se não houver recurso, o julgamento será dia 30, a partir das 8 horas. Caso a defesa conteste, uma nova data será marcada.




CADÊ OS OUTROS?(de outros casos semelhantes).
 
nilson franco de oliveira em 03/03/2011 10:17:58
eles terao que enfim pagararem o q fez, pois somente assim eles saberao que uma vida nao pode ser jogada fora por maus exemplos, quem sabe quando sairem , nao farao mais isso, fiquem na cadeia a sentença toda, parabens senhor juiz pela sua atitude digna
 
lucia amaral em 03/03/2011 08:24:20
acredito que foi a coisa certa, para esses individuo, isso sirva de exemplo para o restante que comente esse delito
 
ROSINALDO NUNES UCHOA em 03/03/2011 08:05:08
PARABÉNS!!! SENHOR PROMOTOR, QUE BOM NÃO IMPORTA SE UM DIA OU DEZ ANOS DE PRISÃO NÃO DEVOLVE A VIDA MAS É BOM PARA A SOCIADADE TER UMA RESPOSTA DA JUSTIÇA E SABER QUE ELA TARDA MAS NÃO FALHA DESENCORAJANDO QUEM TEM JUIZO DE FAZER O MESMO BRINCAR COM AS LEIS E A JUSTIÇA DO HOMEM PORQUE A DE DEUS VEM MAS CEDO OU MAIS TARDE DEUS NÃO PAGA AO FIM DE TODA SEMANA MAS UM DIA ELE PAGA DEUS NUNCA DEVE A NINGUÉM.
 
RODOLFO DA SILVA LOPES em 03/03/2011 02:50:12
Playboy nada esses cara são é maloqueiro de bairro...agora vão encontrar os amigos de infância e fazer um piquenique na cadeia...uma pena q não vão passar muito tempo lá!!
 
Daniel Rezende em 03/03/2011 01:54:38
Parabens,esta tudo como deveria ser,rodolfo,se o Jhonny resolveu andaar em alta velocidade pela afonso pena,embriagado tirando rahc,ele tem que ser homem para assumir o que fez e sim ser julgado pelos seus atos.
 
marcelo argemon em 02/03/2011 10:48:18
Sinto muito nojo... só de ver esseS dois crápulas na mídia.Esses assassinos têm que apodrecer na cadeia.O que pensam os pais desses dois VERMES?Pouco tempo de cadeia,não vai BARRAR as latrocidades dessa duola maldita.Cadeião mesmo...uns trinta anos só no fechado. E olha.que os anciões ainda poderão reincidir.
 
neide de oliveira em 02/03/2011 10:15:17
Parabenizo o Srº juiz e que esses crapulas paguem até o último vintém! podia tbém jogar eles para capinar esses terrenos baldios que existem por aí eles tem q sentir na pele oq os familiares estao sentindo.
 
RICARDO JEFERSON SOUZA RÔA em 02/03/2011 07:08:02
pelo que vejo esses jovem jhonny pagara por irresponsabilidade deste marginal chamado anderson,do qual já deveria ter cido internado quando menor e causou a morte de outra pessoa....
 
rodolfo maluf em 02/03/2011 04:59:00
Parabéns ao Ministério Público e ao Juiz de Direito que, juntos, retiram de circulação uma pessoa perigosa como esse rapaz. Ele é um perigo para sí mesmo e, principalmente, para as pessoas que circulam pelas ruas de Campo Grande. Já matou duas pessoas, continua a dirigir, da pior forma possível - na contramão de direção - e veículo modificado para corrida. Pelo visto não aprendeu a lição e não vai aprender enquanto não levar cadeia, que é o lugar mais adequado para ele.
 
Nélson Ozuna em 02/03/2011 04:57:25
PARABÉNS SR JUIZ QUE JUSTICA SEJA FEITA QUE ESTE BANDIDOS FIKEM LA ATE CRIAR JUIZO VERGONHA NA CARA E PARAR DE POR VIDA DOS OUTROS EM RISCO JA QUE NAO PARAM DE APRONTAR GRADES NELE ATE VIRAR GENTE, SABER VIVER COMO CIDADAO DE BEM NA SOCIEDADE
 
roseli cardoso em 02/03/2011 04:56:29
Isso é fruto da mais pura Justiça. Eles estão colhendo os frutos do plantio que fizeram.
 
José Sanches em 02/03/2011 04:56:08
As decisões tomadas pelos magistrados, são perfeitamente conclusivas, visto que as provas periciais mostram os fatos ocorridos.Temos de pesar duas coisas nesse caso. Se o Jovem, mesmo após o acidente, com a CNH apreendida, voltou a cometer infrações, está sendo indiferente com a legislação "sim", e merece punição. O que não pode, é encarcerar o mesmo, junto à outros condenados, o que isso proporcionaria a criação de um monstro para a sociedade, pois o mesmo, numa posição de revolta, sairia da prisão posteriormente, traumatizado com o sistema, e viria a cometer outras transgressões, se não, mais graves ainda. O Brasil precisa sim punir as pessoas que desrespeitam leis de trânsito e causam mortes, mas também, pensar onde puní-los. Já ficou provado que sómente a restrição de direção, não é sufuciente.
 
Woldner Max Tavares de Carvalho em 02/03/2011 04:47:53
infelizmente depois de varios epsodios parecidos resolveram comecar a impor respeito a esses playboys de asfalto.....tem que serem julgados e condenados,pra que sirvam de exemplo pros que estao de fora ainda,bebendo e fazendo grca de caro nas nossas ruas...
parabens sr,juiz.....
 
gleidson souza em 02/03/2011 04:28:36
Cadeia p eles!
Tranca e joga a chave fora!
 
Márcio Santos em 02/03/2011 04:15:19
nessa hora passo a acreditar na justiça.magistrado com compromisso c nossa sociedade,protegendo nossas familias de delinquentes como esses q estao ai.. parabens senhor juiz...agora só falta condena-los a uma pena exemplar....
 
ronilson braga em 02/03/2011 03:49:05
é isso ai.. tem que prender mesmo... e não adianta ficar com cara de coitadinho não.... pois destruiram uma familia por causa de um racha com carros velhos e caindo os pedaços..
 
carlos da silva em 02/03/2011 03:30:38
É bom para esses filhinhos de papai aprenderem a respeitar as leis. Nada vai trazer Mayana de volta. Mas a condenação desses dois por HOMICÍDIO DOLOSO vai mostrar que RESPONSABILIDADE NO TRÂNSITO significa também respeitar o direito à vida que todas as pessoas têm.
 
Gilberto Ramos em 02/03/2011 03:26:02
Tenho convicção que após a sentença ser proferida pelo meritíssimo, que os advogados de defesa ingressarão com recurso pedindo revisão da pena. Queria ver se fosse com a filha, esposa, irmã ou a mãe de um desses nobres defensores de inocentes; o que será que eles fariam, agiriam da mesma forma???
 
jonas bilder em 02/03/2011 02:51:50
parabens sr juiz pela sua decisao de mandar esses irresponsavel pra cadeia, justiça sera feita,eles vao refletir bem tamanho sofrimento q causou nessa familia dessa jovem q se foi uma morte prematura q sirva de exemplo pra mta gente irresponsavel ai as soltas cometendo abusos no transito a cada dia.q a lei do bafometro nao fique so no papel,pegou o cidadao embriagado no volante cadeia neles, tenho visto mta gente nesse transito dirigindo embriagado, me assusta principalmente sabado e domimgo.
 
walter machado em 02/03/2011 02:51:13
QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA.
 
Maria Aparecida de Souza em 02/03/2011 02:47:32
Estes dois bandidos, deveriam ter sido presos no dia(noite) do crime. Pabenizo o MPE pela medida de prisão. O nosso pais necessita de homens sérios
 
paulo nunes lacerda em 02/03/2011 02:32:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions