A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

25/06/2012 15:01

Justiça mantém prisão de motorista embriagado que matou motociclista

Viviane Oliveira
O corpo de Luiz foi arremessado a cinco metros. A vítima morreu no local do acidente. (Foto: Mariana Lopes)O corpo de Luiz foi arremessado a cinco metros. A vítima morreu no local do acidente. (Foto: Mariana Lopes)

O juiz da primeira vara do Tribunal do júri, Alexandre Ito, manteve a prisão preventiva de Rubinho Silva de Souza, de 24 anos, que atropelou e matou Luiz André Gonzales dos Santos, de 19 anos, no dia 10 de junho no bairro Vida Nova, em Campo Grande. A prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva no dia 12 de junho.

Veja Mais
Motorista embriagado bate em motocicleta e mata rapaz de 19 anos
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber

A defesa do acusado pediu a revogação da prisão preventiva alegando que seu cliente é réu primário, tem residência fixa e ocupação lícita. O MPE (Ministério Público Estadual) não aceitou o pedido.

Em sua decisão, o juiz analisou que não houve alteração das circunstâncias que respaldaram a conversão da prisão, especialmente porque os fatos foram recentes. O juiz indeferiu o pedido de revogação da prisão preventiva.

Acidente - Luiz André conduzia uma moto Suzuki, quando foi atingido na traseira pelo Gol, conduzido por Rubinho Silva de Souza.

Com o impacto da batida, a motocicleta foi parar entre um muro e o ponto de ônibus. O corpo de Luiz foi arremessado a cinco metros. A vítima morreu no local do acidente.

Segundo a Polícia, o motorista do carro, Rubinho, apresenta sinais visíveis de embriaguez e tentou fugir do local do acidente, mas foi pego cinco quadras depois.

Na motocicleta além de Luiz André estava também Tainara Antônio de Oliveira, 17 anos. A adolescente foi socorrida pelos bombeiros e levada para a Santa Casa com ferimentos leves.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions