A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

27/01/2011 08:20

Justiça ouve hoje testemunhas de acidente que deixou jovem ferida

Nadyenka Castro

Esta será a primeira audiência da colisão que vitimou Rayssa

Fiat Uno que era dirigido por Rayssa ficou destruído. (Foto: Simão Nogueira)Fiat Uno que era dirigido por Rayssa ficou destruído. (Foto: Simão Nogueira)

A Justiça começa a ouvir nesta quinta-feira as testemunhas do acidente que deixou Rayssa Favaro gravemente ferida.

A primeira audiência sobre o caso acontece quase dois anos após a colisão, ocorrida no cruzamento da avenida Mato Grosso com a rua Bahia, em Campo Grande.

A audiência está marcada para começar às 13h30min e será presidida pelo juiz Olivar Augusto Roberti Coneglian, da 2ª Vara Criminal. A previsão é que sejam ouvidas 21 pessoas, entre elas a vítima.

O acidente aconteceu no início da manhã do dia 21 de abril de 2009. Rayssa conduzia um Fiat Uno pela rua Bahia e Marcelo Olendzki Broch um Honda Civic pela avenida Mato Grosso. A colisão jogou os carros a 36 metros do ponto de impacto.

Rayssa teve traumatismo craniano, ficou meses internada e com sequelas. Já Marcelo não teve ferimentos. Ela é filha do superintendente da Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul, Válter Favaro.

Audiência sobre acidente com Rayssa é marcada para 2011
A primeira audiência sobre o acidente de trânsito que deixou sequelas graves na estudante de Direito Rayssa Favaro foi marcada para janeiro de 2011, ...
Juiz manda Unimed pagar tratamento domiciliar de Rayssa
O juiz da 8ª Vara Cível de Campo Grande, Ariovaldo Nantes Corrêa, concedeu a antecipação de tutela para obrigar a Unimed Teresina Cooperativa de Trab...
Polícia pede prazo na investigação do acidente de Rayssa
A Polícia Civil pediu ao poder judiciário novo prazo para concluir a investigação do acidente que deixou ferida a estudante Rayssa Favaro, 19 anos, f...
Rayssa Favaro está em casa e quadro clínico é estável
A estudante Rayssa Favaro, de 19 anos, já está em casa. Vítima de um grave acidente de trânsito no dia 21 de abril, em Campo Grande, ela ainda tem di...



Espero que essa irresponsavel desta promotora que permitiu que esses indelinquentes saíssem fazendo baderna com o seu carro também seja responsabilizada. Não se pode esconder atrás de um cargo público com mentiras deslavadas.
 
jose antonio em 27/01/2011 10:32:58
Só Deus mesmo para confortar Rayssa e seus familiares. Esses marginais que provocam acidentes por total irresponsabilidade contam com a impunidade. É acreditar que aqui fazem, aqui pagarão, através de uma justiça iluminada, muito além da feita pelos homens. O pior é que exemplos como esse do sobrinho da promotora estimulam outras barbaridades no trânsito. Ela, aliás, deveria ser a primeira a querer justiça no caso. Lamentável. A imprensa deve cobrir esse caso com muita atenção. Não deixem mais impunidade ainda, já basta o irresponsável estare por aí livre, leso e solto, graças aos seus "bons advogados". Chega a provocar náuseas!
 
Cauê Almeida em 27/01/2011 06:53:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions