A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

06/09/2011 12:04

Menino de quatro anos fica ferido em acidente no bairro Taveirópolis

Nadyenka Castro e Ângela Kempfer

Ele atravessava a rua quando correu para alcançar a mãe e acabou atingido por um carro

Menino foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Mãe acompanha o filho. (Foto: João Garrigó)Menino foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Mãe acompanha o filho. (Foto: João Garrigó)

Um menino de quatro anos ficou ferido em acidente ocorrido há pouco no cruzamento das ruas Albert Sabin e Vacaria, no bairro Taveirópolis, em Campo Grande.

Karoline Vilalba, 16 anos, estava em frente à escola José Antônio Pereira e viu tudo. “Parece que foi em câmera lenta”, diz.

Ela conta que a criança atravessava a via junto com irmãos e mãe. Segundo ela, a mulher soltou a mão do filho e caminhou mais rápido.

O menino então correu para alcançar a mãe, mas, acabou sendo atropelado por um Fiat Strada.

De acordo com Karoline, o motorista do automóvel freou, mas não consegui evitar o atropelamento. Ele não quis falar com a imprensa.

A criança foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros aparentemente sem fratura e com hematoma no peito. Assustado, ele chorava muito e foi levado ao Hospital Regional.




Nao existe culpados, oque aconteceu foi uma fatalidade criança éimprevisível. quando menos espera eles escapam.
 
ana cristina da silva em 08/09/2011 06:06:30
Se a mãe prestasse um pouco mais de atenção podería evitar tal acidente, mas a mania de tudo que acontece a culpa é do motorista ou das autoridades. Desde que o mundo é mundo quem tem o dever de cuidar dos filhos são os pais.
 
porfirio vilela em 07/09/2011 05:21:38
Por sorte ou destino naquele local existe quebra-mola, lombada eletrônica e uma valeta, senão a velocidade seria maior, e por consequência os ferimentos também.
 
jose carlos em 06/09/2011 03:34:00
Talvez se ali em frente da escola pública tivesse algum obstáculo (lombada, aslfalto elevado,...) como tem na escola particular logo mais a frente de onde ocorreu este acidente, esta criança não passaria por tal situação, mas passem ali pra ver, nem faixa de pedestre para os alunos atravessarem a Rua Albert Sabin tem. Já na escola particular até PM às 7h da manhã parando os motoristas, mesmo com a lombada eletrônica no portão da escola, tem. Por que será?
 
tais helena brito em 06/09/2011 03:04:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions