A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

06/08/2012 17:49

Morador de rua morre atropelado na Vila Ieda; 7º vítima em 6 dias

Nadyenka Castro e Nicholas Vasconcelos

Motorista fugiu do local. Vítima estava sem documentos

Peritos estiveram no local do acidente. Corpo estava próximo ao meio-fio. Peritos estiveram no local do acidente. Corpo estava próximo ao meio-fio.

Morador de rua morreu atropelado na tarde desta segunda-feira, na Vila Ieda, em Campo Grande. Esta é a sétima morte no trânsito da Capital em seis dias.

O veículo responsável pelo atropelamento fugiu e a suspeita é que seja um caminhão.

Quando a Polícia e o Corpo de Bombeiros chegaram ao local, o homem já estava morto. O corpo estava próximo ao meio-fio, com marcas de pneus na cabeça e nos braços.

Há marcas de pneus também no asfalto. Estas marcas, relatos de testemunhas e o grande movimento de veículos no local são os indícios de que o morador de rua tenha sido atingido por um caminhão.

Moradores da região disseram ter visto o homem dormindo debaixo de um caminhão. Este veículo é o que teria atropelado o morador de rua quando fazia manobras na via para entrar ou sair do Atacadão.

Presidente da Associação de Moradores da Vila Ieda, Valter Antonio Paixão, 68 anos, disse que a vítima, que não portava documentos, pode ser a pessoa conhecida como Caetano, que costuma pedir comida nas casas. Segundo Valter, esse morador de rua não é usuário de drogas, mas ingere bebidas alcoólicas.

Policiais vão procurar nos caminhões que estão no Atacadão vestígios do acidente, para tentar identificar o veículo e o motorista atropelador. O caso será investigado pela 4ª Delegacia de Polícia Civil.

Estatística - Desde o dia primeiro deste mês, já foram oito mortes no trânsito de Campo Grande.

Josué Vital Messias, de 31 anos, morreu na noite de domingo, na Santa Casa, após acidente no dia 31 de julho, no bairro Zé Pereira.

Também morreu ontem, no mesmo hospital, Maycon Paranho Tomicha da Silva, de 23 anos. O rapaz estava internado desde o dia 3, após acidente na avenida Cônsul Assaf Trad, próximo ao supermercado Macro, na saída para Cuiabá.

Maycon pilotava uma motocicleta Honda pela avenida no sentido centro, quando um veículo que seguia a sua frente, fez uma conversão à esquerda provocando a colisão.

No sábado à tarde morreu Elaine Capistrano, de 25 anos. Ela era passageira da motocicleta Yamaha pilotada pelo companheiro dela.

Eles foram atingidos por um Fiat Pálio, no momento em que o motorista realizada uma conversão. A jovem foi parar a cerca de 10 metros do ponto de colisão.

Eliane estava grávida de oito meses. Se considerarmos a morte do bebê, o número de óbito no trânsito sobe para nove só neste início de mês.

Homem morre em hospital após sofrer acidente no bairro Zé Pereira
Um homem de 31 anos morreu após sofrer um acidente de trânsito , no bairro Zé Pereira, em Campo Grande. O acidente aconteceu no dia primeiro deste mê...
Morre no hospital gestante que sofreu acidente na Mascarenhas de Moraes
Morreu ontem (4) à noite, por volta das às 0h20, na Santa Casa, a gestante que ficou gravemente ferida após um acidente de trânsito ocorrido neste sá...



Dormir em baixo de roda de caminha também é suicídio.Acho que nenhun caminhoneiro e nem um motorista olha de baixo das rodas ao sair.Uma vida se perdeu,mas que vida?
 
fernades washington em 07/08/2012 10:10:49
MAIS UM ASSASSINO SOLTO! NAS RUAS DE CAMPO GRANDE!
 
luiz carlos bandeira duarte em 07/08/2012 09:30:46
Faz Tempo Que Digo Isso Aqui : Campo Grande é Uma Cidade Sem Lei no Transito.
As Autoridades Que Se Dizem Responsaveis Por Um Bom Transito Não Tem Competencia. Isso é Fato. Eles Não Tem Preparo e Tambem Nem Boa Vontade de Realizar Um Trabalho Serio.
 
Gildo Oliveira em 06/08/2012 07:39:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions