A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

04/01/2015 16:41

Morador improvisa placa, mas não impede 3º acidente desde o Natal

Filipe Prado e Ricardo Campos Jr.
Os moradores improvisaram uma placa, mas não evitaram o acidente (Foto: Marcelo Calazans)Os moradores improvisaram uma placa, mas não evitaram o acidente (Foto: Marcelo Calazans)

Após o terceiro acidente desde o Natal no cruzamento das ruas Luiz Pereira e Barão de Itapetininga, moradores do Bairro Pioneiros improvisaram uma placa de “Pare” para evitar tragédias na região. O mais recente foi um capotamento na tarde de hoje (4), por volta das 16h30.

Veja Mais
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves

Conforme a técnica de enfermagem Ivone Vicente de Souza, 46 anos, ela trafegava pela Rua Luiz Pereira, e parou no cruzamento, já que a Barão de Itapetininga é preferencial. A mulher disse que olhou para os dois lados e resolveu atravessar a rua, pois não viu nenhum veículo.

“O veículo surgiu em alta velocidade e bateu na lateral do meu carro”, contou a técnica de enfermeira. Com a força do impacto, o carro capotou e parou com a lateral ao solo. A condutora do veículo Corsa Classic fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

Os moradores da região foram até o local e retiraram Ivone de dentro do veículo, além virar o carro. “Eu assumo o erro de não ter visto o carro, mas a velocidade que ela estava não justifica. Se eu estivesse correndo, nós duas teríamos morrido”, afirmou a técnica de enfermagem.

 

Com a força do impacto, o carro capotou, mas os moradores ajudaram a desvirar o carro (Foto: Marcelo Calazans)Com a força do impacto, o carro capotou, mas os moradores ajudaram a "desvirar" o carro (Foto: Marcelo Calazans)

Este foi o terceiro acidente, desde o Natal, no mesmo cruzamento. A dona de casa Fabiana Feliz Figueiredo, 35, contou que no dia 25 dois carros colidiram e dias depois outro acidente, envolvendo uma moto, aconteceu. Uma pessoa, segundo a moradora, passou pelo local e arrancou a sinalização do cruzamento.

“O problema desta esquina é que ninguém respeita a sinalização. A velocidade que os motorista passam por aqui é incrível”, assegurou Fabiana. Para tentar evitar que uma tragédia acontecesse na região, ela e outros moradores improvisaram uma placa de “Pare”, usando um pedaço de madeira verde e um spray branco.

Mas os moradores não estão satisfeito, já que mesmo com o improviso, os acidentes ainda acontecem. “Falta redutor de velocidade. Isso aqui virou pista de corrida!”, ressaltou a moradora. Fabiana ainda apontou que a prefeitura foi até o local e realizou medições, mas até agora nada foi feito.

Por fim, Ivone cobrou mais responsabilidade dos motoristas que trafegam pela região. “A pessoa tem que ter responsabilidade com a velocidade, não é por que está na preferencial que tem que vir correndo”, advertiu.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions