A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

02/01/2013 21:55

Moradores e comerciantes reclamam de cratera na Júlio de Castilhos

Viviane Oliveira
O buraco com 1,5 metro e meio de profundidade e três de largura está causando transtornos  para moradores e comerciantes. (Foto: Luciano Muta)O buraco com 1,5 metro e meio de profundidade e três de largura está causando transtornos para moradores e comerciantes. (Foto: Luciano Muta)
Cratera que ser formou na Júlio de Castilho, sentido bairro/Centro. (Foto: Luciano Muta)Cratera que ser formou na Júlio de Castilho, sentido bairro/Centro. (Foto: Luciano Muta)

Moradores reclamam de uma cratera aberta na avenida Júlio de Castilhos, no bairro Sayonara, em Campo Grande. O buraco com 1,5 metro e meio de profundidade e três de largura está causando transtornos e tirando o sono de muita gente na região. Apesar de uma boa parte da avenida ter passado por reforma a outra ainda está por fazer.

Veja Mais
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe
Acidentes mataram uma pessoa a cada três dias nos dois últimos meses

As obras na avenida Júlio de Castilhos exigiram um investimento de R$ 18 mil. Deste total, 95% são do Pró-Transporte e 5% do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). O asfalto precisou ser recapeado para a colocação das galerias de capitação das águas pluviais.

A cratera, que se formou em cima da ponte que passa o córrego imbirussú, aumenta a cada dia que passa. Vizinha do problema, a dona de casa Vilma do Nascimento, 55 anos, relata que o buraco piorou com a última chuva de sexta-feira (28). “Com as chuvaradas o asfalto cedeu, funcionários da Prefeitura vieram e arrumaram, depois de uma semana veio outra chuva e acabou com tudo”, disse.

Vilma mora há 10 anos no bairro e afirma que o problema começou depois que construíram novas avenidas na região. “Há 3 anos começou a inundar tudo aqui quando chove. O sistema de tubulação foi mal feito”.

Compartilha da mesma opinião o micro-empresário Bruno Rodolfo Karpinski, 33 anos. Para ele a tubulação que foi colocada no local é muito estreita e não comporta o volume de água. “Quando chove dá medo de passar com veículo pesado na rua, entre a ponte, parece que qualquer momento o asfalto vai ceder”, afirma.

Ainda conforme ele, morador da rua Artur Marinho, a região onde se formou a cratera fica intransitável quando chove muito. “Além dos buracos na via, o sistema de esgoto abre e o local fica mal cheiroso. É um total descaso com a população”, afirma Bruno, acrescentando que a última chuva inundou a casa dele.

Moradora do Jardim Imá, Cláudia Padim Dias Oliveira, 46 anos, tem uma loja de móveis na avenida. A comerciante reclama dos buracos e dá demora na obra de recapeamento. “É ruim porque causa prejuízos para quem tem comércio aqui”, reclama.

No comando da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, disse que vai retomar nesta quinta-feira (3) as obras da Júlio de Castilho. Ainda conforme Semy será feita uma obra emergencial no local onde se formou a cratera.

Motociclista que seguia no acostamento escapa por pouco de acidente
O flagrante na BR-163 foi enviado por uma leitora através do canal Direto das Ruas. A TV News esteve no local e constatou diversas irregularidades....
Adolescente que colidiu em caminhão estava com moto irregular
Rapaz de 16 anos ficou ferido ao furar um sinal vermelho e bater em um caminhão na manhã desta terça-feira....



Bom se foce só este o problema da AV. Julio de Castilho seria bom, mas deem uma olhada no cruzamento de AV. Julio de Castilho com com a Capibaribe, bem enfrente com uma casa Veterinária, não havia problemas ali até as mudanças e digo pra pior, porque agora fico intransitável, devido ao enlaçamento das via fazendo com que ela fique retendo a aguá das chuvas, fora o tempo gasto para se fazer o contorno e retornar para a AV. Julho de Castilho, até agora são transtornos em sima de transtornos.
 
Márcia Aparecida em 02/01/2013 22:48:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions