A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

10/11/2015 10:00

Morto em colisão com carreta, gerente de lava-jato de 19 anos não tinha CNH

Viviane Oliveira e Flávia Lima
A moto ficou totalmente destruída. O rapaz foi parar embaixo da carreta bitrem. (Foto: Fernando Antunes) A moto ficou totalmente destruída. O rapaz foi parar embaixo da carreta bitrem. (Foto: Fernando Antunes)

Foi identificado como Lucas Alcântara, 19 anos, o motociclista morto em acidente envolvendo uma carreta bitrem na manhã de hoje (10), na rotatória da Avenida Duque de Caxias, em Campo Grande. Ele não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A vítima era gerente de lava-jato na região do Aeroporto e estava indo para o trabalho.

Veja Mais
Acidente entre bitrem e moto mata motociclista na Duque de Caxias
Em perseguição, viatura da PF bate em moto e carro e mata três na BR-163

Conforme o tapeceiro Luiz Antônio Melo, que viu o acidente, o jovem seguia em uma moto Titan atrás de três carretas de combustível e passou por uma delas de forma correta, mas ao tentar ultrapassar as outras duas, o motociclista entrou pela direita e bateu na lateral do terceiro veículo. Ele foi parar embaixo da carreta bitrem e morreu no local.

Abalado com a situação, Luiz Alcântara, 52 anos, contou que o filho trabalhava há 1 mês no lava-jato e estava feliz com o emprego. “Ele tinha parado de estudar e estava contente com o novo emprego, pois retomaria os estudos e no futuro pretendia se formar mecânico de automóvel”, lamenta o pai.

Luiz admite que o filho ainda não era habilitado e tentou fazer uma manobra incorreta, mas aproveita para pedir um redutor de velocidade para o trecho. “Ele era meu único filho homem e morava com a mãe, inclusive a ajudava financeiramente”, diz emocionado.

Conforme o delegado da 7º Delegacia de Polícia Civil, Paulo Sá, tudo indica que o erro foi do motociclista. Além disso, de acordo com a polícia, o rapaz conduzia uma moto que estava com o cabo do freio quebrado já alguns dias.

Violência no trânsito - Esta é a quarta morte registrada nesta manhã em Campo Grande. Três pessoas morreram durante perseguição policial no km 485 da BR-163, próximo a Uniderp Agrárias, entre as saídas para Cuiabá e Três Lagoas. As vítimas ainda não foram identificadas.

Pai da vítima, Luiz (camisa azul), diz que o trecho do acidente precisa de mais sinalização, como redutor de velocidade. (Foto: Fernando Antunes) Pai da vítima, Luiz (camisa azul), diz que o trecho do acidente precisa de mais sinalização, como redutor de velocidade. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions