A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

10/03/2013 07:25

Motociclista morre ao entrar na contramão e bater em carreta

Paula Maciulevicius

Uma motociclista de 28 anos morreu na noite deste sábado, depois de bater em uma carreta na BR-163, em frente ao posto Caravaggio, em Campo Grande. Marineide Aparecida Gomes de Lima pilotava uma Shineray XY 50, quando entrou na rodovia pela contramão e foi atingida pela carreta.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Segundo a Polícia, o motorista da carreta, Elizeu Tomazoli, 40 anos, tentou frear e desviar da motocicleta, mas não conseguiu e Marineide bateu no segundo eixo do veículo.

A mulher teve esmagamento de crânio e vários ferimentos entre os braços e joelhos. O motorista da carreta passou pelo teste do bafômetro que não constatou embriaguez.

O corpo de Marineide foi encaminhado ao Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal). A Polícia pediu para que fosse feito exames na vítima para constatar se ela havia ingerido álcool.

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Piratininga.




Complicado, conheço a família. É muito triste tudo isso, ainda mais que ela deixou 4 filhos e as crianças são pequenas. E que Deus conforte o coração de quem ela deixou por aqui. é fácil julgar, falar pelos cotovelos né?
 
Fernanda Morais em 12/03/2013 15:58:34
O engraçado é que ainda fizeram teste de embriaguez no motorista... a infeliz entra na contramão e o motorista que ainda é culpado fala serio, cade a Policia e Agetran para fiscalizar melhor esse povo de moto, tenho moto e ando certo é a gente que paga por pessoas irresponsáveis como essa. #ficadica
 
Eliel Lemos em 12/03/2013 11:08:11
fiquei mto chateada ao saber do acidente, pois mais uma vida foi levada, mais sonhos foram encerrados, conhecia a vítima de vista pois abastecia sua moto onde trabalho, fiquei mto triste, .... que o Senhor conforte sua família!
 
ligia souza em 11/03/2013 14:12:19
Terceiro acidente que envolve uma moto da marca SHINERAY. sera que ninguem presta atencao? quem compra essas motos sao pessoas que nao tem CNH. pois de acordo com o vendedor dessas motos de 50 cc. nao e necessario.
 
Andre Yuri em 10/03/2013 22:17:21
eu até tirei uma foto , mais não sei postar aqui .
 
Thieli Fraile em 10/03/2013 19:44:01
nos ultimos dias , essa e a terceira morte emvolvendo motos do tipo shineray.....o senhor morto na guaicurus, a senhora morta na euler de azevedo e agora a senhora que invadiu a br com uma moto do mesmo genero.......eu ja me deparei com varias situacoes de idosos pilotando na contra mao com esses veiculos ...a culpa nao e do alcool ,e sim de quem vende isso para pessoas inesperientes no transito.
 
rodrigo da silva almeida em 10/03/2013 19:42:31
Eu estava no posto na hora do acidente , e realmente o motorista da carreta não teve culpa , a mulher achou que ia dar tempo de passar , mais infelismente não deu !
O motorista tentou freiar mais era tarde de mais ! ...
 
Thieli Fraile em 10/03/2013 19:42:20
Teoria da Imputação Objetiva, só pra quem sabe...
O delegado com certeza vai saber..
 
Paulo Azevedo em 10/03/2013 12:27:21
Para quem não entende: Toda vez que um ser humano morre no transito, ocorreu um homicidio ou às vezes até um suícidio. Como a causa determinante do acidente é dada pela perícia criinal, o Delegado de policia, baseado nos índicios e no Laudo pericial, pode indiciar os envolvidos em homicidio, culposo (tem a culpa mas nao teve intenção) ou doloso (intencional), ou ainda não indiciar caso entenda que a vitima foi a culpada por sua própria morte..Este é um procedimento padrão da policia..Portanto,sempre que nos envolvemos em um acidente com vítima,vai haver complicação, até que a justiça determine se somos ou não culpados...
 
Valdson Gomes-Perito Criminal em 10/03/2013 11:38:12
Verdade!!! isso sim é INJUSTIÇA!!!
 
jefferson Trindade em 10/03/2013 10:53:23
Eu estava passando pelo local na hora do acidente e vi que o motorista ficou muito abalado com o que aconteceu, claramente ele NÃO estava embriagado... foi muito triste ver sua esposa chorando com ele. Concordo com o comentário acima que o motorista não deveria ser culpado pela morte do motociclista. ele estava trabalhando poxa!!!
 
Jefferson Trindade em 10/03/2013 10:36:18
É isso que nao entendo nesses delegados de polícia, pois nao têm critério na hora de enquadrar estes fatos. Como pode, por exemplo, esse motorista que nao teve absolutamente nenhuma influencia para o resultado ser enquadrado exatamente da mesma maneira que um outro que sobe na calçada e atrolepa um pedestre, ou aquele rapaz do Gol que atropelou e matou uma senhora nesta semana na Euler de Azevedo? A morte só aconteceu porque ele estava muito acima da velocidade. Os delegados nao podem tratar fatos diferentes da mesma maneira.
 
Marcelo Cristiano Albanês em 10/03/2013 10:16:50
Jamais o motorista deveria ser registrado como qualquer tipo de homicídio... Motociclistas todos os dias causam diversos acidentes de trânsito e quando ficam vivos a culpa é sempre dos motoristas das quatro rodas (ou mais).
 
Guilherme Mello em 10/03/2013 09:23:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions