A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

30/03/2014 08:09

Motociclista morre e passageira fica ferida em acidente no Jardim Imá

Viviane Oliveira e Kleber Clajus
Hoje pela manhã ainda havia vestígios de acidente no local. (Foto: Marcos Ermínio)Hoje pela manhã ainda havia vestígios de acidente no local. (Foto: Marcos Ermínio)

O motociclista Renato de Oliveira Raiol, 32 anos, morreu após colidir a moto que conduzia na traseira de um veículo por volta das 2h50 de hoje na Rua Tupinambás, no Jardim Imá, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

A passageira da motocicleta, Suelen Lopes Correa de Arruda, 25, teve ferimentos leves e foi encaminhada par a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), da Vila Almeida. O motorista do veículo, que não foi identificado, fugiu sem prestar socorro.

De acordo com a Polícia Civil, o casal estava em um Honda CG Titan e seguiam sentido Júlio de Castilhos, quando aconteceu o acidente. Na colisão, o condutor morreu no local e a mulher sofreu escoriações leves.

No local, a Polícia encontrou uma garrafa de uísque e um copo preto, o que indica que os ocupantes da moto estavam bebendo. Também foi localizado fragmentos da lanterna traseira do veículo, que será periciado.

O acidente foi registrado como morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro. Conforme o Bptran (Batalhão de Polícia de Trânsito), nas últimas 24h foram registrados 30 acidentes.

Vizinhos de onde ocorreu o acidente, Tamires Dias Ortega, e o marido, Diego da Silva Matos, os dois de 24 anos, disseram que estavam dormindo e acordaram com o barulho da pancada. "Parece que estava quebrando vidro", conta Tamires.

Como no local estava muito escuro, Diego foi até a rua e viu duas pessoas caídas no chão. “Imediatamente chamei o socorro e sinalizei o local, pois estava muito escuro”, diz. Além da falta de iluminação, Diego reclama que mudou a sinalização na via piorando muito o tráfego de veículos.




Como eu sempre digo, motoqueiro pede, a noite, provavelmente andando chutado, pois eles não sabem andar com segurança, e ainda bebendo, lembrando que quem bate atrás está errado, só não tem motivo aparente para o carro fugir, a menos que algo esteja errado com o veículo ou a bebida estivesse com o motorista.
Motoqueiro só anda colado na gente.
 
Oswaldo Ferreira em 30/03/2014 21:53:49
Infelizmente mais uma estrelinha no asfalto de Campo Grande. Que Deus possa confortar seus familiares. http://estrelanoasfalto.com.br/place/renato-de-oliveira-30032014/
 
Evaldinete Silva em 30/03/2014 16:22:26
Se sobre quatro roda já é difícil o irresponsável motorista bêbado conduzir um veiculo, imagine o bêbado se equilibrar sobre duas rodas? Ainda mais com o sobre -peso na garupa...é muita irresponsabilidade! A vitima bateu na traseiro de um veiculo e morreu, mas o motorista do carro pode alegar que nem sentiu essa batida pois nada tem a ver com o acidente. Ele não abandonou a vitima no chão, pois nem percebeu a batida...tava bêbado também! Só devemos lamentar o sofrimento da família do falecido e, que se for casado, da esposa...
 
Samuel Gomes em 30/03/2014 12:30:29
é..... o casal de jornalista está certo.. alias.. certissimo........ na matéria em epígrafe.. no 3º parágrafo está bem assim:


".De acordo com a Polícia Civil, o CASAL estava em um Honda CG Titan e SEGUIAM sentido Júlio de Castilhos...... ................" a concordância está excelente.. .parabéns!
 
Gilson Giordano em 30/03/2014 11:29:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions