A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/01/2012 15:53

TJ nega indenização a motociclista que bateu em ônibus ao passar no sinal amarelo

Aline dos Santos

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou a um motociclista que passou no sinal amarelo o pedido de indenização por danos morais e materiais. Ele se envolveu em acidente com um ônibus da Viação São Francisco, em junho de 2006, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Anastácio Pereira de Souza trafegava com uma motocicleta na avenida Mascarenhas de Moraes, quando passou em frente ao terminal General Osório e colidiu com um ônibus, que saía do terminal. O acidente resultou em danos materiais de ambos os veículos e uma vítima.

O motociclista alegou que, no momento da colisão, o semáforo encontrava-se no tempo amarelo para o sentido em que ele trafegava, subentendendo que o sinal estava vermelho para o ônibus que deixava o terminal. A indenização foi negada pelo juiz da 12ª Vara Cível e também pela 5ª Câmara Cível do tribunal.

Quanto à situação do semáforo, o relator do processo, desembargador Vladimir Abreu da Silva, conclui que “a sinalização amarela não indica a possibilidade de livre trânsito, mas sim a atenção e parada ao veículo. O início da transposição do cruzamento deve ocorrer durante o tempo verde; sendo o amarelo destinado apenas àqueles que iniciaram a travessia, mas ainda não a concluíram”.




ÔÔPa! Marcio Pinheiro,respeitando o povo sulmatogossense,Quanto aos motoristas dos onibos,quero ver respeitarem alguem,ou a empresa pagar o estrago que fazem,ja passei por isso,os dirigentes pulam fora, de todo geito.boa sorte para o motociclista.
 
Rosanna Batista em 10/02/2012 12:10:00
Sr Marcio Pinheiro,concordo com sua opiniao sobre os dois motoristas mas vejo uma certa demencia de sua pessoa ao se referir a esse próspero Estado e seu povo .
 
jonas alves em 10/02/2012 11:15:02
Nossa daqui algum tempo vai ser arriscado dirigir em Campo Grande , porq onibus aqui se sente no direito de sair de um faxa para outra sem dar sinal so porq é grande
e sabe q a gente vai fica pior, gente isso é um absurdo isso. a passagem é baratinha pra eles negarem essa indenização,
 
Viviane Guimaraes da Rocha em 02/02/2012 09:31:14
Os 2 estão errados, primeiro que o motoqueiro passou no amarelo, e o onibus avançou no vermelho.
Mas isso é normal aqui nessa cidade, porque esse povo de Campo grande não sabe dirigir mesmo, quando o semaforo esta no amarelo eles tem mania de passar e onde acontece essas coisas, e por isso e outro motivos que esse Estado não foi e nunca irá para frente, povo atrasado até no horario.
 
Márcio Pinheiro em 02/02/2012 09:22:38
muitas vezes pessoas comete crime sabendo que a impunidade e forte, o motorista do onibus cometeu um crime gravissimo de avançar o sinal vermelho pondo a vida dos passageiros e dele próprio , e TJ analizou apenas o sinal amarelo do motociclista.
ficou claro que o "pequeno" não tem vez no transito. fiquei com cara de palhaço a ler esta reportagem.
 
vanderlei de souza em 01/02/2012 07:12:46
Engraçado também é quando esses motoristas estão com pressa e param no semáforo, ficam ameaçando os outros motoristas, principamente motociclistas, eles colam na traseira e e não deixam nem um pouco de espaço, ficam acelerando, achando que podem tudo, cadê o respeito????
 
Joyce Santos em 31/01/2012 12:17:48
pratica comum dos motoristas de onibus. se acha que to mentindo fica na frente do terminal que voce comprova eles ficam cuidando o sinal contrario e avançam assim que o outro esta no amarelo. onde eles ganham uns cinco segundos na frente dos demais veiculos. nunca vi empresa de onibus pagar conserto de carro numa boa só na justiça e assim mesmo é muito dificil. e quando pagam eles descontam.
 
HELIO SOUZA em 30/01/2012 07:39:52
Acontece que tem motoristas que ao invés de olharem para o seu sinal ficam de olho no sinal contrário e quando está amarelo já avançam, o motorista do ônibus também devia ter cautela. Acho que no caso caberia 50% de indenização material para o motoqueiro.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 30/01/2012 05:36:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions