A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

26/04/2012 09:05

Quase ao mesmo tempo, acidentes deixam 2 motociclistas feridos na mesma região

Francisco Júnior
No primeiro acidente, motociclista sofreu ferimentos pelo corpo e teve que ser levado para a Santa Casa. (Fotos: Minamar Júnior)No primeiro acidente, motociclista sofreu ferimentos pelo corpo e teve que ser levado para a Santa Casa. (Fotos: Minamar Júnior)
O motociclista ficou com pé esquerdo bastante machucado e no momento que a reportagem chegou ao local, ele ainda aguardava atendimento. O motociclista ficou com pé esquerdo bastante machucado e no momento que a reportagem chegou ao local, ele ainda aguardava atendimento.

Dois motociclistas ficaram feridos em dois acidentes de trânsito que aconteceram quase ao mesmo tempo na manhã de hoje, no bairro Manoel Taveira, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

O primeiro acidente aconteceu na avenida Presidente Vargas. Leandro Pacheco de Miranda, 24 anos, ficou ferido após a colisão da moto que ele pilotava contra um veículo Saveiro, conduzido por um militar, que não quis se identificar.

Os dois condutores seguiam no mesmo sentido e o militar ao fazer uma conversão para entrar no Quartel, acabou provocando o acidente. Leandro sofreu ferimentos leves e foi resgatado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para Santa Casa.

A artesã Onilda Maria Ribeiro, 48 anos, mora em frente ao Quartel. Segundo ela, acidentes envolvendo militares acontecem com freqüencia no local. “A Saveiro não deu seta para entrar. Do jeito que eles (militares) estão na Presidente Vargas, entram com tudo no quartel e não respeitam a sinalização”, disse.

A segunda colisão aconteceu 800 metros após a primeira no cruzamento da avenida Euler de Azevedo com a Joaquim Lacerda. Envolveu uma moto pilotada por Juraci Pereira Alves, 48 anos, e um Fiat Strada conduzido por um homem de 54 anos, que não quis se identificar.

O motociclista ficou com pé esquerdo bastante machucado e no momento que a reportagem chegou ao local, ele ainda aguardava atendimento.

O aposentado Domingos Fernando, 72 anos, afirma que está cansado de ver acidentes na Euler de Azevedo, inclusive com morte. “ Precisava melhorar a sinalização”, afirmou.

No cruzamento não há sinalização vertical e a horizontal está quase apagada.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions