A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

14/03/2011 18:35

Motoentregadores reclamam para retirar "gaiolinhas" de veículos

Paula Maciulevicius

Categoria diz que novas regras causarão lentidão no trânsito

Categoria discutiu questão polêmica com a Agetran. (Foto: Simão Nogueira)Categoria discutiu questão polêmica com a Agetran. (Foto: Simão Nogueira)

Resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) para regulamentar o serviço de motoentregadores e mototaxistas causa polêmica em Campo Grande. Representantes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Sest (Serviço Social do Transporte)/Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), motoentregadores autônomos e empresários revendedores de gás de cozinha de Mato Grosso do Sul se reuniram esta tarde para discutir a regulamentação da atividade.

A Resolução 356 do Contran, que entra em vigor no dia 04 de agosto de 2011, regulamenta a Lei 12.009, estabelece dispositivos de segurança para motofrete e mototáxi.

Seguindo a lei, as motocicletas e motonetas destinadas ao transporte de mercadorias deverão estar dotadas de dispositivos para a acomodação da carga, podendo ser fechado, tipo baú, ou aberto, modelo grelha, alforjes, bolsas, ou caixas laterais, desde que atendidas às dimensões máximas fixadas pelo Contran e as especificações do fabricante do veículo.

Para os profissionais que transportam gás, a lei tem causado polêmica. A tradicional “gaiolinha” entra na proibição e a mercadoria, de acordo com a lei, deve ser transportada por um sidecar, dispositivo de transporte acoplado ao lado da moto e que deixa o veículo com três rodas.

O empresário Valfrido Pereira do Prado, proprietário de uma revendedora de gás na Capital prevê mais tempo e o problema que vai surgir. “Com a moto o gás chega em 15 minutos. Se tiver que transportar no sidecar, primeiro que ele ocupa o espaço de um carro. Perde a agilidade e pode levar até uma hora, dependendo do lugar de entrega. É o que vai acontecer, um problema social", reclama.

Para o representante da categoria, Pedro Carlos Nantes, a classe não está contra a lei, só quer que faça um estudo em cima das condições para aplicá-la.

Segundo o diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade, a reunião teve objetivo de esclarecer as dúvidas da categoria, levantar sugestões e encaminhá-las pessoalmente ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), solicitando análise de questões do transporte de carga.

Conforme a Resolução, para exercer a atividade o profissional deverá registrar o veículo na categoria aluguel junto ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Os motociclistas profissionais e passageiros deverão utilizar capacete, com viseira ou óculos de proteção e faixas refletivas.

O motociclista deverá ter no mínimo 21 anos, possuir habilitação na categoria “A”, por pelo menos dois anos, e ser aprovado em curso especializado profissionalizante, que aqui em Mato Grosso do Sul será realizado pelo Sest/Senat.




nunca teve eleição desde quando abriu o sindicato dos motos entregadores por isso que nunca brigarão por nossa categoria temos que nos mobilizar e montar uma chapa para comcorer uma eleição para brigar pela categoria ja que os atuais não brigam. ENTRE EM CONTATO no 06792083091. Vamos nos unir para brigar pelo nosso direito.
 
valter antunes em 18/02/2012 09:39:02
sou moto entregador de jornal e revista estas leis sao contra os trabalhadores do ramo so se ve deveres cade os nossos direitos nao vejo ninguen falar sobre eles e nossa categoria que tem um sindicato que nao vale nada nunca brigou pela categoria ele foi criado a muito tempo e nunca teve uma eleicao so fica com este sr.luis escobar como presidente .
 
valter antunes em 18/02/2012 09:32:39
AS OPINIOES SÃO ADVERSAS,EU PARTICULARMENTE NÃO CONCORDO NA RETIRADA DAS GAIOLAS,TEM ALGUEM QUE PRECISA DO TRABALHO E NÃO TEM CONDIÇÕES DE INVESTIMENTO EM UM REBOQUE LATERAL POR EXEMPLO. MAS SIM EM ENDURECER OS CRITÉRIOS EM CONDUTORES QUE TRAFEGAM EM SUAS MOTOS SEM A MÍNIMA CONDIÇOES DE USO. E QUE NÃO RESPEITEM AS LEIS. DE TRÃNSITO.
 
josé francisco em 24/01/2012 12:28:17
Em resposta ao internauta Gilmar Cândido, que destacou problemas na coluna dos moto entregadores que trafegam com a gaiola para botijões.
Caro Gilmar. Concordo veementemente com sua opinião, porém preciso salientar que ainda há controvérsias.
Sou moto entregador de gás há mais de 15 anos. Trabalhei com vários tipos de motos, antigas e novas, com gaiolas e ganchos com 3 botijões. Apesar dos movimentos políticos para "atrapalhar" os profissionais do ramo de entrega com motocicletas, acredito no fator "discernimento" das autoridades fascínoras que compõem nossas casas de leis, cuja finalidade é justamente promover regalos aos poucos interessados nessa lei hípócrita.
Você destacou o problema na coluna por conta das gaiolas que transportam o gás, mas digo com toda a experiência que me é conferida que esse problema é tão irrelevante quanto o banco traseiro dos carros de passeio no qual não possuem encosto para a cabeça dos passageiros do meio. Ninguém se pronuncia. Não há notícia sobre alguém que machucou a coluna transportando gás. Talvez por isso não há tal índice de acidentes que você mencionou.
Outra situação colocada em pauta é a indenização aos funcionários que sofrem algum tipo de acidente no trânsito. Para as empresas sérias, que prezam seus funcionários, o mínimo que se espera é que se registre em carteira de trabalho, dando todos os respaldos necessários que a lei permite, inclusive assistência médica.
Obrigado!
 
Willyan Mendes em 08/08/2011 08:42:06
O QUE DÁ PRA PERCEBER É QUE AQUI TEM UM AGLOMERADO DE IPOCRIZIA, E PELO JEITO ESSE MONTE DE CRITICA VEM DE QUEM NUNCA PEGOU SEQUER UM ONIBUS COLETIVO, GENTE EU ANDO DE CAMINHONETE TODO DIA E O QUE MAIS VEJO É AUTOMOVEL FECHANDO AUTOMOVEL E FECHANDO MOTO TAMBÉM É CLARO, CLARO QUE MOTOQUEIRO FAZ BESTEIRA, MAS O QUE MAIS VEJO SINCERAMENTE É AUTOMOVEIS FAZENDO CONVERSÃO SEM SE QUER LIGAR A SETA , SERÁ QUE TEM MUITA GENTE DISPOSTA A SAIR DO CONFORTO DO SEU LAR NUM DOMINGO A NOITE NO FRIO E NA CHUVA PRA PEGAR UM LANCHE OU UMA PIZZA? A QUESTÃO DA ENTREGA EM DOMICILIO VAI MUITO ALEM DOS MOTOQUEIROS, O DESEMPREGO AFETARIA TAMBEM TODO UM OUTRO RAMO QUE TEM POR CARRO CHEFE A ENTREGA EM DOMICILIO, EU ACHO TUDO ISSO UM ABSURDO, O QUE FALTA MESMO AQUI É EDUCAÇÃO NO TRANSITO, GARANTO QUE SE HOJE FOSSE APROVADO ALGUMA LEI QUE OBRIGASSE A TODO CONDUTO SEJA QUE CATEGORIA FOSSE A FAZER EXAMES PRATICO DE RUA AO RENOVAR A CNH AÍ O BICHO IA PEGAR PORQUE SEQUER QUEM FAZ ESSAS LEI TEM CAPACIDADE DE DIRIGIR OU PILOTAR EM VIA PUBLICA, NORMALMENTE QUEM SE ACHA OTIMO MOTORISTA É QUEM MAIS ABUSA E COMETE INFRAÇÕES, CONCORDO COM LEIS RIGIDAS QUE SEJAM CAPAZES DE PUNIR MAUS PILOTOS E OU MOTORISTA, MAS ESSA LEI NÃO SÓ VEM A PREJUDICAR OS COITADOS ASSALARIADOS, ME EXPLICA COMO UM ENTREGADOR VAI TER QUE COMPRAR UM CARTÃO DE ONIBUS E SAIR COM A ESPOSA A PÉ NOS POUCOS MOMENTOS DE FOLGA, PORQUE A MOTO SENDO DE TRANSPORTE DE CARGA NÃO PODE TRANSPORTAR PESSOAS E VICE VERSA O CAR NÃO TERÁ DIREITO SE QUER DE FAZER UMA COMPRA NO MERCADO, CADE O BOM SENSO? O QUE EU CONCORDO É QUE DEVERIA POR EXEMPLO HAVER UMA PADRONIZAÇÃO NOS CASOS DA MOTO DO GAS POR EXEMPLO, SE VOCES VERIFICAREM AS REVENDAS AUTORIZADAS PELA ANP NÃO UTILIZA GANCHO QUE CARREGA VARIOS BOTIJÕES E SIM UM TIPO DE CAIXA DE AÇO NO FORMATO ARREDONDADO QUE PERMITE O TRANSPORTE DE DOIS BOTIJÕES E TEM TRAVA DE SEGURANÇA QUE IMPEDE QUE OCORRA ALGUM TIPO DE ACIDENTE COMO BOTIJÃO "VOAR" POR EXEMPLO, AQUELES OUTROS TIPOS DE SUPORTE QUEM USA É CLADESTINO, FUNDO DE QUINTAL QUE SEQUER PAGA IMPOSTO AÍ JÁ VAI PRA OUTRA AREA E DEIXA PRA PROXIMA: GENTE VAMOS APOIAR OS MOTOQUEIROS PROFISSIONAIS DE ENTREGA A VIDA FICARIA BEM MAIS COMPLICADA SEM ESSES SERVIÇOS QUE AO MEU VER É PRATICAMENTE ESSENCIAL!
 
SANDRA LAMEU em 20/07/2011 04:13:27
leis,pra aumentar a arrecadaçao,lembra da febre dos moto entregadores de colete verde?nao deu em nada so ficamos endividados,com a prefeitura,por que os impostos é maior do que o lucro.faça como eu nao compareça nas urnas,nao votem,nao faça parte dessa banda podre da politica que trabalham muito fazendo projetos,e leis,mas,nao pra melhorar nada,mas pra encher os bolsos,deles proprios,veja ai exemplos no dia dia,matador de segurança de posto,está solto sem pagar fiança,e ai essa nova lei de entrega vai funcionar mesmo?claro que vai,eles estao contando os dias pra começar os cursos,afinal,quanto acham que vai custar isso pra casa moto entregador,dinheiro no bolso de que?meu é que nao é.vamos acordar.chega de roubalheiras.vamos botar a boca no trombone,falar,chingar,quebrar tudo, afinal é so pagar fiança e pronto.nao da nada................................................................ou dá??????????


 
DANIEL SOARES em 19/07/2011 10:29:52
A lei de proteção é boa mas querer impor que um motoqueiro faça curços,
coloque placa vermelha, para cobrar impostos, e colocar obstaculos para
as passoas trabalhar é querer gerar mais assaltantes na rua, por que fazer os motoqueiros fazerem cursos se ja fizerão todos os solicitados pelo detran, só para arrecadar imposto? o asfalto que andamos é uma vergonha pagamos absurdo iptu,ipva,seguro obrigatório, agora vem com mais essa, lei de proteção sim, invetar um monte de coisa para cobrar impostos não., tá ficando cada dia mais dificil sustententar a familia.....
 
Maico vilamaior dos santos em 30/06/2011 10:14:33
Bom dia!
Essa lei que estao querendo implantar é ate boa;mas deve ser bem discutida e tentar achar um meio que nao prejudique de forma alguma,quem esta trabalhando para ganhar o pao de cada dia em cima de uma moto para entregar gas; Pois a maioria nao tem condiçoes de comprar veiculos novos e emplacalos com placa vermelha. Bem ja que estao com esssa ideia,que tal dar incentivos e fazer com que empresas envasadoras e distribuidoras financie estes veiculos e incrementos com reduçao de irpj,pis,cofins,contribuiçao social,iss,icms e tantos outros impostos que sao cobrados das mesmas e de nós revendedores.Afinal somos nós das revendas que levamos o nome das envasadoras ate aos ouvidos dos clientes.
Lembrando,que no caso do sidecar ser aprovado,as empresas tambem deverao dar uma reduzida no valor do vasilhame p13 para que os clientes possam adiquirir um vasilhame e deixar de reserva,pois com a entrega no sidecar a demora vai ser bem maior. Queremos trabalhar para viver e nao viver para pagar impostos!?!
 
ADELSON NOBRES em 16/06/2011 08:16:48
E isso ai MOTOBOY de campo grande, tentamos trabalhar ter uma moto legal, alimentarmos nossas familias e mesmo assim o governadores do nosso estado nos ajudam com oq? com mais lei e impostos. E A MINHA VIDA e a dos meus parceriros no transito de campo grande nao conta ne, mais quando vcs querem uma pizza ou um lanche. quem leva ate vcs, serviços de bancos, cartorios, gas, agua, cobranças, recebimentos, pagamentos, quem e que esta arriscando a vida e vcs tbm ne ?, eu escrevo isso e porque sou um simples MOTOBOY que estou a beira de perder um emprego por causa de uma lei sabe-se la quem sem futuro a fez, com qual proposito a comfirmou, se ja esta dificil de ter uma moto ou um emprego imaginem agora? mais blz fico por aqui cada vez mais pensando que minha classe tabalhista nao importa e nem tem valor....
 
william abranches em 16/03/2011 09:28:23
PARABÉNS AO CONTRAN, TEM QUE IMPOR REGRAS A ESTES MOTOQUEIROS E ENTREGADORES,, QUE FAZEM VERDADEIRAS LOUCURAS NO TRANSITO EM MOTOS SEM ESTRUTURA NENHUMA, O PRÓPRIO DONO DA DISTRIBUIDORA DE GAS, ADMITIU QUE O FUNCIONÁRIO DA EMPRESA LEVA POUCOS MINUTOS PARA ENTREGAR BOTIJÕES AOS CLIENTES, OU SEJA UM VERDADEIRO SHOW DE INFRAÇOES DE TRANSITO.......
 
LUIZ GABRIEL BATISTA em 15/03/2011 08:44:42
Sou entregador na área de revistas à quase dez anos, sou a fovor de toda lei que favoreça a segurança,responsabilidade no trânsito e regularize a categoria,mas para mim o único problema é na questão da placa vermelha.
Minha moto é o único meio de transporte que tenho.È o meu ganha pão, e também utilizado em tarefas diárias como por exemplo, levar meu filho na escola ou até minha esposa ao médico em uma emergência.
A pergunta é a seguinte:se a minha moto for de aluguel(com placa vermelha)não posso carregar ninguém?
Vou ter que, mesmo sem condições, financiar outro veiculo para meu uso particular?
É isso que eu acho uma injustiça com o trabalhador.
 
José Paulo Silva em 15/03/2011 08:44:14
Quando vai ser a vez dos "piscineiros"? Que andam com toda a parafernália de limpar piscinas, um auxiliar na garupa, metros incontáveis de tubos enrolados no corpo e um monstro de um cano com a vassoura de varrer fundo espetado como a lança de um cavaleiro andante, e ainda uma moto-bomba no colo do auxiliar.
Manobrabilidade "Zero" e risco "100", costurando no trânsito.
 
Luiz Antonio M. Costa em 15/03/2011 08:29:54
Ainda be,, tem uns retardados que andam a milhào com dois ou tres botijões cheios de gas costurando o trânsito, em uma porcaria de moto 125 cc que não tem estrutura para coseguir frear bruscamente se preciso. Valeu CONTRAN.
 
joao de deus em 15/03/2011 07:50:20
A jornalista desta matéria escreveu de forma bem clara, explicativa e inteligente este problema que pode tornar o trânsito desta cidadeainda pior.
 
Aline Dietrich em 15/03/2011 06:10:11
incrivel esses politicos quererem diminuir o desenprego pregando muita dificuldade para quem esta trabalhando isso só deixa claro q esse tipo de atitude só vem em busca de mais arrecadação pois esse é o maior objetivo deles,sidecar tem q empracar traz mais verba pra eles,parabens por estarem do lado do trabalhador!
 
renato garcia ribeiro em 14/03/2011 09:59:01
O RISCO PARA FRATURA DE COLUNA É MUITO GRANDE COM AS CHAMADAS GAIOLINHAS......
GRAÇAS A DEUS AINDA NÃO TEMOS ALTO ÍNDICE DE ACIDENTES NESTA MODALIDADE...
QUE O USUÁRIO DE GÁS LIGUE COM ANTECEDÊNCIA PARA QUE NÃOHAJA DEMORA ACIMA DE UMA HORA, VOCÊS PROPRIETÁRIOS DE REVENDA NÃO PENSARAM QUE FICA MAIS CARO PAGAR INDENIZAÇÕES POR ACIDENTES DE FUNCIONÁRIOS QUE PODEM FICAR CADEIRANTES????? SE SEUS ENTREGADORES TIVEREM FRATURA NA COLUNA???
MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR........
SAMU E BOMBEIRO TEM MUITA OCORRÊNCIA...VAMOS TENTAR DIMINUR.....TIRANDO OS ENTREGADORES DE GÁS DA ESTATÍSTICA....

 
Gilmar candido em 14/03/2011 09:46:29
Muito boa essa resolução, como tantas outras que aparecem ano após ano... o que me preocupa é que muito pouco se investe na capacitação e no aparelhamento do agente de fiscalização... arrecadam-se milhões ao ano, todavia, a valorização do fiscalizador, que está na ponta da linha, sob chuva ou sol em muitos lugares por assim dizer, fica relegada a um segundo plano. Além de sacanear o cidadão que trabalhando, procura de um jeito ou de outro, honestamente "se virar", pra não pender pro lado do mal, ninguém quer saber de ajudar o sofrido "guarda"... e tem ainda, a "vasta" divulgação na mídia, das benditas resoluções, né??? Uma lástima e é assim mesmo, quando menos se espera e surpresinha: já foi notificado... pode-se recorrer sim, mas a morosidade e a perda de tempo, já vão contar contra o cidadão "infrator"... Aí, vamos aliar a falta de informação, aliada à falta de condições mínimas de trabalho do agente fiscalizador, mais a felicidade e a fina educação do infrator em ter sido notificado e vai dar o quê??? Só alegria, minha gente!!! E os engravatados no ar condicionado dos gabinetes, nos luxuosos veículos oficiais... Esse é o nosso Brasil, a passos de formiga e sem vontade!!! Deus nos abençoe e nos proteja, dias melhores virão...
 
Alexandre Araujo Barbosa em 14/03/2011 08:13:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions