A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

03/11/2011 19:43

Motorista de Gol se apresenta e cabelo é encontrado no pára-choque

Nadyenka Castro

De acordo com a Polícia, o gerente de um restaurante disse que não ficou no local porque foi liberado pela Ciptran; veja o vídeo

Gol do guarda municipal parou a cerca de 50 metros do corpo de Antônio. (Foto: Simão Nogueira)Gol do guarda municipal parou a cerca de 50 metros do corpo de Antônio. (Foto: Simão Nogueira)

O motorista do segundo veículo envolvido no acidente que matou Antônio Clélio de Souza, de 86 anos, se apresentou na tarde desta quinta-feira à Polícia Civil. Cesar Luis Batistelli, 53 anos, disse que não permaneceu no local do atropelamento porque foi liberado pela Ciptran (Companhia Independente de Polícia de Trânsito).

A informação inicial sobre o acidente ocorrido por volta das 6h50min dessa quarta-feira na avenida Afonso Pena, entre a 13 de Junho e a José Antônio, era de que apenas o Gol duas portas conduzido pelo guarda municipal Bruno Gil de Oliveira, 27 anos, estava envolvido no atropelamento.

No entanto, imagens feitas pela câmera de um prédio mostram Antônio sendo atropelado por dois veículos Gol. O vídeo mostra o idoso caminhando pela calçada no sentido centro/ Parque dos Poderes e atravessar a via.

Quando ele chega na faixa da esquerda, quase no canteiro central, é atropelado pelo Gol dirigido por Bruno. Um segundo depois, o Gol quatro portas também o atinge. Pelas imagens, a impressão é de que este último veículo passa por cima de Antônio, que ainda tentou correr e evitar o atropelamento. Também é possível perceber freadas, que deixaram marcas no asfalto, conforme mostram fotografias.

Cesar se apresentou nesta tarde e não havia nenhuma irregularidade com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e nem com o carro dele.

De acordo com o delegado Wellington de Oliveira, responsável pelas investigações, o gerente de um restaurante da Capital declarou que saiu do local porque foi liberado pela Ciptran. Também nesta tarde foi feita perícia no Gol do trabalhador, sendo encontrado no pára-choque dianteiro cabelo possivelmente de Antônio.

Para o delegado, a princípio, houve falha na “percepção” do pedestre e principalmente dos dois motoristas, que não teriam prestado a devida atenção ao movimento à frente e até poderiam ter desviado de Antônio.

Conforme Wellington, laudo pericial irá indicar a causa do acidente e também qual veículo que matou o idoso. Bruno e Cesar podem ser indiciados por homicídio culposo (sem intenção de matar).

Os dois motoristas seguiam para o trabalho no momento do acidente. A vítima morava nas proximidades e ia fazer caminhada na Praça Esportiva Belmar Fidalgo, hábito que mantinha há aproximadamente 25 anos, segundo relato de familiares à Polícia.




É uma situação muito complicada, devemos nos colocar no lugar dos motoristas também, foi tudo muito rápido, os pedestres devem atravessar na faixa, mas claro isso não justifica o ocorrido, foi uma fusão de imprudência dos motoristas e do pedestre, resultando numa fatalidade.
 
fabio cesar freitas em 04/11/2011 12:56:10
Conforme as imagens houve culpa dos dois em não tentarem desviar, esse tipo de coisa infelizmente acabará impune como tudo no Brasil, é lamentável ver esse tipo de noticia, a lei deve ser severa, só assim veremos mais respeito nesse transito louco de Campo Grande.
E tem mais uma o trânsito é pensado apenas no carros pedestre nunca tem vez!
 
Oswaldo Benites em 04/11/2011 12:31:07
Esses motoristas de campo grande estão cada dia pior, eles vêem as pessoas atravessando a rua e ao invés de reduzir a velocidade aceleram... Deviam prestar mais atenção no trânsito e ser um pouco mais paciente, pois digiro todos os dias e vejo cada barbaridade sendo feita. Nesse caso o motorista devia ser indiciados por homicídio doloso, por que poderia sim ter evitado o atropelamento.
 
Luana Catarina em 04/11/2011 12:22:55
Poderia ser o pai de qualquer um ali,meu Deus ate quando vamos perder vidas nesse transito assassino.Eu tenho 25 anos,e ate hoje nao consigo dirigir,tenho medo,de matar ou morrer.Fatalidades acontecem,mas podemos evitar,é triste ver familias sendo destruidas,por falta de atençao,e imprudencia.Vamos parar e olhar para o proximo,pois nao sabemos o dia de amanha! Só Deus para ter misericordia de nós!
 
Ariana Cristina Oliveira Pereira em 04/11/2011 11:39:28
Tirei a minha CNH em 2008 mesmo quando estava em semaforo aguardando abrir pedestre passanso nem podemos acelerar.Pra mim pedestre pois o pé no Asfalto a preferencia e dele.Devemos ter atencao redobrada no transito.
 
Rosilene Pereira em 04/11/2011 11:30:45
Esse policial civil não deveria ter se evadido do local, a ciptran não tinha que libera-lo ele estava em alta velocidade como constatado no vídeo...
Porque liberaram o PC e o guarda não? sendo que quem matou foi o PC?
Foi um acidente? foi, mais teve imprudencia tanto do pedestre e dos condutores principalmente o PC.
 
Roberto Inzagaki em 04/11/2011 10:57:40
asfalto lisinho para os irresponsáveis do volante pisarem fundo no acelerador!!!

Parabéns governador e prefeito, contabilizem mais um vida perdida aí!
 
William Silva em 04/11/2011 10:48:47
Lamentável esse acidente. É possível que o segundo motorista não tivesse como ver (ou viu muito em cima), pois o da frente tampava seu campo de visão. Ainda mais que ali é uma subida.
Em 0:29 o pedrestre cometeu um erro grave (comum em Campo Grande): dar as costas para os carros. Frequentemente buzino para pedrestres que fazem isso e acabo recebendo o famoso sinal com o dedo médio.
 
Daniel Arruda em 04/11/2011 10:46:15
Não é a primeira vez q/ acontece o mesmo tipo de atropelamento nessa Avenida. Da mesma maneira com a pessoa quase finalizando a travessia, a um passo da calçada. Mas os neuróticos ao volante não podem esperar um segundo q/seja. Passam por cima e encontram várias vozes para justificar a IRRACIONALIDADE COTIDIANA.
 
ROMILDO FAGUNDES em 04/11/2011 09:36:36
SÃO VÁRIAS AS JUSTIFICATIVAS PARA A BARBÁRIE.
 
ROMILDO FAGUNDES em 04/11/2011 09:31:50
FICO IMPRESSIONADO NÃO APENAS AO LER A REPORTAGEM COMO AS OPINIÕES. -SÃO DOIS TRABALHADORES INDO TRABALHAR?-AF.PENA è AV.TRANST.RÁPIDO? Os fins justificamo os meios. IDOSO NÃO PODE ANDAR SOZINHO? EM PLENO FERIADO, RUAS VAZIAS, é PRECISO CORRER TANTO A PONTO DE SE DESPREOCUPAR COM QUEM QUER Q SEJA? UM DOS IRRESPONSAVEIS, NA "INGENUIDADE" FOI EMBORA, POR TER SIDO LIBERADO PELA Ciptran.
 
ROMILDO FAGUNDES em 04/11/2011 09:30:33
EU SEMPRE ESTOU DIRIGINDO PELA CIDADE SOU REPRESENTANTE VENDEDOR, ACREDITO QUE O CERTO E RESPEITAR LIMITE DE VELOCIDADE AO CONDUZIR VEICULOS POIS SO ASSIM PODEMOS FREIAR E EVITAR ESSAS COISAS O MAXIMO POSSIVEL DENTRO DA CIDADE TEM UE TER VELOCIDADE RIGOROSAMENTE OBEDECIDA.
 
LUIZ ANTONIO em 04/11/2011 09:12:33
É claro que ninguém quer morte no trânsito. O que requer a tomada de várias medidas urgentes para reduzir os acidentes em Campo Grande. Como um processo urgente de reorganização do trânsito com melhoria da sinalização, com semáforos para pedestres, maior fiscalização dos motoristas, entre outras ações. Já é hora do poder público tomar medidas urgentes para evitar que novas mortes aconteçam.
 
Mário Rosa em 04/11/2011 09:06:23
Não sou especialista, posso estar enganado mas pelo video vejo que só o segundo gol freia. o primeiro se mantem na mesma velocidade, depois de uma certa distancia que para ou estava em alta velocidade.
 
Lauro Cesar em 04/11/2011 09:03:02
O PIOR DE TUDO ISSO,O IDOSO JÁ ESTAVA ACABANDO DE FAZER A TRAVESSIA,QUE CUSTAVA DIMINUIR,SÓ PODIA ESTAR OLHANDO P/ LADOS OU CELULAR,NÃO PODE PASSAR DESAPERCEBIDO ASSIM,SE FOSSE UMA CAÇAMBA ELE IRIA BATER?FICA APERGUNTA
 
SILVANA SILVA em 04/11/2011 08:05:48
Falta de responsabilidade dos motoristas? Sim! Mas também como deixam um idoso de 86 anos andar sozinho em uma avenida tão movimentada como a Afonso Pena? Não teria nenhum filho,neto,parente para acompanhá-lo? Nessa idade a pessoa já não tem mais reflexos apurados, visão e audição prejudicadas. Difícil em.
 
Antonio Carlos Azuaga em 04/11/2011 08:03:50
Eram dois trabalhadores e nao dois vagabundos que amanhaceram bebendo na rua

E uma fatalidade, a afonso pena e uma via rapida e o pedestre estava fora da faixa praticamente cruzou na frente dos carros.

Acho nao a culpa de ninguem, O motorista nem percebeu o que havia acontecido so depois tomou conhecimento que atropelou o senhor da para ver o desespero na imagem.
julgar e mto facil;....
 
paulo cesar em 04/11/2011 01:39:54
Está claro e não precisa ser nenhum perito pra concluir que aí houve um assassinato, pois nada impedia que os dois motoristas, se é que podem serem habilidtados como tal, desviassem do pobre ansião, isto tem que ser apurado e os responsáveis punidos. Qualquer pessoa que venha a assistir este vídeo, vai observar que houve um homicídio doloso. Ele atravessa olhando pra os carros que se aproximam.
 
Eliezer Inácio de Oliveira em 04/11/2011 01:00:24
se os nossos mtoristas nao tiverem mais responsabilidades no volante sempre vai
haver muitos acidentes envolvendo pessoas inocentes

 
aparecida prudencio em 03/11/2011 09:31:46
Se observar, não passava nenhum veiculo ao lado dos dois veículos quando no ato do atropelamento. Teriam condições de desviarem caso quisessem. Simplesmente continuaram na mesma velocidade e mesma pista, como se não houvesse ninguem à frente.
 
Marcilio queiroz de souza em 03/11/2011 08:28:16
Meu Deus, q se faça justiça,... Perder uma pessoa assim não pode,...Uma pessoa linda, se foi,... Mas está junto de Deus!!!! Por Favor Justiça!!!
 
Melissa Costa em 03/11/2011 07:58:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions