A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

16/07/2016 18:24

Motorista foi dispensado mais cedo e morreu antes de voltar para casa

‘Se não tivesse chovido, ele estaria aqui’, diz colega do condutor do caminhão que colidiu com carreta

Anahi Zurutuza
Motorista ia entregar caminhão no pátio da empresa (Foto: Reprodução/Facebook)Motorista ia entregar caminhão no pátio da empresa (Foto: Reprodução/Facebook)

“Se não tivesse chovido, ela ainda estaria aqui”. A frase é de Marco Ramos Cardoso, 33, apelidado de “Gaúcho” pelo colega de trabalho Elcio da Conceição Nantes, 64, o motorista do caminhão munk que morreu em acidente na manhã deste sábado (16).

Veja Mais
Polícia encontra pista de motorista que causou acidente no anel rodoviário
Morto em acidente é identificado e rodovia é liberada para o tráfego

Marco conta que a alegria de poder voltar mais cedo para casa não durou meia hora. Ele, Elcio e outros empregados da CVS Construtora Ltda. foram dispensados do trabalho por conta do mau tempo. “Eu estava no ônibus quando fiquei sabendo. Na hora, eu não acreditei”.

A equipe da empresa, terceirizada da Energisa, ia instalar postes na avenida Tamandaré, mas o trabalho não pode ser feito quando chove, por conta do risco de choque elétrico.

Como foi liberado, Elcio foi levar o caminhão munk – que tem um guindaste na carroceria e é usado para erguer os postes – para o pátio da Engepar, empresa do mesmo grupo da CVS, localizada na avenida Três Barras. “Ele deixava o carro dele lá. Era só pegar o carro e ir para casa. Foi uma tragédia”, relatou Gaúcho.

Marco veio do Rio Grande do Sul a procura de emprego há um ano e meio. Elcio foi um dos primeiros amigos que fez na Capital. “Ele me ajudou muito. Tanto é que comecei como ajudante e agora já sou encarregado da montagem das linhas de transmissão de energia. Ele que me chamava de Gaúcho. Vai fazer muita falta”.

O motorista deixou mulher e filhos.

Carreta atingiu o lado do motorista (Foto: Marina Pacheco)Carreta atingiu o lado do motorista (Foto: Marina Pacheco)

Tragédia - O acidente aconteceu por volta das 9h30 e a pista só foi liberada por volta das 13h.

Três veículos de grande porte estariam envolvidos na ocorrência. Uma carreta Scania bi-trem, carregada de soja, transitava pelo macroanel, no sentido São Paulo a Cuiabá, quando bateu de frente com outro caminhão munk.

Com o impacto, a cabine da Scania foi desconectada e destruída. Mas, foi o motorista do outro veículo que morreu no local.

O corpo ficou preso às ferragens e equipe da CCR MSVia, que administra a BR-163, e do Corpo de Bombeiros estiveram no local para fazer a retirada do cadáver.

O terceiro veículo teria fechado a carreta e fugido do local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions