A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

03/03/2011 12:57

Motorista invade preferencial e atinge motociclista na avenida Rachid Neder

Ricardo Campos Jr.

Condutor disse não ter visto a moto

O motociclista teve somente escoriações. (Foto: João Garrigó) O motociclista teve somente escoriações. (Foto: João Garrigó)

O condutor de um Zafira que seguia pela Padre João Cripa atravessou a Rachid Neder e bateu em uma YBR por volta das 11 horas da manhã desta quinta-feira (3). Após o acidente, uma das pistas da avenida ficou parcialmente interditada.

De acordo com informações apuradas pela Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito), o carro era conduzido por Luiz Felipe de Arruda Flávio, 19 anos, e seguia pela Padre João Cripa sentido bairro-centro e a moto, pilotada por Fábio Carvalho da Silva, 33 anos, sentido centro-bairro na avenida.

Luiz contou que ao olhar para os lados enxergou apenas um Ford Ka, que seguia no mesmo sentido que a moto, ainda distante do cruzamento e ao passar acabou colidindo com Fábio. O motorista acredita que a moto estava ao lado do outro carro e por isso não a observou. “Nem vi, foi muito rápido”, disse o jovem.

A YBR não teve grandes danos enquanto o para-choque dianteiro do Zafira ficou bastante avariado. Duas equipes dos Bombeiros foram encaminhadas ao local. Fábio estava acompanhado por uma mulher identificada como Rutineia Espíndola da Silva. Ele teve somente escoriações e ela um corte na perna esquerda na altura do tornozelo.

Ambas as lesões não são consideradas graves e os dois foram levados à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no bairro Coronel Antonino.

O pedreiro Marcos Barbosa de Souza, 20 anos, trabalha há 1 mês em uma obra na Padre João Cripa, perto do cruzamento com a Rachid Neder. Ele conta que nesse período já presenciou cerca de 7 acidentes sem gravidade no local, todos eles colisões traseiras.

“Principalmente depois da chuva. O pessoal desce rápido e daí não consegue frear ou freia muito em cima”, conta o pedreiro.

Já no cruzamento das vias a instalação de um redutor de velocidade há aproximadamente 1 ano reduziu a quantidade de acidentes graves. O comerciante Benedito de Oliveira Pedral, 57 anos, tem um estabelecimento na esquina onde ocorreu o acidente na manhã de hoje.

“Aqui é bem movimentado. Antes do redutor dava até medo. Esse é o primeiro acidente na avenida depois que colocou o radar”, conta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions