A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

20/02/2014 11:23

Motorista morre após carreta bater em traseira de bitrem com soja

Viviane Oliveira e Aliny Mary Dias
Frente do caminhão ficou totalmente destruída. (Foto: Simão Nogueira) Frente do caminhão ficou totalmente destruída. (Foto: Simão Nogueira)

Um homem, ainda não identificado, morreu em acidente de trânsito ao bater a carreta que conduzia na traseira de um bitrem na manhã desta quinta-feira (20), na BR-163 na altura do quilômetro 500, em Campo Grande. O trânsito no local está parcialmente interditado.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

De acordo com a Polícia, uma carreta carregada de algodão e um bitrem com soja, estavam no sentido Cuiabá/Campo Grande, quando o condutor Laci Luiz, 31 anos, reduziu a velocidade, pois logo a frente havia um congestionamento.

Neste momento, o motorista que seguia atrás não conseguiu frear a tempo e colidiu na traseira do bitrem. A pancada foi tão forte, que o condutor morreu no local e a cabine do caminhão dele ficou totalmente destruída.

Parte da soja do bitrem atingido, de placas de Boituva (SP), foi parar no asfalto. Laci contou que voltava de Nova Mutum (MT) e iria descarregar no Porto de Paranaguá, quando aconteceu o acidente. "Não tinha o que fazer, eu parei atrás de uma fila de veículos por conta de um congestionamento formado na rodovia", lamenta. 

A PRF (Polícia Rodoviária Federa) está no local organizando o trânsito. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foram acionados, mas a vítima não resistiu aos ferimentos. 

Até agora, de janeiro a 14 de fevereiro, 11 pessoas morreram na BR-163. No ano passado foram 85 mortes na mesma rodovia.

Carreta teve traseira atingida e parte da soja ficou espalhada na rodovia (Foto: Simão Nogueira)Carreta teve traseira atingida e parte da soja ficou espalhada na rodovia (Foto: Simão Nogueira)



ja que o governo vendeu parte da BR-163 vamos cobrar agora para fazerem
um acostamento decente se for preciso até fazer um protesto para melhorar
nossas estradas porque é uma vergonha esse nosso pais omde o governo vende
tudo e nao consulta os usuarios das nossas vias isso é uma vergonha
 
kellython Giovanny em 21/02/2014 17:47:22
Cade a terceira faixa,é triste ver isto eu passei no lugar e presenciei este acontecimento com este recapeamento tirou- se as terceiras faixas esta tendo congestionamento enorme neste trecho onde esta acontecendo vários acidentes esta na hora de alguém tomar providencias.
 
tania mara em 20/02/2014 21:22:18
foi criado a tal ilha que só serve para estes resultados....e colher multas pois os policiais fica em lugar estratégico onde não podemos ver o final da ilha e os multadores para e aplica a multa.
 
cecilio idalgo em 20/02/2014 19:35:43
11 mortes só neste começo de ano e 85 mortes ano passado.Não é a toa que essa estrada se chama "RODOVIA DA MORTE" e mesmo assim as pessoas não tem medo de morrer e não dirigem com todos cuidados necessários em um trajeto estreito cheio de subidas, ribanceiras ,curvas,com acostamentos insuficientes para emergências como ultrapassagens indevidas e principalmente entupido de carretas .Cadê a tal da duplicação da estrada? Até quando será assim?
 
Carlos Silva. em 20/02/2014 16:34:46
Cade a terceira faixa que tinha ai, e outras terceiras faixas de subida que essa recapagem que ta inda para são gabriel do oeste tirou ,,,, se tinha terceira faixa o uma pista de duplo sentido ""DUPLA NA SUBIDA"" não aconteceria o congestionamento da via,,,,, e em outras subidas de jaraguari para campo grande que acontece muito travamento porque de carretas muitos pesada na subida......
 
alan correia em 20/02/2014 16:20:07
As rodovias desse país são um lixo, uma vergonha, esse governo nao se importa com a vida dos cidadãos que pagam altos impostos. O único responsável por mortes e acidentes é o governo, primeiro por não punir severamente infratores, não dar educação de transito, fazer campanhas e principalmente pelo abandono das rodovias cheias de buraco. Fiz uma viagem recentemente à Cuiabá, fiquei perplexo, sair vivo é um milagre. Nos Estados Unidos o governo pagaria muito caro por esse deacaso, mas aqui tudo termina em pizza e sangue.
 
Jorge Luiz Guimaraes Nicolini em 20/02/2014 15:31:53
É triste ver isto, mas a imprudência deste carreteiro é demais, imagina só se não foste uma carreta e sim um carro de passeio com 5 ocupantes dentro como aconteceu tempos atrás em no alvorada parecido com este, mais cautela aos condutores de cargas.
 
tomaz caroço em 20/02/2014 14:40:27
Se fosse um carro a frente, esse infeliz poderia ter matado uma família inteira...
 
Marcelo Fernandes em 20/02/2014 14:24:41
A POLÍCIA RODOVIÁRIA, DEVE MULTAR, OS MOTORISTAS QUE TRAFEGAM SEM DEIXAR DISTANCIA SUFICIENTE PARA EVITAR ACIDENTE, POIS ESTA NA LEGISLAÇÃO SOBRE ISSO, ENTÃO DEVE SER PUNIDOS OS CAMINHONEIROS QUE FIZEREM ISSO, FOI O CASO, SE TIVESSE DEIXADO DISTANCIA, NÃO TERIA ACONTECIDO, PRF, MULTAS NELES.
 
PEDRO BRAGA em 20/02/2014 14:04:03
Agora, imaginem só se fosse um carro pequeno que estivesse na frente desta carreta!
 
JORGE MIRANDA em 20/02/2014 13:30:27
Isso já se tornou uma calamidade pública, todos os dias tem acidente nessa via e em outras nesse Estado. Em 2013, foram 85 mortos. A culpa é de quem? Uma coisa é certa, uma via com duas mãos não dá certo. Acho que uma solução imediata pode ser fazer a BR 163 uma via só, por exemplo, Campo Grande sentido S.Gabriel do Oeste, porque o fluxo mais intenso deve ser nesse sentido. O retorno poderia ser por outras vias. Fica a sugestão.
 
germano junior em 20/02/2014 13:19:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions