A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

31/07/2015 11:41

Motoristas ignoram agendamento e enfrentam fila quilométrica no Detran

Flávia Lima
Longas filas se formaram logo na entrada do Detran na manhã desta sexta-feira. (Foto:Fernando Antunes) Longas filas se formaram logo na entrada do Detran na manhã desta sexta-feira. (Foto:Fernando Antunes)
Vistoria é criteriosa e observa desde equipamentos de segurança até documentação. (Foto:Fernando Antunes) Vistoria é criteriosa e observa desde equipamentos de segurança até documentação. (Foto:Fernando Antunes)

O último dia do prazo para os veículos com placas finais 3 e 4 e mais de cinco anos passarem por vistoria tem registrado um movimento intenso na sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), com fila de até um quilômetro.

Veja Mais
Detran deve vistoriar este mês 196 veículos que realizam transporte escolar
Com 32% da frota licenciada, Detran prevê correria na vistoria até sexta

O motivo da longa espera deve-se, em parte pelos motoristas que desconheciam a possibilidade de agendar a vistoria, o que garante a agilidade do processo.

Com isso, a fila para quem procurou o órgão nos últimos dias começava já na rotatória que dá acesso ao Detran. De acordo com a assessoria, o agendamento foi divulgado tanto na mídia quanto no próprio site do Detran, no entanto, desde janeiro, quando a portaria obrigando a realização da vistoria para os veículos acima de cinco anos passou a valer, o movimento sempre foi intenso.

A professora Marilda Freitas é uma das que enfrentou a longa fila na manhã desta sexta-feira (31). Ela revela que além do agendamento, também desconhecia que opção de levar o carro a uma das nove empresas credenciadas na Capital a realizar o serviço.

Como também vai fazer a transferência do veículo para o seu nome, ela se atrapalhou ao chegar no Detran e acabou perdendo tempo, o que a obrigou a ficar na fila pelo menos duas horas esperando. “Já tirei a manhã para isso mesmo. Agora só vou trabalhar à tarde”, afirma.

Dona de um modelo 2008, ela acredita que a vistoria não é necessária para os veículos que estiverem com a manutenção em dia. “Levo meu carro periodicamente na oficina e não tem nenhum equipamento estragado ou vencido”, disse.

A família do pintor Celso de Souza havia chegado às 8h40 e por volta das 9h30 ainda estava na metade da fila. “Mesmo trabalhando à tarde, perdi o dia de serviço”, reclama.
A possibilidade de levar o carro até uma empresa conveniada, onde os atendimentos são rápidos, não atraiu o pintor, que alega que com a diferença de preço, abastece um tanque. “São 40,00 que a gente utiliza para colocar álcool”, explica a mulher de Celso, a dona de casa, Eliane Araújo.

Acostumado com esperas, o despachante Glauber Rodrigues esperava tranquilo na fila e aproveitava o tempo para resolver problemas de trabalho pelo celular. “Vim trazer o carro de um cliente e acredito que vou esperar umas duas horas aqui”, disse.

Na mesma situação estava o técnico em som Diego Correa, que se ofereceu para levar o carro de um amigo, já que precisava ir ao Detran renovar sua habilitação. “Não achava que fosse demorar tanto, mas precisava vir aqui mesmo. O meu veículo mesmo eu prefiro levar em uma das empresas credenciadas porque é mais rápido”, diz.

Já na fila das motos, a espera não chegava a meia hora. Enquanto aguardava a conclusão da vistoria em sua moto, a assistente social Ana Cláudia Palmeira comentou que aprova a medida, mas também acredita que ela deveria ser feita em veículos acima de dez anos de uso. “A gente vê muito carro em péssimas condições rodando, mas também tem aquelas pessoas que cuidam”, destaca.

Prazo – Quem perdeu o prazo para realizar a vistoria, deve procurar o Detran para realizar o procedimento, já que o licenciamento é negado ao veículo que não for vistoriado. O motorista que for flagrado com a documentação atrasada recebe sete pontos na carteiras e paga multa de R$ 191,54.

O valor para quem faz o licenciamento dentro do prazo é de R$ 114,91 e quem for realizar fora do período estabelecido, deve arcar com R$ 149,19. A vistoria para a obtenção do licenciamento custa R$ 86,24, tanto para carros quanto para motos. Desde janeiro, cerca de 22 mil veículos passaram por vistoria em todo o Estado.

Em Mato Grosso do Sul a frota de veículos acima de cinco anos totaliza 911.201 e na Capital, 326.678.

A professora Marilda Freitas também ia fazer a transferência do veículo e desconhecia o agendamento. (Foto:Fernando Antunes) A professora Marilda Freitas também ia fazer a transferência do veículo e desconhecia o agendamento. (Foto:Fernando Antunes)
O pintor Celso de Souza perdeu o dia de trabalho para ficar na fila. (Foto:Fernando Antunes)O pintor Celso de Souza perdeu o dia de trabalho para ficar na fila. (Foto:Fernando Antunes)



A Verdadeira Fabrica de Dinheiro !!! Para Sustentar pessoas atoas com o Suor de quem trabalha.
 
Clebe PL em 31/07/2015 13:40:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions