A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

26/09/2015 15:26

Mulheres mortas em acidente na BR-267 seguiam para Capital para visitar detento

Mariana Rodrigues
A colisão foi tão forte, que o Fiat Strada ficou destruído. (Foto: Jornal da Nova)A colisão foi tão forte, que o Fiat Strada ficou destruído. (Foto: Jornal da Nova)
Aparecida Batista de Oliveira, 64 anos e Natália Almeida de Freitas, 17 anos foram identificadas como as vítimas fatais do acidente. (Foto: Jornal da Nova)Aparecida Batista de Oliveira, 64 anos e Natália Almeida de Freitas, 17 anos foram identificadas como as vítimas fatais do acidente. (Foto: Jornal da Nova)

Foram identificadas como Aparecida Batista de Oliveira, 64 anos e Natália Almeida de Freitas, 17 anos, as vítimas fatais do acidente que ocorreu na manhã deste sábado (26), na BR-267. Aparecida e Natália eram mãe e mulher, respectivamente, de Rodinello Cesar de Oliveira, 30 anos, preso no dia 4 de dezembro do ano passado durante a operação Plumbum, ele está custodiado no presídio em Campo Grande, para onde as vítimas seguiam para visitá-lo.

Veja Mais
Acidente envolvendo camionete e Belina matou homem de 51 anos
Causada pela chuva, colisão com carreta na 163 matou rapaz de 23 anos

Rodinello foi preso após investigação preliminar, onde foram identificados diversos integrantes da organização criminosa denominada PCC (Primeiro Comando da Capital) e simpatizantes, com atuação no Estado de Mato Grosso do Sul, em especial na cidade de Nova Andradina, atividades estas voltadas principalmente para o tráfico de drogas e crime contra o patrimônio.

Segundo informações do site Jornal da Nova, as mulheres são de Nova Casa Verde, distrito de Nova Andradina – distante 300 km de Campo Grande. Além das duas mulheres que morreram na hora, o condutor do veículo Fiat Strada ficou ferido, e foi encaminhado para o hospital de Nova Alvorada do Sul. Já o motorista da carreta ficou em estado de choque, foi levado para um restaurante por uns colegas de profissão para ser amparado.

Os três seguiam em um veículo Fiat Strada com placas de Nova Andradina, atrás da carreta de combustível com placas de Campo Grande. As informações são de que o motorista da carreta reduziu bruscamente a velocidade, fazendo com que o condutor do Fiat colidisse violentamente na traseira da carreta.

Segundo testemunhas, chovia muito no momento do acidente. A colisão foi tão forte, que o Fiat Strada ficou destruído.

O motorista da carreta relatou às testemunhas que a carreta teve a velocidade reduzida de cerca de 80 km/h para apenas 30 km/h de forma automática, supostamente devido a algum comando da empresa de rastreamento via satélite, com isso o Fiat Strada acabou batendo na traseira da carreta. O condutor negou que tenha freado intencionalmente.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions