A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

18/06/2011 09:00

Negada novamente liberdade a acusado de matar jovem em racha

Nadyenka Castro

TJ indeferiu habeas corpus a Anderson

Acusado de matar Mayana de Almeida Duarte durante um racha em junho do ano passado, em Campo Grande, Anderson de Souza Moreno teve mais uma vez a liberdade negada.

Nessa sexta-feira o juiz Francisco Gerardo de Sousa, desembargador substituto no Tribunal de Justiça, negou pedido de habeas corpus em caráter liminar e pediu mais informações sobre o caso.

Agora, o pedido será analisado pela 1ª Turma Criminal, mas antes vai para avaliação da Procuradoria do Ministério Público Estadual para parecer sobre a solicitação, feita ao Tribunal de Justiça no último dia 14.

Anderson está preso desde março deste ano. No mês seguinte o TJ negou pedido de liberdade alegando que o mesmo deveria ser feito primeiramente ao juiz responsável pelo processo.

A solicitação foi feita e o juiz Aluízio Pereira dos Santos, indeferiu o pedido. Nesta última semana a defesa de Anderson protocolou pedido de habeas corpus, sendo negado em caráter liminar.

O caso - Conforme a acusação, Anderson dirigia um Vectra em alta velocidade pela avenida Afonso Pena, na madrugada do dia 14 de junho, disputando racha com o Uno conduzido pelo amigo dele e também réu na ação penal, Willian Jhony de Souza Ferreira.

No cruzamento com a rua José Antônio ele teria passado no semáforo vermelho e batido no Celta dirigido por Mayana. O Uno estava atrás do Vectra e não chegou a atravessar o cruzamento.

A jovem de 23 anos foi socorrida em estado grave por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que passava pelo local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu 10 dias depois.

Em função do acidente, a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) dele foi recolhida e ele não poderia dirigir. No entanto, foi flagrado dirigindo na contramão na área central da Capital.

Diante desta situação e levando-se em conta que Anderson já havia se envolvido em acidente com morte quando era adolescente, o Ministério Público Estadual pediu a prisão dele, a qual foi decretada pelo juiz, o qual também o mandou a júri popular.

Anderson ficou foragido por 12 dias e se apresentou à Polícia. Ele recorreu ao TJ contra a sentença de pronúncia. O parecer do MPE é pelo indeferimento do pedido.




Parabéns SR JUiz parabéns tem manter esses infratores inrespondaveis na cadeia mesmo ,,talves assim ele sai de la mais calmo , mas sereno ,,e para de ficar por ai tirando vida destruindo familias como aconteceu com mayana, ela se foi muitos sofrem ele tem pagar pelo q fez, e dar sossego a população , pelo menos estande preso menos um pra por em risco a vida de todos que precisam circular por ai
 
rosilene Leonel em 18/06/2011 12:50:22
Pelo jeito o rapaz não está gostando de ficar na prisão e pagar pelo seu crime absurdo. E quanto à família e amigos que nunca mais verão a estudante que ele matou??

Passe boas e muitas primaveras na cadeia, peça aos seus familiares que plante uma árvore chamada Ipê de onde você possa vê-la crescer e florir. Assim vc vai lembrar da música: Meu ipê florido, junto a minha cela, hoje tem altura da minha janela. Só uma diferença há entre nós agora, aqui dentro não tem mais aurora. Quanta claridade tem você lá fora...
 
Wellington Sampaio em 18/06/2011 12:14:28
Bem feito, morre na cadeia desgraçado
 
Gustavo césar capilé gonçalves em 18/06/2011 05:29:14
Já é um começo. Temos que fazer esses juízes e promotores do MS acordar!!!! Esse assassino aí já está na cadeia, agora eles tem que ir atrás de Marcelo Broch que foi o RESPONSÁVEL pelo acidente de Rayssa Favaro, que hoje depois de 2 anos, ainda está em processo de reabilitação, ficou imobilizada e perdeu muitas das suas capacidades motoras e neurológicas com o acidente. Marcelo Broch está cursando DIREITO (imagina o tipo de advogado que dará) em uma universidade de Porto Alegre- RS e não vem a Campo Grande nem para participar das audiências, que são realizadas com a advogada dele como representante. Não podemos esquecer esse caso.
 
Juliana Silva em 18/06/2011 01:20:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions