A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

15/10/2012 09:34

Número de acidentes caiu 36% no feriado prolongado em relação a 2011

Mariana Lopes e Paula Maciulevicius
Com os primeiros dias de feriado de chuva, neblina e baixas temperaturas, público que mais preocupava a PRF trocou a estrada por ficar em casa. O resultado foi a diminuição de acidentes. (Foto: Rodrigo Pazinato)Com os primeiros dias de feriado de chuva, neblina e baixas temperaturas, público que mais preocupava a PRF trocou a estrada por ficar em casa. O resultado foi a diminuição de acidentes. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Durante a Operação Nossa Senhora Aparecida, de 11 a 14 de outubro, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou 39 acidentes nas estradas de Mato Grosso do Sul, nos quais tiveram 20 feridos e nenhuma morte. Números bem inferiores ao feriado prolongado do ano passado, quando foram 61 acidentes, 54 feridos e três mortes.

Veja Mais
PRF estima fluxo intenso a partir das 15h e vai aumentar fiscalização nas BR’s
Com BRs movimentadas, PRF pede cuidado redobrado

Para a PRF, a diferença no público que pegou a estrada foi crucial para a redução do número de acidentes. A maioria dos motoristas viajou para visitar parentes e por turismo.

“Aquele público que viajou procurando rios e balneários, que são formados por jovens, pessoas inexperientes e que ainda fazem o uso de bebidas alcoólicas, esse foi diminuído. Porque o tempo estava nublado e como a temperatura caiu, inibiu a procura dessas localidades”, considera o inspetor da PRF, Ademilson de Souza.

Outro fator que também contribuiu para a queda está relacionado ao número de policiais postos a trabalho. Os 70 policiais que recém tomaram posse foram colocados para trabalhar em horários em que a PRF previa a maior movimentação de veículos.

“Usamos desta estratégia de fiscalização itinerante com barreiras policiais para coibir o abuso de velocidade que é a ansiedade dos motoristas em chegarem logo ao seu destino”, completa de Souza.

Embora este feriado tenha sido com uma redução significativa no número de acidentes, as maiores batidas ainda foram por falta de atenção dos motoristas. A PRF listou as mais frequentes como: colisões traseiras, laterais, saída de pista e acidente com motocicletas.

“Isso é fruto da inexperiência, da alta velocidade, de não saber ultrapassar, de não respeitar a sinalização adequada. As pessoas andam na rodovia como se andassem na cidade, com um veículo muito próximo do outro, quando a distância deveria ser maior”, avalia o inspetor.

Ao todo, 1.436 motoristas foram autuados por infração no trânsito. Foram realizados 356 testes de alcoolemia e 15 pessoas foram autuadas e sete foram presas por dirigir embriagada.

Segundo a PRF, a maioria das autuações foi por ultrapassagem em faixa contínua, excesso de velocidade e documentação atrasada. Entre ultrapassagem e desrespeito ao limite de velocidade, foram 347 multas e 85, respectivamente.

Em relação ao ponto mais crítico, a PRF observou que o fluxo de veículos foi mais distribuído neste feriado em relação ao ano passado. “Nós verificamos que houve movimentação bem maior na véspera, também teve na quinta e na sexta. O sábado, o dia depois do meio do feriado que foi o de maior número de acidentes e feridos”, acrescentou.

A PRF continua com reforço nas rodovias federais ainda nesta segunda-feira, porque para estudantes o feriado só termina mesmo amanhã e muitos motoristas estão pegando a estrada nesta segunda.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions