A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

11/03/2015 16:36

Número de mortos em rodovias estaduais cai 69,5% no primeiro bimestre do ano

Ricardo Campos Jr.
Capotagem na MS-156 no começo do ano (Foto: Bruno Martins)Capotagem na MS-156 no começo do ano (Foto: Bruno Martins)

A quantidade de mortos em acidentes nas rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul caiu 69,5% na comparação entre os dois primeiros meses de 2015 e do ano passado. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (11) pela PMRE (Polícia Militar Rodoviária). O número de ocorrências também apresentou queda, passando de 164 para 117, redução de 29%.

Veja Mais
Motorista perde o controle da direção e capota carreta cheia de mamona
Acidente gravíssimo na MS-156 deixa vítimas presas às ferragens

Conforme o levantamento feito pela corporação, as colisões fizeram 68 vítimas neste ano, sendo 45 levemente feridas, 16 em estado grave e sete óbitos. No primeiro bimestre de 2014, foram 147 vítimas ao todo, sendo 95 levemente feridas, 29 em estado grave e 23 mortos.

Segundo a assessoria de imprensa da PMRE, a queda se deve ao empenho dos militares que atuam em atividades de fiscalização nas estradas buscando garantir a segurança no trânsito e punindo àqueles que cometem infrações na pista.

Histórico – No dia 28 de fevereiro, acidente entre um caminhão de bebidas e um Gol. Os ocupantes do carro de passeio ficaram presos às ferragens e precisaram ser socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Suspeita-se que o veículo de carga estava parado quando foi atingido pelo automóvel, cujo condutor perdeu controle da direção ao fazer uma ultrapassagem.

No dia 20, uma carreta carregada com eucaliptos tombou na MS-395, próximo a Bataguassu. O condutor seguia para Três Lagoas onde iria entregar a carga, porém após o acidente as duas pistas da rodovia ficaram interditadas. O motorista não teve ferimentos e o corpo de Bombeiros precisou lavar a pista.

Duas pessoas morreram em uma colisão ocorrida dia 14 de fevereiro na MS-338. Sueli Aparecida da Silva, de 46 anos, dirigia um Corsa com placa de Sarandi (PR) quando bateu de frente com um Gol com placa da cidade de Tapira (PR), onde estava Ariosto Freitas da Silva, 27 anos, que morreu na hora. A mulher foi encaminhada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Outras duas pessoas ficaram em estado grave na batida.

No dia 9, o marceneiro José Hamilton Santana, 42 anos, morreu em um na rodovia MS-276, entre Dourados e Deodápolis. Ele conduzia um Gol e bateu na lateral de uma carreta bitrem com placa de Palmeira das Missões (RS).

Logo no início do ano, no dia 3 de janeiro, seis ficaram feridos em acidentes na MS-156 em dois acidentes. Allyson Thalis da Silva Nunes, de 20 anos, ficou em estado grave quando o pneu da moto dele estourou, fazendo com que ele perdesse controle da direção e caísse. Duas mulheres e duas crianças que estavam em um carro também tiveram ferimentos após uma capotagem próximo ao local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions