A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/07/2011 11:23

Obrigatoriedade de cartão começa em agosto por 45 ônibus articulados

Vinícius Squinelo

Já a partir do aniversário da cidade tem início processo gradual para uso exclusivo do cartão magnético

Obrigatoriedade começa por ônibus articulados.Obrigatoriedade começa por ônibus articulados.

Tentando diminuir o número de assaltos à ônibus do transporte coletivo urbano de Campo Grande, será iniciado no aniversário da cidade, 26 de Agosto, a execução de Plano de Ação para tornar obrigatório o uso do cartão magnético nos coletivos.

Segundo contabilização da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), cerca de 600 assaltos são registrados por ano aos ônibus coletivos. A entidade acredita que, com o fim do uso do dinheiro para pagar a passagem, esse número irá cair.

De acordo com o Plano de Ação, a medida começa no dia 26 de agosto com o uso obrigatório do cartão magnético nos 45 ônibus articulados e nas linhas 302 (Caiobá) e 319 (Dom Antônio Barbosa). A estimativa da Agetran é que essa primeira ação atenderá cerca de 45 mil usuários, o que representa 12% do total de passageiros do transporte coletivo na capital.

No dia 26 de outubro, dois meses após o início da implantação, o dinheiro não será mais aceito como pagamento da passagem nos ônibus que servem a linhas alimentadoras (azuis), o que abrangerá aproximadamente 200 ônibus.

A adoção total do sistema de cartão eletrônico, em todas as linhas e em todo o período de funcionamento do transporte coletivo urbano, deverá acontecer no dia 1º de Janeiro de 2012.

O diretor da Agetran, Rudel Trindade Junior, explicou que o processo gradativo de adoção do cartão e retirada do dinheiro de circulação nos ônibus vai contribuir para que o usuário e a população em geral se adapte ao novo sistema e crie a cultura de aquisição antecipada dos cartões.

“Para isso, será preparada uma campanha de divulgação na mídia, nos terminais e junto a órgãos representativos do comércio para orientar a população sobre o novo sistema do cartão”, disse.

O titular da Agetran adiantou que consta neste Plano a extensão da rede de comercialização para que o usuário tenha facilidade em adquirir e abastecer o cartão.

Uso obrigatório do cartão no transporte coletivo divide opinião de internautas
Enquete desta semana é sobre Reforma Política.A enquete do Campo Grande News a respito do uso obrigatório do cartão magnético nos ônibus do transpor...
Uso do cartão de passe poderá ser obrigatório no transporte coletivo da Capital
O transporte coletivo de Campo Grande não aceitará mais dinheiro nos ônibus a partir do dia 26 de agosto, quando é comemorado o aniversário da cidade...



Isso é extremamente errado..como podem fazer isso, se o Real é a moeda corrente nacional? Ninguem aqui recebe salário se não em dinheiro. Vou procurar os órgãos competentes para verificar se tal medida é legal.
 
Fabiano Bataglia Ribeiro em 22/07/2011 12:01:03
AGORA SIM. SEM DINHEIRO PARA OS LADRÕES ASSALTAREM OS MOTORISTAS ELES VÃO COMEÇAR A ASSALTAR OS PASSAGEIROS. PIOR AINDA.
 
Antonela Morales em 22/07/2011 11:24:41
Como eu já disse antes, o cartão é bem vindo desde que essa medida reduza o valor da tarifa, aumente o conforto e a agilidade, e principalmente se a Assetur acorde para a nossa realidade e melhore as condições de aquisição do passe eletrônico, uma vez que a gente recarrega o cartão em pouquíssimos pontos, pois nem todo usuário passa pelos terminais, ai temos que recarregar o cartão em algumas conveniências e na hora do embarque o cartão não valida o passe ai temos que pagar com dinheiro, imagina se não pudermos usar o dinheiro e o cartão falhar na hora, como vamos fazer, vamos a pé, ou vamos ficar andando de ônibus, por esse pessoal super mal educado que trabalha no transporte não tá nem ai pra esse problema.
 
Oswaldo Benites em 22/07/2011 10:50:58
Gostaria apenas de fazer alguns questionamentos.
E como ficaria o modo aquisição dos cartões?
Imagine que pessoas de outras cidades venham nos visitar e precisassem do trânsporte coletivo. Onde comprar o cartão.
E as pessoas que raramento utilizam o ônibus?
Será que devem ter sempre um cartão reserva na carteira.
 
Anaurelino Carlos Correa Junior em 22/07/2011 10:29:30
Isso é um absurdo nao devemos ficar parado, vamus populaçao vamus reclamar pois nao somos obrigados a esse monopolio empresarial ...................
 
adriano alves em 22/07/2011 03:17:10
Eu e muita gente achamos um absurdo essa medida que tomaram, dificultando mais ainda o ir e vir das pessoas. Que as empresas tomassem uma atitude diante dos assaltos, agora prejudicar muita gente é que não pode. De certo as empresas imaginam que todos que pegam onibus, fazem isso todos os dias, mais isso não é verdade. As vezes usamos o transporte por uma necessidade ou outra. Agora imagine se eu não tenho o cartão em mãos...como será????? e as pessoas mais carentes então, quando necessitam pegar esse tipo de transporte e só tem aqueles trocados no bolso para aquele dia???? como será???? não podem obrigar as pessoas a esse tipo de situação só por causa dos assaltos, nós usuários não temos nada com isso. Cada um proteje seu patrimonio como pode,mais sem prejudicar "ninguem"
 
Roselene de Lurdes em 21/07/2011 12:47:02
Pode ate evitar os assaltos nos onibus, mais quem assalta mesmo e propria assetur cobrando R$ 2,70 num transporte coletivo que so da dor de cabeça pra quem não tem outra opção de meio de transporte.
 
José Luis em 21/07/2011 12:33:42
Acho ótimo isso, Pelo fato que vamos andar de transporte coletivo com mais segurança.
Porque quem trabalha até tarde tem medo de assalto quando esta voltando para casa.
Parabéns a AGETRAN.
 
André Vogl Junior em 21/07/2011 12:33:13
Penso que essa medida seja inconstitucional. Como cercear o direito de ir e vir de um cidadão, mesmo ele possuindo condições de arcar com as despesas?
Mais uma vez o cidadão terá que custear sua própria segurança!
 
Hilda França em 21/07/2011 08:10:50
Agora, você é obrigado a ter o cartão??? Isso é pra acabar de vez com cobradores, pelo que eu sei e utilizo o transporte público, somente nos articulados ainda existem cobradores...
 
Keila Pires em 21/07/2011 07:50:08
Essa medida é um absurso ! E os turistas que chegam à capital , vão fazer o que ? Andar de táxi e gastar uma furtuna ? ou se arriscar nesse trânsito violento de moto táxi ? Nada contra os meios de transporte alternativo, mas os coletivos ainda são mais seguros e viáveis .
 
george montania em 21/07/2011 07:02:03
Agora vai sobrar para os passageiros, como pode obrigar o cidadão a comprar um cartão para andar de ônibus isso e um absurdo...
 
marcelo lopes resquim em 21/07/2011 06:14:51
Parabens pela medida!!! coisa de primeiro mundo!!!
carioca.'.
 
jose carlos da silva.'. em 21/07/2011 05:49:07
Nao vou comprar cartao, ninguem e obrigado, e se nao quiser receber meu dinheiro vamos todos pra delegacia, pois estao desrespeitando a constituiçao e codigo do consumidor...
 
Paulo Campos em 21/07/2011 05:46:42
sistema horrivel, aplicado em Goiania, se o cidadão não encontra quem vende o passe ele não entra no onibus.
tem que haver protesto, cade as entidades?
 
ciro ferreira em 21/07/2011 05:25:38
Esse é mais um passo que as empresas dão para garntir seu monopólio, o interessante é que prefeito, vereadores e demais autoridades só se preocupam em resolver o problema deles (empresas) por que utilizando só o cartão as empresas pagarão menos funcionários (cobradores) e não terão prejuízos em seu cofres, já nós trabalhadores que infelizmente dependemos deste péssimo transporte coletivo seremos os próximos alvos e teremos que aceitar e assistir a tudo sem que nenhuma autoridade se manifeste em nosso favor. Por que eles pensam que alguma pessoa que venha de fora, ou até que mora em bairros e tem veículo mas algum dia queira utilizar o transporte não vai conseguir... Não o negócio é assim ou vocês aceitam ou vocês se virem!!!!
 
Maria Eduarda em 21/07/2011 05:14:37
cada vez mais as pessoas estao abrindo mao de andar de onibus e estao indo de carro de moto pro trabalho ,provavelmente os diretores da assetur nao andam de onibus por isso a unica mudança que se acha nescessario sao os valores ai coloca uma tela nos onibus aumenta 0,30 coloca almofada aumenta 0,20 com ar 0,80 centavos, acho a ideia de colocar vans uma boa pelo menos iamos ter a opçao, coisa que hoje nao temos.
 
Vitor Zanchet em 21/07/2011 04:27:55
concordo com varias opinões aqui já citados:por exemplo,nós deveriamos ser consultados sobre essa medida que estão tomando,cade a democracia e o nosso palpite como cidadões que precisam do coletivo?????muitas pessoas não tem condição de abastecer o cartão,e ai como fica??acho também que deveria ter um prazo mais longo para a população se adequar..e então senhores?vão colocar cobertura nos pontos de onibus?vão colocar algo para o passageiro sentar enquanto espera hora por atraso do coletivo?vao abaixar o preço desse roubo que é 2,70????
população,vamos nos unir para derrubar esse acordo!!n´quem precisa do coletivos somos nós..vamos a luta...assembleia para o povo decidir....
 
sandra rojas de oliveira em 21/07/2011 04:27:32
Concordo com nosso amigo Jose Luis, a tarifa cobrada pelo tranporte coletivo de campo grande é uma das 3 mais caras do brasil e nao tem nem metade do conforto que seria nescessario para poder pagar esse absurdo de R$2,70 isso realmente é um asalto.
 
Carlos Saucedo em 21/07/2011 04:07:51
O pior que o povo reclama daqui, reclama dali, ninguém concorda com o cartão, que realmente é um absurdo, mas nós, os usuarios temos que raclamar, alguém tem que fazer algo, para que isso seja evitado, o que é incrivel, que a AGETRAN não pediu opinião para o povo, foi fazendo e pronto!!!!
Na verdade nesse Brasil ninguém se importa com a opinião da população!!!!!!!
 
Cristiane Mazureck em 21/07/2011 03:44:27
Só as empresas estão lucrando com isso. Sem falar que os principais alvos de assaltantes agora seremos nós ,os passageiros né.
 
Saulo Roberto em 21/07/2011 02:38:04
E para quem como eu que moro no interior e qndo vou em CG ando de ônibus, como fica?????
 
Dayanne Vargas Pereira em 21/07/2011 02:14:45
hoje te obrigam a ter um cartão para poder se locomover em sua cidade,desrespeitando a lei federal que diz ser crime não aceitar a moeda corrente do país ou seja o REAL,daqui a pouco o cidadão vai ser obrigado a colocar algum CHIP,dentro do próprio corpo para poder ter uma vida social.Pessoal vamos acordar,como já foi opinado muitas vezes,a Ferida é mais embaixo,o problema da violência e vicios das drogas não está no dinheiro que circula nos caixas dos onibus.os motoristas devem se lembrar também que alguma hora algum familiar deles pode ser um passageiro e os passageiros passarão a ser os visados nos circulares,os bandidos são atrevidos e não deixarão de abordar os onibus porque não tem dinheiro no caixa.
 
antonio luis em 21/07/2011 01:54:13
tiram os empregos dos cobradores,cobram uma tarifa absurda por um transporte que deixa muito a desejar e agora OBRIGAM os usuarios a usar cartao.em termos de transporte publico aqui em Campo Grande tudo e enfiado guela a baixo nos usuarios que infelizmente nao se mobilizam pra resolver a questao....
 
angela maria em 21/07/2011 01:42:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions