A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

04/01/2013 17:03

Pai e filha morrem em acidente na BR-163 em Jaraguari

Nícholas Vasconcelos e Nadyenka Castro
Bombeiros cobriram as janelas com panos para corpos de pai e filha não ficarem expostos (Foto: Luciano Muta)Bombeiros cobriram as janelas com panos para corpos de pai e filha não ficarem expostos (Foto: Luciano Muta)
Caminhão tombou na pista (Foto: Luciano Muta)Caminhão tombou na pista (Foto: Luciano Muta)

Pai e filha morreram em acidente entre um carro de passeio e uma carreta na tarde desta sexta-feira (4) na BR-163, entre Campo Grande e Jaraguari.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Severino Aureliano, 50 anos, e a filha dele, Priscila, 10 anos, estavam em um GM Ágile com placas de Diadema (SP) que bateu de frente com uma carreta de Maringá (PR), carregada com 30 toneladas de uréia agrícola.

A esposa de Severino, identificada apenas como Lucineide, ficou presa às ferragens. Ela teve fraturas nas pernas e braço esquerdo. Ela foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em estado grave e levada para a Santa Casa de Campo Grande.

Eles seguiam no sentido Jaraguari – Campo Grande quando o carro de passeio invadiu a pista contrária. Com o impacto, o carro foi lançado na vegetação a 50 metros do local da batida. O lado do motorista ficou destruído. A menina estava desse lado do carro, no banco de trás.

A carreta, que seguia para Jaraguari, tombou no sentido contrário e parou a 200 metros do ponto do acidente.

A carreta tombou para o lado do motorista, Luiz Antônio Cardoso, que sofreu escoriações. Ele também foi transferido para a Santa Casa.

Segundo o cunhado do motorista, Cléber, eles vinham de Cuiabá onde passaram as festas de Fim de Ano e retornavam para Santo André (SP). Ele estava em um Ford Ecosport que seguia atrás do Ágile e viu o momento do acidente.

“Quando vi que ele entrou na pista contrária eu buzinei, dei sinal de luz, mas não tive o que fazer”, contou bastante nervoso. Ele acredita que o cunhado tenha dormido ao volante.

O grupo havia saído de Mato Grosso às 4h e dormiria em Andradina, na divisa com São Paulo. Este é o quarto ano em que eles faziam o mesmo percurso.

A sobrinha deles, Thaís, 19 anos, que estava no carro com Cléber contou que eles haviam acabado de almoçar.

O produtor rural, Adinaldo Pereira da Fonseca, 60 anos, mora na região e ouviu o impacto da batida e que os acidentes são comuns. “Quando bate é acidente grave”, revelou.

A pista da BR-163 está parcialmente interditada e o congestionamento já passa dos 8 km nos dois sentidos.

 




Realmente acreditei se tratar de um infarto devido a forma como ocorreu o acidente.... fui o primeiro a chegar e prestar o atendimento, seu cumpadre ainda estava consciente depois entrou em choque...mesmo sendo da area da saúde com especialização em urgência e emergência, fiquei chocado ao ver tamanha tragedia. aconhapanhei o caso ate o fim. graças a Deus ela sobreviveu. pode ter certeza Deus tem uma missão para vc. estou torcendo muito pela familia. que Deus os abeçoe.
 
Joel Maceda em 11/01/2013 17:51:01
é muito triste para todos nós, só os familiares sentem tamanha dor na perda de seus queridos, meus pêsames para as famílias enlutadas.
 
waldomiro ajala em 08/01/2013 19:19:02
Eu estava vindo do PR e vi o acidente, foi muito feio, ate decemos para ver mais os policiais nao deixaram chegar muito perto, porque o motorista estava dentro do carro e estava sem a cabeça. Nossa foi horrivel ver :Z meus pesames aos familiares !
 
Kaoanna Rocha em 08/01/2013 10:22:29
As pessoas tem um defeito muito grande falar da vida das pessoas sem ao menos saber do que se trata meu tio Bil (Severino) , que assim é chamado pela familia teve um infarto do coração diagnosticado pelos medicos do IML , aposto que quem disse que ele foi irresponsável , imprudente, negligente não sabia disso , obrigada para aqueles que esteve do lado da familia estamos chocados ainda mas sei que foi uma fatalidade te amo muito tio Bil e Priminha Pri!
 
Alessandra Alves de Melo em 07/01/2013 10:30:10
Escrever contra pessoas acidentadas, chamando de irreponsável e outros termos sem domínio da causa, demonstra total ignorância de estrada. Não se sabe se foi mal estar súbito (coração) ou dormiu. O sono quando chega, nos termos estradeiros, é chamado de pinóquio, você dormiu e não sabe. Vejam quantos casos de motoristas de ônibus e caminhões, que dormiram e se acidentaram com mortes.
concordo com Flavia e Daniele Silva.
Alberto Neves
 
Alberto Castro Neves em 06/01/2013 09:36:48
e muito lamentável uma tragédia mais ninguém precisa nesse momento ficar procurando culpado !!! affff
 
flavia da silva ferreira em 05/01/2013 22:25:16
Só quem conhecia a familia, sabe o quanto eram unidos, bem estruradaos no ambito familiar e felizes!!! Um pai extremamente responsável, que tinha um zelo imenso pela familia da qual cuidava muito bem e um carinho incondicional pelas filhas e esposa!!! Extremamente prudente ao volante, ja tive oportunidades de viajar com a familia e era visivel o seu cuidado ao dirgir e isso era algo que fazia questão de falar! Portanto imprudencia, suicidio e homicido são palavras chocantes, mentirosas e sensacionalista. Era inclusive um profissional ja que trabalhava com a direção e nunca bebia alcool!!! Portanto acreditamos sim em fatalidade, ou passou mal ou infelizmente durmiu ao volante! Que Deus conforte o coração da mãe e da outra filha que não estava no carro.
 
Daniela Silva em 05/01/2013 12:38:57
Fui o primeiro a chegar e prestar os primeiros socorros, realmente foi algo lamentavel. uma fatalidade cruel. cena esta que ninguém quer ver, mas fiz a minha parte. fiquei conversando com ela mantendo o nivel de consciencia e a aqueci. mas ela so perguntava pela filha o tempo todo. obrigado aqueles que me deram o cobertor, obrigado pela solidariedade.
 
joel maceda em 05/01/2013 10:18:19
ISSO ,TUDO INDICA ;PRESSA EM CHEGAR AO DESTINO. UMA COISA É CERTA VIAJAR E VONTADE DE IR AO BANHEIRO SAO DUAS COISA QUE QUANTO MAIS PERTO CHEGA MAIS CRITICA A SITUAÇÃO FICA,NA VIAGEM O CANSAÇO APERTA O SONO VEM , E NO BANHEIRO A VONTADE APERTA E SE BOBEAR FOIIIIIIIIIIIIIIII.
 
Daniele da Silva em 05/01/2013 10:06:51
A culpa não é da pista não, é das pessoas que dirigem vamos acabar com isso. a culpa é somente de quem está dirigindo somente dele, ele é responsavel por tudo lar mão de falar das ruas e rodovias.
 
Vicente Neves em 05/01/2013 09:24:01
DUPLICAR RESOLVE....PENA QUE VAI LEVAR MAIS UNS 10 ANOS E MAIS UMAS CENTENAS DE VIDAS!
 
Marcelo Teruo em 05/01/2013 06:37:15
Sr. Adinaldo Pereira da Fonseca, meu primeio patrão, que prazer receber notícias do sr. mesmo que em um momento triste como ese.Gente boa e séria!!!
 
gleydson machado em 04/01/2013 21:37:46
Mais um irresponsável no volante que comete um ato de suicídio seguido de homicídio, quiça duplo homicídio.
 
Marcelo Mendes em 04/01/2013 21:11:09
Mais uma vez um pai irresponsável acaba com uma família... acha q sabe pegar estrada, dirigir na BR-163; pressa, sono, imprudência... oq seja... é td irresponsabilidade!!!
 
Tiago Honório de Godoy em 04/01/2013 19:50:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions