A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

07/01/2013 08:47

Para leitores, mudanças na Lei Seca vão diminuir de mortes no trânsito

Paula Maciulevicius

As mudanças na Lei Seca, sancionada pela Presidência da República em dezembro, vai contribuir para baixar o número de acidentes com morte no trânsito. Esta é a opinião de 69% dos leitores que participaram da enquete do Campo Grande News na última semana.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas aderem a protesto e se unem contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Outros 31% dos internautas que responderam sobre o tema foram contrários e avaliaram que a rigidez de que agora, a embriagues ao volante pode ser confirmada, mesmo que o motorista se negue a fazer o texto do bafômetro, não deve alterar os casos de mortes no trânsito.

Com as alterações na lei, a embriagues do condutor, que antes podia se negar a fazer o teste do bafômetro, pode ser confirmada agora por meio de outras formas. Além do bafômetro, serve como prova exame clínico de sangue, perícia, vídeo, o testemunho tanto do policial como de terceiros.

Nesta semana, a nova enquete do jornal quer saber a opinião dos leitores sobre a revisão que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pode fazer na restrição dos medicamentos inibidores de apetite.

“A Anvisa pode rever a medida que restringiu a utilização de remédios para emagrecer. Você concorda?”

A Anvisa decidiu em outubro do ano passado, proibir a fabricação e venda no mercado brasileiro dos remédios para emagrecer que atuam no sistema nervoso central e são derivados de anfetamina (femproporex e dietilpropiona). O mesmo vale para o mazindol, inibidor de apetite que age diferente dos outros dois remédios.




Como disse o Sr. Paulo, infelizmente não deve mudar muita coisa em nosso trânsito, até porquê a maioria dos acidentes, incluindo os com vítimas fatais, não envolvem condutores alcoolizados e sim condutores irresponsáveis que se acham os donos das ruas e que não respeitam nenhum regra de circulação ou sinalização. O quê falta é punição na esfera judicial: prisão, trabalho junto às equipes de socorristas, indenização às famílias de vítimas, confisco de bens para ressarcimento de danos materiais e muito mais. Multa pesada, o condutor paga ou simplesmente para de licenciar o veículo, Suspensão ou cassação de CNH: ele não se importa e continua dirigindo da mesma forma irresponsável, matando ou mandando para os hospitais. Falta conscientização e respeito.
 
Gladis Caramalac em 07/01/2013 18:16:44
Tomara que eu estaja errado, mas a nova lei seca, apesar de ser um passo importante, é uma medida isolada que sozinha não vai mudar a conscientização das pessoas. Leis duras são necessárias sim mas o que se vê como sempre são os bêbados de plantão tomarem um certo cuidado no começo, quando a fiscalização aperta mas depois volta o mesmo problema de sempre. Cada vez mais será preciso endurecer as leis até chegar na pena de morte e mesmo assim sempre haverá os que ainda arriscam a sua vida e a dos outros. Não existe solução fácil mas o poder público precisa de muito profissionalismo e competência, tanto na repressão como na conscientização para manter a situação pelo menos sob controle.
 
Paulo Lemos em 07/01/2013 09:33:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions