A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

21/08/2012 18:25

Pela 2ª vez, é negada lberdade a estudante que matou segurança

Francisco Júnior
Richard está preso há três meses. (Foto: Simão Nogueira)Richard está preso há três meses. (Foto: Simão Nogueira)

Pela segunda vez, Richard Ildivan Gomide Lima, 21 anos, teve seu pedido de habeas corpus negado por unanimidade pela 1ª Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). Ele está preso por ter atropelado e matado o segurança Davi Del Valle Antunes, de 31 anos, no dia 31 de maio deste ano, na avenida Afonso Pena , em Campo Grande. O julgamento do pedido foi feito ontem.

Veja Mais
Estudante que matou segurança admite em audiência ter tomado champanhe
Ligação de Richard para namorada vira peça chave em ação por morte no trânsito

De acordo com a assessoria do TJ, ao ingressar com o habeas corpus, a defesa de Richard alegou ausência de pressupostos para tal medida e existência de condições pessoais favoráveis. O relator, ao receber o pedido, negou seguimento, por considerar que não havia fatos novos à matéria, julgada dias antes da nova impetração pela 1ª Câmara Criminal.

De acordo com o relator do processo, desembargador Dorival Moreira dos Santos, os argumentos apresentados não alteram o entendimento esposado na decisão. “Tenho que o presente agravo não merece provimento por se tratar de mera pretensão de rediscutir a matéria analisada por esta turma dias antes da presente impetração, qual seja, suposta ausência de requisitos para justificar a manutenção da custódia do paciente, aduzindo que haveria fato novo diante do indeferimento da liberdade provisória e coleta de provas favoráveis ao paciente”.

O desembargador explicou que o primeiro HC foi impetrado durante o plantão judiciário, em face da homologação da prisão em flagrante de Richard, sendo que ficou prejudicado, pois, logo após, foi impetrado outro pedido diante da conversão da prisão em preventiva. Este, por sua vez, teve a ordem denegada por unanimidade.

O juiz responsável pelo caso, Aluizio Pereira dos Santos, após a audiência das testemunhas, deu prazo à defesa para devolver o processo até o dia 22, com as alegações finais. A acusação já se manifestou. Depois disso, o magistrado afirma que será possível analisar os autos para verificar se houve dolo eventual ou culpa e se é ou não o caso de pronúncia para que o réu seja levado a Júri Popular.




As pessoas precisam se decidir. Muitos aqui ovacionam para que o acusado fique na cadeia ao mesmo tempo que que pague indenização a família da vítima. Gente, é um ou outro: preso não teria como trabalhar e pagar para a família.
 
Rodrigo de Paula Fontes em 22/08/2012 10:58:02
Além de apodrecer na cadeia, deveria pagar pensão vitálicia a viúva!
 
Ana Maria em 22/08/2012 10:34:59
Juri popular nele.....e hora de fazer valer a justiça, tirar a vida de pessoas inocentes tem que haver punição.
 
Érica Macedo em 22/08/2012 10:30:58
concordo com o claudemir santos senhor juiz quem vai pagar as despesas dessa familia que ficou sem o provedor maior . Este caso deve ser julgado por assassinato edeve ter alguma lei que faça ele pagar uma boa pensão para o filho da vitima ate que complete a maior idade pois ele perdeu o seu apoio financeiro e mais ainda emocional não que dinheiro pague amor mas vai ajudar a ter uma vida digna
 
silvana baroni em 22/08/2012 10:16:53
tem que apodrecer na cadeia mesmo e que vá a juri popular, tá mais do que na hora desse grupinho de playboy que anda de cara cheia pela cidade começar a pagar por seus crimes. Esse aí nem o "papai" conseguiu tirar da cadeia.
 
william sousa em 22/08/2012 09:47:35
Mais do que justo....
 
Augusto Cipriano em 22/08/2012 08:15:44
Este daí vai mofar na cadeia!
 
Daniel Barbosa em 21/08/2012 11:38:51
Júri Popular nele.
 
Aline Torres Durães em 21/08/2012 11:06:35
Perfeito!Quanto mais tempo ele ficar na cadeia ,melhor vai refletir sobre
a vida e pensar que tirou de uma criança seu pai,muito triste tudo isso mas ele mereçe ficar preso sim!
 
eluar lima em 21/08/2012 11:01:48
As leis precisam serem mais rigorosas nestes casos, somente desta forma é que
as pessoas pensarão mais antes de terem este tipo de comportamento. Tem que ficar
preso e ir a Juri Popular, tenho pena da familia, pois esta é que sofre.
 
Luiz Marcelo M de Oliveira em 21/08/2012 10:20:02
se ferrou que apodreça na cadeia assassino! Agora que se fazer de santinho, tô morrendo de pena dele kkkkkkkkk
 
Fernando Araújo Palácio em 21/08/2012 10:01:29
Tem que ficar preso mesmo! Assassino tem que apodrecer na cadeia...Que sirva de exemplo para os demais idiotas do trânsito.
 
Filipe Alberto em 21/08/2012 09:04:51
"PARABÉNS!!!! O LUGAR DELE É NA CADEIA. ESTE CIDADÃO É UMA AMEAÇA PARA A SOCIEDADE.SE FOR LIBERTADO É ÓBVIO QUE IRÁ MISTURAR DIREÇÃO E ALCÓOL"
 
maria margarida larucci em 21/08/2012 08:00:07
E QUEM PAGARÁ AS DESPESAS DA FAMÍLIA QUE FICOU SEM SEU PROVEDOR? seria o mínimo a ser feito para garantir um futuro digno a quem perdeu seu "Norte"
 
CLAUDEMIR SANTOS em 21/08/2012 07:50:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions