A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

20/02/2013 10:37

Polícia pede apreensão de camionete que bateu em táxi e matou um

Acidente na avenida Afonso Pena matou uma pessoa e deixou dois feridos

Paula Maciulevicius
Polícia encerrou inquérito e Diogo Machado Teixeira vai responder por 4 crimes. Ele continua preso na Derf. (Foto: Luciano Muta)Polícia encerrou inquérito e Diogo Machado Teixeira vai responder por 4 crimes. Ele continua preso na Derf. (Foto: Luciano Muta)

Encerrado o inquérito que apurou a morte de José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos, o passageiro do táxi atingido em uma batida pela caminhonete Mistubishi L-200, a Polícia pediu a manutenção da prisão preventiva do motorista, Diogo Machado Teixeira, 36 anos e a busca e apreensão da caminhonete que ele dirigia.

Veja Mais
Nova decisão mantém preso motorista que matou jovem em táxi
Inquérito sobre morte em táxi vai indiciar motorista por 4 crimes

O administrador de fazendas, que segue preso na Derf (Delegacia Especializada na Repressão de Roubos e Furtos), vai responder pelos quatro crimes que o Campo Grande News já havia informado, homicídio doloso, duas tentativas de homicídio contra os demais ocupantes do táxi e dirigir embriagado. Já que o teste do bafômetro constatou 0,59 mg/l e ele admitiu ter bebido.

A caminhonete de Diogo está no pátio do Detran desde o dia do acidente. Ela passou por perícia na madrugada do dia 11 de fevereiro e como nenhum familiar do administrador compareceu ao local da morte de José Pedro, o veículo foi encaminhado para o local.

O advogado de defesa, Renê Siufi, informou que aguarda o resultado dos laudos da perícia para entrar com o pedido de Habeas Corpus. A defesa de Diogo entrou com pedido de liberdade provisória que foi negado por duas vezes.

Ao Campo Grande News, Renê Siufi disse que vai tentar acesso ao inquérito hoje e que o mais importante são os laudos da perícia. “Pelo que eles vão dizer, se o sinal estava aberto, fechado, se ele vinha correndo, qual a velocidade do táxi. Isso só a perícia vai dizer”, enfatizou Siufi.

As imagens gravadas pela câmera de segurança também terão atenção especial da defesa.As imagens gravadas pela câmera de segurança também terão atenção especial da defesa.

A defesa afirmou que prestou todo auxílio às vítimas do acidente, arcando com as despesas do translado do corpo de José Pedro e pagando indenização para o proprietário do Siena branco, o táxi que era dirigido por Sebastião Mendes da Rocha, 51 anos, que segue internado na Santa Casa.

Sobre o outro passageiro do veículo, Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos, o advogado manifestou que a família de Diogo tentou contato para auxiliar com as despesas, mas que não conseguiu falar com a mãe do rapaz. “Tentamos falar com ela várias vezes, mas ela não atendeu ao celular e não deu retorno. Não foi por falta de tentar”, disse.

A Polícia pediu a manutenção da prisão de Diogo argumentando que a situação de beber e dirigir é inaceitável. “Diante da divulgação da mídia, não é aceitável que dirigir embriagado e causar acidente se torne recorrente na Capital, em que pessoas irresponsáveis ingiram bebida alcoólica e saiam conduzindo veículo sem medir as consequências e pela repercussão da mídia, isso não é aceitável que fique impune”, sustentou o delegado responsável pelo caso, Wellington de Oliveira.

A defesa afirmou que vai trabalhar para retirar as duas acusações de tentativa de homicídio, alegando que Diogo não tinha a intenção de matar e que deve entrar com o pedido da habeas corpus ou de reconsideração ao juiz até o final da semana. As imagens gravadas pela câmera de segurança de uma lanchonete também terão atenção especial da defesa.

O motorista do táxi, Sebastião da Rocha Mendes continua internado na UTI da Santa Casa, ele se recupera de uma parada cardíaca que sofreu no final de semana e continua sedado. Segundo familiares, ontem ele passou minutos acordado, mas voltou a ser sedado e passa por diálise. Ramon Rudney já teve alta.




fica nessa palhaçada td dia, ta na cara que esse cara nao vai ficar preso, vira ate piada td dia no jornal, da liberdade p/coitadinho ele he pobre se ele tivesse de bicicleta ou de skate talvez ja tivesse tirado o ibop do ar,
 
ESTER REI em 21/02/2013 08:11:24
Deveria ser considerado crime premeditado, pois o sujeito está sóbrio e sabe que não pode beber e dirigir, e mesmo assim o faz, aí o individuo sai bebe, dirige, atropela, fere e às vezes até mata.
Independente de matar ou não, cadeia no bêbado que dirige embriagado, ainda mais com um teor alcoólico de 0,59 mg/l que foi aferido após o teste do bafômetro, além do próprio condutor ter admitido ter bebido.
 
Valdir Viana em 21/02/2013 07:44:07
o que a policia quer com uma caminhonete batida , mais um carro para ficar mofando nos pátios das delegacias da nossa cidade.
 
daniel duraes em 20/02/2013 22:31:51
não que que esteja falando que o Rapaz deva ser solto, mais as palavras do Delegado que: "A Polícia pediu a manutenção da prisão de Diogo argumentando que a situação de beber e dirigir é inaceitável. “Diante da divulgação da mídia, não é aceitável que dirigir embriagado e causar acidente se torne recorrente na Capital,”... E os outros condutores que são presos por dirigir embriagado, pq eles são soltos em seguida, só pq não causaram nenhum acidente ou morte??? a LEI tem q ser igual para todos, não é pq esta tendo repercussão este acidente q ele deve ficar preso, é pelo ato dele.. por exemplo http://www.campograndenews.com.br/transito/jovem-morre-em-acidente-motorista-dirigia-embriagado esta matéria q foi veiculada, como ficou este condutor, esta preso, respondendo por HOMICIDIO CULPOSO?
 
gilmar dos santos em 20/02/2013 16:07:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions