A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/02/2011 10:49

Portadores de deficiência física contam com tecnologia para guiar veículos

Paula Vitorino

Pessoas portadoras de algum tipo de deficiência física voltam a ter aulas gratuitas para conquistar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Depois de 6 meses suspenso, por falta de veículo, o treinamento foi retomado no Centro de Formação de Condutores Especial.

O serviço é oferecido gratuitamente pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) e capacita condutores de todo o Estado.

A frente do programa está o instrutor Pio de Oliveira Filho, que há mais de dois anos dedica-se a formar novos condutores especiais. Ele explica que o processo para retirar a CNH é o mesmo para os portadores de deficiência, mas algumas etapas são diferenciadas.

“O aluno faz normalmente o teste psicológico e depois vai para o exame médico padrão, mas aí constatando a deficiência, é marcada uma nova consulta especial, onde o médico vai avaliar o grau de deficiência e a capacidade do aluno dirigir”, explica.

Segundo Pio, podem participar do centro de formação cadeirantes que possuam ao menos um braço e tenham no mínimo 50% de força nas mãos.

Apesar do serviço de formação ser gratuito, o aluno tem de pagar as guias do Detran, que correspondem aos exames e as provas feitas no local durante o processo.

Na etapa das aulas para a prova do conteúdo teórico, o futuro condutor pode optar por qualquer auto-escola para realizar a preparação.

“O Detran-MS tem parceria com duas auto-escolas da Capital, onde o aluno só paga uma taxa simbólica pelas aulas. Mas a escolha do local fica a critério do aluno”, acrescenta.

Já as aulas praticas – no mínimo 20 - são realizadas no próprio Detran-MS, sob a orientação do instrutor Pio. O órgão possui apenas um veículo adaptado para as aulas, mas o aluno tem a opção de realizar as aulas em seu próprio carro, desde que esse seja devidamente adaptado.

“Nas aulas eu procuro exigir como se fosse no dia da prova e eu fosse um dos examinadores”, diz Pio. No dia do exame pratico, um médico acompanha o candidato até a baliza para verificar se o veículo está de acordo com a deficiência da pessoa.

Carro adaptado para portadores de deficiência, após 6 meses de aulas suspensas.Carro adaptado para portadores de deficiência, após 6 meses de aulas suspensas.

Dedicação - Eduardo Otaviano, de 24 anos, é um dos alunos formados pelo CFC Especial. Ele optou por fazer as aulas em seu próprio veículo, que conseguiu comprar com os benefícios oferecidos para pessoas com algum tipo de deficiência.

“Algumas pessoas ainda têm um pouco de descriminação quando nos veem, mas a maioria acaba percebendo nossa capacidade quando nos dão oportunidades”, explica.

O jovem possui uma deficiência física no braço esquerdo, que não o impediu de realizar suas conquistas e retirar sua CNH em maio do ano passado.

Para Pio, o trabalho de instrutor é gratificante e recompensado pelas conquistas dos alunos.

“É um trabalho que requer muita paciência. Além de ser instrutor eu também tenho que ser um pouco psicólogo com esses alunos, no sentido de ganhar a confiança deles e também fazer com que eles tenham confiança em si. A gratidão desses alunos recompensa tudo, cada mensagem que eles deixam é

animadora”, conta.

Necessidade - Neste mês, o Detran-MS adquiriu um novo veículo para formação de alunos com deficiência física. Há seis meses as aulas do CFC Especial estavam suspensas por falta de carro adequado.

“Com esse novo veículo, mais alunos poderão ser atendidos, com maior rapidez”, diz Pio. Por conta do período sem aulas, o instrutor está com cerca de 60 alunos na espera para serem atendidos em todo o Estado.

As aulas praticas são realizadas por 15 dias em Campo Grande e no restante do mês o instrutor percorre os municípios do interior do Estado para atender os demais alunos.

O Detran-MS informou que existem estudos para a aquisição de outro veículo e assim expandir as aulas do CFC Especial, mas não há previsão para a compra. “para suprir a demanda de alunos, o ideal era termos mais um instrutor e um veículo, mas isso depende de projetos e recursos”, explica Pio.

O novo veículo adaptado adquirido pelo Detran-MS possui câmbio dualogic automático e sequencial, freio e acelerador manuais e pomo giratório no volante. Esse tipo de equipamento pode ser usado por pessoas com diversos tipos de deficiência, inclusive com somente um braço.




olá , eu como deficiente agradeço a oportunidade por existir este espaço, tenho uma pergunta, carro para deficiente com ipva e outrtos impostos so vale para carro novo o vale para carro usado , por favor responda minha pergunta? obrigado

cidade de manhuaçu, minas gerais
 
ALESSANDRO DE ALMEIDA em 19/06/2011 03:22:27
Que maravilha, finalmente vou conseguir tirar minha CNH rs ... eu estava precisando mesmo de um insentivo desses... tenho muita dificuldade em procurar uma auto escola pois não tenho segurança quando se referem ao portador de deficiencia ... agora sim podemos contar com um atendimento personalizado hehe ... parabéns pelo projeto ... o/!!!
 
Erica Morinigo em 16/02/2011 09:36:47
Ola, fico feliz pela oportunidade que estão dando a nos deficientes, mas acho que deveria ser mas divulgados principalmente por parte das auto escolas, pois eu mesmo não sabia que existia esse programa e paguei mas de R$ 1000.00 na minha, isso a quase 2 anos atráz em uma auto escola em Dourados, que alegou ter o unico carro adaptados para deficientes no estado.
 
Antonio Leite em 15/02/2011 03:09:26
MUITO BOM ESTE PROJETO, E DE MUITA IMPORTANCIA AOS NOSSOS AMIGOS,
TRABALHAR, ESTUDAR, SER INDEPENDENTE, (* SUPERAR AS DIFICULDADES *)..........................PROFESSOR, PIO CONTAMOS COM SEU APÓIO AOS AMIGOS DO INTEREIOR, PARABÉNS DETRAN
 
Paulo Duraes em 15/02/2011 02:30:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions