A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

16/01/2015 10:47

Privatização reduz em 51,85% o número de mortes na BR-163, diz CCR

Aline dos Santos
Em 26 de dezembro, acidente resultou em morte na BR-163. (Foto: Pedro Peralta)Em 26 de dezembro, acidente resultou em morte na BR-163. (Foto: Pedro Peralta)

O número de mortes na BR-163, que corta Mato Grosso do Sul de Mundo Novo a Sonora, teve redução de 51,85% nos últimos três meses.

Veja Mais
Motociclista fica ferido em colisão com carro na avenida das Bandeiras
Jovem bêbado discute com mulher, perde controle de carro e bate em muro

De acordo com a assessoria de imprensa da CCR MS Via, que há 90 dias criou o Serviço de Atendimento ao Usuário, foram 13 óbitos entre 11 de outubro de 2014 e 10 de janeiro de 2015. No mesmo período, mas entre outubro de 2013 e janeiro de 2014, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou 27 mortes.

Segundo o gestor de atendimento da CCR, Fausto Camilotti, a redução dos acidente fatais é decorrente da recuperação do pavimento, modernização da sinalização e presença de equipes de auxílio aos usuários. Outra mudança foi que a PRF não precisa mais ficar empenhada nos locais de ocorrência de trânsito, liberando as equipes para fiscalização.

Em três meses, foram realizados atendimento pré-hospitalar a 1.357 pessoas. As ocorrências foram extremas, de nascimento de bebê em ambulância a acidentes graves. O serviço conta com 12 ambulâncias de resgate e cinco UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) móveis.

De acordo com os dados do SAU, houve registro de 27.636 ocorrências ao longo dos 845,4 quilômetros da rodovia, o que representa uma média de 307 ao dia. Do total, 29% dos acionamentos (8.130) foram para socorro mecânico. Outros 7.245 chamados foram para retirada de objetos da pista.

“Definitivamente, chegamos para transformar a BR-163/MS em uma Rodovia da Vida”, afirma o gestor.

Devido a grande quantidade de acidentes fatais, a 163 ganho status de Rodovia da Morte. No ano passado, a via foi repassada para a inciativa privada, que vai fazer duplicação e cobrança de pedágio.

Os valores irão variar entre R$ 3,20 até R$ 4,90, mas, segundo a CCR, os preços serão corrigidos. O maior valor será cobrado no km 429, localizado no município de Campo Grande. O menor em Mundo Novo, no quilômetro 30.

Motociclista fica ferido em colisão com carro na avenida das Bandeiras
Um motociclista ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito na noite desta terça-feira (17) na Vila Carvalho - região sul de Campo Grande. No ...
Jovem bêbado discute com mulher, perde controle de carro e bate em muro
Heber Luiz de Figueiredo Souto, 26, foi preso por embriaguez após perder o controle de direção do carro durante uma discussão com a mulher e colidir ...
Condutor é preso por embriaguez após atropelar pedestre, atingir carro e muro
O condutor Cícero da Silva Souza, 50 anos, foi preso por embriaguez após atropelar um pedestre, bater em carro estacionado e colidir contra um muro, ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions