A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

03/02/2014 19:37

Professora morreu em acidente ao voltar de reunião em escola estadual

Zana Zaidan
Valéria era professora na escola Dolor Ferreira de Andrade, e voltava de uma reunião no trabalho (Foto: Reprodução/Facebook)Valéria era professora na escola Dolor Ferreira de Andrade, e voltava de uma reunião no trabalho (Foto: Reprodução/Facebook)

Professora de Filosofia na escola estadual Dolor Ferreira de Andrade, Valéria de Oliveira Pinto, 28 anos, perdeu o controle da moto quando voltava do bairro Maria Aparecida Pedrossian. A jovem colidiu com um caminhão na avenida Marques de Pombal, não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 11 horas de hoje (3).

Veja Mais
Acidente entre moto e caminhão mata mulher de 28 anos na Capital
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber

A jovem passou a manhã no trabalho e participou de uma reunião para o planejamento do ano letivo. Segundo amigos, Valéria passou a última manhã fazendo o que mais gostava.

Dedicada, a professora tentava concorrer a uma vaga em um curso de pós-graduação em São Paulo. Foi a especialização que a motivou a passar uma temporada nos Estados Unidos, onde buscava aperfeiçoar o inglês. Antes do intercâmbio, Valéria formou-se em Ciências Sociais pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Sempre rodeada de amigos, a família abriu as portas do apartamento onde moravam e passou a tarde de hoje recebendo aqueles que faziam parte da vida de Valéria. “Era uma pessoa muito inteligente e querida. Estava sempre rindo e conversava com qualquer um que se aproximasse dela, muito alto astral. Era o elo do grupo, mantinha todos por perto, além de ser super batalhadora. Vai deixar muitas lembranças e vou sentir muita falta dela”, conta o amigo João Humberto, 32 anos.

O velório de Valéria será a partir das 21 horas, no cemitério Jardim das Palmeiras. O enterro está previsto para amanhã, as 16h30, no mesmo local.




Nossa fatalidade, ela é considerada como sobrinha, meu esposo morou qdo rapaz com sua vó e seus tios Durval Modesto, Lurdes, Cida sua mãe, João q faleceu esposo da Gislene...Foi uma grande perda pra nossa família...Uma moça batalhadora, bonita e com uma carreira linda pra frente, infelizmente uma moto tirou sua vida...Deus conforta o coração de seus pais Mauro, Cida e sua maninha Camila....TRISTE.....DESCANSE EM PAZ SOBRINHA VALÉRIA PINTO.
 
Helena Martins de Lima em 04/02/2014 20:14:19
Nunca vamos esquecer de voce Valeria, fica com Deus, siga sempre o caminho da Luz, sei que voce vai ser recebida pelos Anjos de Deus e que o seu caminho continua ate as esferas mais sublimes do Ser.
A voces familiares e amigos façam pela Valeria aquilo que voces sabem que ela mais gostaria e nao esqueçam que a morte e um passo para a vida eterna.
Que Deus derrame em nossos coracoes Paz para aceitar os seus desígnios.
Com muito Amor vai com Deus Valeria, te amamos de coração.
 
Fabricia Friozi em 04/02/2014 20:00:01
Minhas condolências à Família.
Prof. Roney
 
Roney A. Gomes em 04/02/2014 18:50:18
LAMENTÁVEL, fiquei muito triste, realmente Moto está complicado, o trânsito está terrível... Meu Pai tinha razão. Minhas condolências aos familiares, somente Deus para consolar neste momento tão difícil.
 
Silvio Cesar em 04/02/2014 13:08:08
Concordo com o professor Jânio Batista de Macedo e discordo do sem noção Rafael Almoas. Fazer vias com tráfego de veículos pesados pertíssimo de bairros com elevada população só resulta nisto. Como lembrou o professor não é a primeira vez. Algo está errado nesta via. As autoridades precisam corrigir o problema. Pode até ser que ela tenha perdido o controle da moto conforme disse o motorista do caminhão (vai saber se ele está dizendo a verdade mesmo) mas se medidas de segurança tivessem sido adotadas antes, quando já houve mortes nesta via, com grande probabilidade a professora Valéria estaria se recuperando com menos gravidade de um acidente ali. Aqui em Campo Grande é assim: só se considera uma via perigosa e digna de atenção se houver estatísticas fatais primeiro. Lamentável.
 
Marcos Nunes em 04/02/2014 12:07:39
Não vamos culpar ninguém, é triste é! mas a vida continua, pois acidente acontece até mesmo nas residência, são fatalidades, que fique de exemplos mas nos seres humanos, que Deus conforte os familiares desse bela jovem que se foi, que tinha pela frente um futuro promissor.
 
ilma alexandre em 04/02/2014 11:45:42
conheci a Val na universidade, era de bem com a vida, um sorriso fácil e muito gentil, sempre foi muito esforçada e tinha gana e força no que fazia. Resta saber até quando perderemos pessoas de bem por conta de ruas mal sinalizadas, ou um transito caótico ao qual somos vítimas e reféns todos os dias.
 
carlos heber em 04/02/2014 11:37:59
Tão LINDA! Parece um anjo, que agora está ao lado de Deus! Meus sentimentos a família.
 
Katia Guilherme em 04/02/2014 10:21:14
Agora todo mundo quer saber o acontecido.
Como foi..
A moto é a culpada... ou o caminhão, talvez a rodovia por onde trafegava
Mas ninguém lembrou o quanto o professor ganha.
Não ter condição melhor para sustentar um carro para ir e vir
ou conseguir comprar um.....
Muito triste até quando isso
 
Carlos Flag em 04/02/2014 10:19:16
Transporte público ineficiente, péssima remuneração aos professores, a única opção viável é motocicleta.
É necessária uma punição exemplar ao estado que permite essa situação para que comecem a repensar tudo isso.
Professor é a profissão mais importante da sociedade, relegada a isso.
Que a perda de tão estimada profissional, preparada e com vontade de evoluir, não deixe impunes os responsáveis que andam engravatados com carro público e motoristas rindo da nossa cara.
 
Vinicius Mar em 04/02/2014 10:02:55
A mulher que perdeu o controle da moto, o trânsito não tem nada a ver com isso.
 
Rafael Almoas em 04/02/2014 09:42:37
Descanse em paz Valéria de Oliveira Pinto!!
 
Amanda Oliveira em 04/02/2014 09:21:31
Consternado ! Que Deus conceda-lhe a paz eterna e conforte seus familiares. Até quando ... ?? O TRANSITO CAÓTICO DE CAMPO GRANDE e de outras cidades vai continuar ceifando VIDAS principalmente de JOVENS ? Será que já não passou da hora de termos um Transporte seguro e eficiente, rápido e confortavel ?? Meu abraço de pesar à familia da Professora tao precocemente falecida em mais um acidente de moto na nossa Campo Grande. walmir santos
 
walmir santos em 04/02/2014 09:02:54
Que tristeza.
Descanse em paz Valéria.
Minhas condolências a família.

 
Valdir Viana em 04/02/2014 08:53:03
Perda Irreparável! CORREÇÃO: O ACIDENTE ACONTECEU na via Ecologica do PROLOGAMENTO da Avenida MARINEZ DE SOUZA GOMES - entre Resd. Damha e Maria Ap. Pedrossian. É uma via estreita, sinuosa, já ceifou 3 vidas além de varios acidente nesse prolongamento. A AGETRAN deveria fazer mais SINALIZAÇÕES HORIZONTAIS E VERTICAIS - colocar redutor de velocidades...A AMAPE (Associação de Moradores já perdeu a conta de ínumeros pedidos para esse objetivo). A professora Valeria trabalhava na ESCOLA ESTADUAL DOLOR FERRERA DE ANDRADE no residencial MARIA APAREDIDA PEDROSSIAN...
 
Prof. Janio Batista de Macedo em 04/02/2014 08:52:21
O mundo ficou menos gracioso... Muita dor, Val.
 
JESSICA MACHADO em 04/02/2014 08:50:14
Campo Grande amanheceu triste, perdemos uma grande mulher. Conforto e paz para a família!
 
Reinaldo Ferreira dos Santos em 04/02/2014 08:49:23
Trabalhamos juntos em um evento no sábado passado.
Que Deus esteja contigo e traga conforto e paz pra sua família.
 
Marcos Antonio Ruiz em 04/02/2014 08:24:54
Uma grande pessoa. Que Deus a guarde no melhor lugar e conforte sua familia.
 
Alexandre Papipa em 04/02/2014 08:18:32
Se tem alguem que eu imaginava viver até mais de 100 anos, era vc. Mas gente tão especial assim sempre vai embora mto cedo :(
 
Camila Nogueira em 04/02/2014 08:08:04
DESCANSE EM PAZ VALÉRIA... UMA PENA PERDERMOS UMA EDUCADORA DESSE NÍVEL.
 
NEY SILVA em 04/02/2014 07:30:18
A morte é imprevisível, insolente e indolente. Arrebata-nos de súbito. Torna-se impossível dizer o último adeus. Descanse na paz serena e melíflua do eterno repouso. Amém!
 
Ivan Ilitich em 04/02/2014 07:19:45
Que Deus conforte essa familia.
 
santos filho em 03/02/2014 22:25:11
sempre a moto, tenho nojo desse veículo. parece coisa do diabo, lamentável. e o pior que uma pessoa, que monta uma DROGA dessas se transforma, só pode ser coisa daquele MOTOQUEIRO FANTASMA. SÓ UM CONSELHO...JOVENS PAREM DE COMPRAR MOTOS. sei lá como, mais se tivesse de BUZÂO. SÓ DEUS A TENHA, LAMENTAVEL. AGORA QUE ANDA DE MOTO. CUIDADO TEM MUITA GENTE LOUCA NO TRANSITO, QUE NÃO RESPEITA NEM CARRO? MOTO ENTÃO?
 
LOUREÇO CARVALHO em 03/02/2014 20:13:05
nossa muito triste ela era uma pessoa maravilhosa o mundo perdeu uma grande pessoa...
 
maria eleuza lopes da rocha em 03/02/2014 20:03:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions