A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

24/06/2011 08:38

Quatro ficam feridas em acidente envolvendo condutora sem CNH

Aline dos Santos e Francisco Júnior
Passageira sofreu traumatismo craniano em acidente entre dois Ford Ka. (Foto: Simão Nogueira)Passageira sofreu traumatismo craniano em acidente entre dois Ford Ka. (Foto: Simão Nogueira)

Quatro mulheres ficaram feridas em um acidente entre dois Ford Ka, no prolongamento da avenida Duque de Caxias, saída para Aquidauana. Uma das passageiras, que não foi identificada, sofreu traumatismo craniano.

Ela estava no Ford Ka vinho (placas HRJ-8901), que era conduzido por Elizâgela Rodrigues Almeida, de 30 anos. A condutora comprou o carro recentemente, mas não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

No carro, ainda estava a passageira Gisélia Ferreira, de 28 anos. As três ocupantes foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e levadas para a Santa Casa.

O segundo veículo envolvido no acidente, um Ford Ka prata (MRJ-3392), era conduzido por Camila Alves Custódio Reis, de 29 anos. Ela sofreu ferimentos leves e foi levada ao Prontomed da Santa Casa.

De acordo com testemunhas, o Ford Ka prata seguia sentido à saída de Aquidauana, quando o Ford Ka vinho, que seguia pela rua Janete Clair, cruzou a avenida, causando o acidente. A traseira do Ford Ka vinho ficou destruída. O acidente foi no bairro Santa Mônica 2, em Campo Grande.

Próximo ao local, os moradores cobram iluminação pública e sinalização. “Fico preocupado quando os meus filhos vão para a escola e cruzam a avenida. É preciso semáforo e colocar iluminação pública”, afirma Lia de Almeida Côrrea Silva, moradora na Vila Romana.

“Já vi senhora, senhor e criança morrer atropelado nessa avenida”, salienta Gregória Ibanez, que mora no bairro Santa Mônica 2 há 14 anos.




Tenho lido os comentários deixados por outros internautas, fico me perguntando! Se os acidentes acontecem por falta de iluminação, por falta de redutores de velocidade, de sinalização etc, por que então acontece acidentes nas ruas bem sinalizadas, vigiadas como Afonso Pena e outras vias? Será que não é a falta de responsabilidade que permite tais absurdos? Não será a individualidade prevalecendo a todo custo? Será que não é o querer ser melhor condutor que permite tal ignorancia, pois o transito é para todos, se eu desrespeitar o direito do outro, o meu não será respeitado. Ou o meu carro é melhor, mais bonito, mais carro precisa estar a frente dos outros. vejo que enquando cada um não ter consciencia de que todos tem o direito de ir e vir, o livre arbtrio, não teremos mudanças nenhuma, isso só acontecera quando enterdemos que não temos uma estrutura de aço, que não somos imortais, não adianta o poder publico fazer a sua parte, se os condutores não se conscientizarem de suas responsabilidades. Não adianta mães chorarem a morte de seus filhos e culparem o poder publico, se os filhos buscam a morte a todo instante no transito fazendo prevalecer o seu querer. precisamos repensar.
 
Eracilda Gonçalves Gama em 29/06/2011 04:49:40
Como o feriado é praticamente prolongado, pessoas sem CNH trafegam normalmente, até na área central da cidade. Sabe-se que não haverá fiscalização da Agetran muito menos da PM trânsito, fica tudo normal.
 
Luciano Silgueiro em 24/06/2011 12:04:37
Incrível, mas 20 a 30% dos motoristas que dirigem não são habilitados. Entre os motoqueiros (não confundir com motociclistas) o percentual é maior ainda, 30 a 40%. Ressalto que estes percentuais se referem ao interior do estado. Creio que na capital não seja muito diferente.
 
Adriano Roberto dos Santos em 24/06/2011 11:30:15
Eram minhas tias nesse acidente :( DEUS foi grande não deixando nada de pior acontecer com elas.Apenas o sofrimento a dor.Meu DEUS será que é dificíl viver em paz com um trânsito seguro? Pelo visto sim né.
Que DEUS ilumine a todos nesse trânsito que acidentes mortes acabem.
 
Éricka Ferreira em 24/06/2011 10:21:10
essa semana mesmo estava pensando sobre essa parte da avenida duque de caxias,não tem nem iluminação e muito menos sinalização,a noite é um breu,quem mora por aqui sabe do que eu estou falando,essa semana ja morreram qtas pessoas no transito da capital,de vez de pensar em copa do mundo deveriam dar mais valor a vida das pessoas,e no minimo sinalizar e iluminar essa avenida que é o corredor do desenvolvimento e turismo da cidade.
 
vanessa gomes pereira em 24/06/2011 09:39:21
Mais um acidente envolvendo quem não sabe dirigir. Tenho percebido que o Detran ao expedir CNH é mais 'meigo' com mulheres do que com aspirantes do sexo masculino.
Uma das envolvidas estava dirigindo sem habilitação? Porque ninguém propõe mudança na legislação com a seguinte norma: "Se o individuo sem habilitação, se atrever a dirigir e provocar acidente, fica proibido pelo resto da vida de retirar CNH, além de prisão e multa" - queria ver se não haveria mudança de comportamento desses irresponsáveis.
Também, cadê a fiscalização? Retirar de circulação esses assassinos que dirigem sem habilitação se resolve com blitz em varios pontos da cidade e não apenas nas 'avenidas de sempre'. Tem que ter blitz nos bairros.
E o mais importante: Em avenida com grande fluxo de veiculos, semáforo não é a solução. Nossas autoridades precisam saber que no país inteiro se usa PASSARELAS.
 
Juvenal Coelho em 24/06/2011 09:36:19
Aquele trecho ali está abandonado pelo poder publico a quanto tempo, infelismente não tem morador de expressão ou poder aquisitivo considerável, graças a isso deve continuar assim por muuuuuuuitos anos...
 
Julio Ramires em 24/06/2011 09:23:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions