A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

02/01/2013 12:30

Quatro motoristas foram autuados por embriaguez no Ano Novo, na Capital

Destes, apenas um realizou exame de alcoolemia. Situação dos demais foi constatada por testemunhas

Nadyenka Castro
Ciptran expediu 88 autos de infração no Ano Novo. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)Ciptran expediu 88 autos de infração no Ano Novo. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)

Quatro motoristas foram autuados pela Ciptran (Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito) por dirigir embriagado, entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, em Campo Grande.

Destes quatro, apenas um fez exame de alcoolemia e os demais foram autuados conforme nova lei, que permite constatação de embriaguez através de testemunha, que verifica a situação aparente da pessoa. A testemunha pode ser o próprio policial.

Veja Mais
Homem morre depois de perder controle de moto ao passar por quebra-molas
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco

E neste período não teve só multas por embriaguez. Foram expedidos 88 autos de infrações no total, sendo que 18 veículos foram removidos ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e cinco CNHs (Carteiras Nacional de Habilitação) foram recolhidas.

Do dia 31 de dezembro para 1º de janeiro foram registrados 49 acidentes. O mais grave aconteceu no bairro Tiradentes, na madrugada.

Eduardo da Silva Colman, 40 anos, perdeu o controle da motocicleta que pilotava ao passar por um quebra-molas e caiu. Ele foi socorrido à unidade de saúde do bairro, mas, não resistiu e morreu.

No mesmo período de 2011 foram 82 autos de infração, sendo sei por alcoolemia e nenhum acidente fatal.

De acordo com a Ciptran, desde o dia 21 de dezembro de 2012, quando entrou em vigor a nova Lei Seca, 20 motoristas foram autuados por embriaguez.

Além de permitir constatação de embriaguez por testemunho, a nova legislação dobrou o valor da multa – antes era R$ 957,70, agora, R$ 1.915,40. Em caso de reincidência em 12 meses, o valor passa para R$ 3.830,80.

Homem morre depois de perder controle de moto ao passar por quebra-molas
Um motociclista de 40 anos morreu depois de cair no chão ao perder o controle da moto que conduzia, uma Honda Biz preta, na madrugada desta terça-fei...
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves
Acidente aconteceu na rua Fernão Dias. Motorista bateu em carro estacionado....



Só 4? Impossivel. Então ta provado mesmo que o que importa para a Lei Seca pegar não é o valor da multa ou o nivel da alcoolemia, mas a realização de blitze, ou seja: a fiscalização.
Sem fiscalização, não funciona mesmo, pois 1 de janeiro é um dia com, infelizmente, milhares de bebados nas ruas, e se conseguir pegar só 4, não é porque não tinha bebado no transito (como provarem os acidentes, inclusive em frente a TV Morena), mas porque a fiscalização ficou (MUITO) abaixo do esperado.
 
Marcos da Silva em 02/01/2013 16:33:00
Quatro? É realmente, só isso mesmo, pois nos altos da Afonso Pena o que faltou foi a fiscalização, carros em alta velocidade, pessoas dirigindo visivelmente embriagadas (com crianças no veículo), moleques fazendo manobras no meio da rua.
Nenhum ponto da cidade por onde passei, vi fiscalização, saí do bairro São Francisco passei pela avenida afonso pena, chegando no bairro guanandi 2, nesse trajeto, não vi UMA fiscalização se quer. Obviamente que somente 4 foram autuados!
Lamento dizer, mas acho que essa lei, não vai adiantar de muita coisa.
 
Mayara Santos em 02/01/2013 15:03:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions