A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

17/12/2010 16:04

Radar móvel começa a multar motoristas em fevereiro

Fernanda França
Éder vera Cruz demonstra como funciona o equipamento. (Foto: João Garrigó).Éder vera Cruz demonstra como funciona o equipamento. (Foto: João Garrigó).

Os motoristas que trafegarem em alta velocidade no trânsito de Campo Grande começarão a ser multados em fevereiro de 2011 por dois radares móveis.

Os equipamentos foram adquiridos pela Agetran (Agência Municipal de Trânsito), que já está realizando treinamento com seu pessoal para colocar a fiscalização nas ruas.

Em janeiro, o trabalho já começa a ser feito, mas só a título de alerta. Os motoristas receberão advertências impressas via correio, e um mês depois começarão a efetivamente ser punidos pela infração.

Pequenas, estas máquinas são colocadas em cima de um tripé e levam cerca de 10 minutos para serem montadas. A vantagem apontada pelo diretor de Fiscalização da Agetran, Éder Vera Cruz, é a baixa visibilidade do equipamento, o que não acontece no caso das blitze.

“As blitze continuam, mas a vantagem do radar móvel é que a montagem é rápida, então a fiscalização pode acontecer em vários pontos da cidade durante um mesmo dia. E como o equipamento é de pouca visibilidade, não há tempo para que um motorista avise ao outro sobre o procedimento”, detalhou.

A Agetran não soube informar o valor da multa a ser aplicada e nem a verba empregada na compra dos equipamentos, que são feitos na Alemanha e instalados pela empresa Perkons, de Curtitiba.

Além de verificar a velocidade dos carros, a máquina é capaz de fazer levantamentos do tráfego de veículos. As informações são facilmente retiradas por meio de um pen drive.

A margem de alcance do radar é de 7 quilômetros. Dependendo do local onde for montado, ele tem capacidade de fiscalizar até quatro faixas ao mesmo tempo.




Pessoal, todos aqui reclamando que a Agetran tem que educar e não multar os motoristas. Mas multar não é a forma mais eficiente de educar? Ninguem fura um sinal onde tem camera. Agora onde não tem, metade fura. Ou seja: todos sabem as regras (ja tem a devida educação), mas respeitam so quando ignorar a lei tem penalidade.
Colocar agent na rua para parar motorista infrator e ter uma conversa só atinge uns centenas de motoristas por mes. Logo, todos vão ter a impressão que é liberado qualquer irresponsabilidade. Se não quer levar multa, ent"ao respeita as regras.
Só não concordo em colocar camera em avenidas que pelo CBT deveriam ter uma velocidade maior do que o indicado. Acho que mais do que comprar pardais, a prefeitura deveria colocar mais cameras nos sinaleiros...
 
Marcos da Silva em 23/01/2014 02:28:01
O mais interessante que investem carissimo em equipamentos para aumentar ainda mais os lucros na industria da multa e vejo o transito cada vez mais precários, sem a sinalização adequadas, semafaros estragados, lombadas eletrônicas que deveriam estar em frente a escolas que não estão e sim em locais estratégicos para gerar multa e não a proteção. Vejo em uma avenida: Pres. Ernesto Geisel que não existe sequer um quebra molas e veiculos trafegam a velocidade muito alta em direção ao centro.
Enquanto isso colocam esses radares escondido (o por que de estar escondido?) para multar (multar quem?)
Não seria muito mais fácil educar o motorista e melhorar a qualidade do transito? ou seria diferente a pergunta?
(Para que um transito de qualidade se o objetivo é obter lucro com as multas?)
"Enquanto não se tirar o inflator das ruas, radar jamais vai resolver"
"Não adianta criar um mundo melhor para nossos filhos, temos é que criar nossos filhos melhores para o mundo"
 
Felipe Amaral em 20/12/2010 09:48:30
Até quando seremos "usurpados" pelas pessoas que nos representam na administração pública, principalmente municipal, e de uma maneira totalmente "traiçoeira", pois, agindo desta maneira, estão nos roubando descaradamente, e o dinheiro provavelmente vai servir pra servir de acertos e conchavos nas "negociaçoes de interesses "mútuos" em todas as esferas públicas. É a ganancia de um poder nefasto administrativamente. Em outros paises + evoluidos usa-se a educação disciplinar como medidas para se punir essas infrações.
 
gladero cardoso vieira oliveira em 18/12/2010 12:06:19
sou nascido e criado aqui em campo grande, me orgulho muito dessa terra sou apaixonado por ela, quando alquem a critica sou o primeiro a defendela só que está ficando cada vez mais difícil fazer isso por causa dessas atitudes dos nossos administradores, oque eu posso falar para um turista que nos visita quando ele diz : eu vi inúmeras placas de radar, lonbada, redutores de velocidade pardais etc. todas dizendo sujeito a multa, e não ví nenhuma placa ou campanha de educação ou concientização no transito, ele ainda brinca voçes pareçem gado confinado para o abate, estão cercados por todos os lados a cada passo em falso que voçes dão levam uma punição, eu acabo tendo que me calar e concordar, e o pior é que está veiculando na tv que 50 % do ipva que pagamos volta para o município e é aplicado na saúde, então eu gostaria que o senhor prefeito fosse ás 19:00 hs. ao posto de saúde do bairro universitário e tentasse ser atendido, enfim acho que algumas atitudes devem ser revistas por nossas autoridades.
 
FRANCISVAL DE ALMEIDA OLIVEIRA em 18/12/2010 10:58:28
PARABENS!!!!GLORIOSA AGETRAN!!!"PELO DESRESPEITO AOS CIDADAOS DE CAMPO GRANDE.COMO NOS ESTAMOS CANSADOS DE OUVIR AGETRAN E UMA INNDUSTRIA DE MULTAS QUE SO PENSA EM ARRECADAR ,ARRECADAR E ARRECADAR DENTRE OUTRAS NUNCA OUVI DIZER QUE HA POR PARTE DA AGETRAN CAMPANHAS EDUCATIVAS DE TRANSITO COM ADVERTENCIA VERBAL COM A FINALIDADE DE EDUCAR E SER PARCEIRA COM CIDADAOS QUE PAGAM ALTO PELOS IMPOSTOSTOS ARERECADADOS PELA PREFEITURA."FICA UM ASSUNTO A SEWR PENSADO COM CARINHO"????!!! MULTAS ,MULTAS SEM DIALOGO..
 
vitor paulo rocha em 18/12/2010 10:43:40
DEVERIA EXISTIR UMA LEI MUNDIAL PARA QUE OS FABRICANTES DE VEICULOS AUTOMOTORES,MONTASSEM VEICULOS COM A VELOCIDADE MAXIMA PERMITIDA EM CADA CONTINENTE,NOS OS MOTORISTAS NÃO SOMOS CULPADOS POR UM VEICULO ATINGIR 300 KM POR HORA.
JÁ O PODER PUBLICO TEM QUE INVESTIR EM EDUCAÇÃO NO TRANSITO E CONCIENTIZAÇÃO DOS CONDUTORES NOS PROPRIOS ORGÃOS DETRAN E OU AUTO ESCOLAS,E COIBIR A VENDA DE VEICULAS A PESSOAS NÃO ABILITADAS.
MULTA DEVE EXISTIR SIM MAS PARA UMA JUSTIFICATIVA CONVICENTE SEMPRE.

ADEMIR LEMOS 18 DE DEZEMBRO DE 2010
 
ADEMIR LEMOS em 18/12/2010 09:37:15
e a noite, vai ter a fiscalização? ou só na hora que todos estão na correria do trabalho!!!
 
adailton f. ortelhado em 18/12/2010 09:24:11
O negócio é arrecadar e repartir o lucro com a(s) empresa(s) Perkons da vida, tem cheiro de laranjada, ou sei lá o que. Até parece que nossas ruas são um tapete, não tem buracos, e os serviços públicos são ótimos, lembrem-se dos postos de saúde...para se exigir fiel cumprimento às leis de trânsito e repressão talibânica...É como sempre digo: Leis e exigências de primeiro mundo, serviços de quinto.
 
Claudio Arantes - CG/Amambai em 17/12/2010 09:57:02
Que dera um dia tivessemos uma sociedade realmente civilizada, onde os cidadãos respeitassem as leis e pautassem sua conduta pelo respeito ao próximo, pela correção nas atitudes e retidão de caráter, aí sim, não teríamos a necessidade de convivermos com recursos como este, utilizados para coibir os abusos que são constantes, flagrantes e que justificam as armadilhas ("o equipamento é de pouca visibilidade") que são instaladas contra nós póprios.
 
Heitor Lima em 17/12/2010 08:50:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions