A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

11/10/2014 08:11

Sem capacete, motociclista morre e garupa fica em estado grave na Capital

Luciana Brazil e Michel Faustino
Acidente deixou rastro de sangue em avenida da Capital (Foto: Marcelo Calazans)Acidente deixou rastro de sangue em avenida da Capital (Foto: Marcelo Calazans)

Um motociclista morreu e o outro ocupante da moto ficou gravemente ferido na madrugada de hoje (11), por volta das 4h, no cruzamento das avenidas Júlio de Castilho com a Capibaribe, em Campo Grande, depois do piloto perder o controle da moto e colidir com uma árvore. As vítimas, que estavam sem capacete, foram lançadas a mais de 10 metros de distância. 

Veja Mais
Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco

Os rapazes ainda não foram identificados. O piloto da moto, Bis, morreu no local e o garupa foi encaminhado em estado grave para a Santa Casa. Segundo o registro policial, os dois estavam sem documentos e teriam idade aproximada entre 17 e 18 anos.

Segundo testemunhas, a moto estava em alta velocidade, no sentido centro- bairro. O piloto perdeu o controle da direção, subiu no canteiro central, colidiu com uma árvore do outro lado da calçada e os dois foram arrastados por cerca de 10 metros. Do local inicial da batida até onde a motocicleta parou foram aproximadamente 30 metros.

Um morador que presenciou o acidente, disse à reportagem que a moto teria sido roubada e que a dupla teria feito um arrastão no bairro Santo Antônio antes do acidente. A polícia não confirmou a informação. 

 

Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
O motociclista Rolson Ribeiro, 34 anos, sofreu várias fraturas após colidir a motocicleta que pilotava contra um poste, por volta das 4h deste doming...
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves
Acidente aconteceu na rua Fernão Dias. Motorista bateu em carro estacionado....



Não existe fiscalização nas ruas da capital, e o resultado está aí: motoristas bêbados, menores de idade, em alta velocidade... Cada um faz o que quer! Quantos vão ter que morrer até que a PM e Agetran tenham uma presença ostensiva nas ruas?
 
Luiz Pereira em 11/10/2014 08:18:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions