A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/02/2014 09:24

Sete mil por mês e amor: a vida de um sobrevivente da Rodovia da Morte

Aline dos Santos, enviada especial a Bandeirantes
Há seis anos preso na cama, Zé da Farmácia conta com a fé e dedicação da esposa. (Foto: Cleber Géllio)Há seis anos preso na cama, Zé da Farmácia conta com a fé e dedicação da esposa. (Foto: Cleber Géllio)

“Bem, bem”. A voz carinhosa da esposa desperta José Francisco Alves Sobrinho, o Zé da Farmácia, 63 anos. No entanto, há seis anos ele não pode sair da cama. Um traumatismo craniano, sequela de acidente na BR-163, impede a fala e os movimentos. No corpo, onde quase tudo é ausência, os olhos fixos na esposa parecem dizer “muito obrigado”.

Veja Mais
Cidades disputam até placa em briga por pedágio e impostos na BR-163
Lembrança inconsolável: mãe “mora” em cemitério após tragédia na BR-163

Marlene Barbosa Camargo Alves, 53, trocou de casa, assumiu o comando da farmácia da família e se desdobra para que o marido leve a melhor vida possível. “Ele é muito bem cuidado. Gasto R$ 7 mil por mês. Só de alimentação, são R$ 1.500. Tudo por sonda. Mas Deus é maravilhoso”, diz, usando a força da fé frente à adversidade.

No dia do acidente, ocorrido em 26 de junho de 2007, ela não acreditou que o marido, internado na Santa Casa de Campo Grande, conseguisse sobreviver. Zé da Farmácia estava sozinho em um Gol e voltava da Capital para Bandeirantes, cidade onde mora. Contudo, o relato de como os fatos se deram chegou por terceiros.

“Caminhoneiros vinham aqui na farmácia contar que o motorista da caminhonete vinha ultrapassando feito louco. Era um rapaz de Assis, em São Paulo. Tinha 18 anos e nenhuma experiência em BR”, conta.

Pela reconstituição narrativa, a caminhonete estava ultrapassando quando o condutor se viu de frente com o Gol. “O Zé puxou para o acostamento, mas acho que o rapaz assustou e puxou para o mesmo lado”.

O resultado foi uma colisão na lateral do Gol, esmagando o braço esquerdo e provocando danos irreversíveis ao cérebro do condutor. Zé da Farmácia ficou 15 dias internado na Santa Casa e depois foram mais dois meses no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Adventista do Pênfigo. “Depois do acidente, ele já operou mais de quatro vezes. Teve uma placa de pus, nódulo no pâncreas e apendicite”, relata.

Como ele não se comunica, o sinal de alerta é a febre. A cada aumento considerável de temperatura, ele tem que ser levado ao hospital. No fundo da farmácia, um quarto especial foi construído para o marido. Pelo ambiente, além de maca e televisão, imagens de Nossa Senhora Aparecida. “Minha esperança é que um dia ele saia caminhando”, diz Marlene. O casal está junto há 29 anos. 

Quase toda semana, ela enfrenta a rodovia. “Tem que ter tranquilidade, porque é carreta, carreta, carreta”. Agora, Marlene já se angustia pelo filho. “Meu filho passou no concurso público do Corpo de Bombeiros e vai viver na estrada”.

Natural de Jaraguari, Marlene mora desde os oito anos em Bandeirantes, tempo suficiente para ver o impacto que os acidentes provocam na cidade. “Já morreu muita gente. É uma cidade marcada pela rodovia”.

Para fazer a triste constatação, não precisa ir longe. Na loja de colchões, em frente à farmácia, as vítimas foram um casal. Os vizinhos de comércio conheceram o drama de seu Zé e morreram há cerca de dois anos em acidente na BR-163.




Tive oportunidade de conviver por 16 anos com esse casal. Pessoas do bem, muito religiosos e respeitados por todos. Que Deus os cubra com seu manto.
 
Elizio Franco Junior em 23/02/2014 07:00:46
Exemplo amor a familia e ao proximo!
 
Walcione Volpato em 22/02/2014 19:06:19
Fui médico em Bandeirantes por 16 anos. O "Zé" da farmácia era quase meu vizinho. De forma alguma por estar na situação atual, mas pessoa de boa índole, sossegado, bem tranquilo, pessoa do bem. Meus mais profundos reconhecimentos a ele e sua esposa. Verdadeira prova de amor.
 
Elizio Franco Junior em 22/02/2014 18:48:56
Muito triste. Lindo o amor da esposa pelo marido. Deus abençoe ambos. E que traga a cura para o Zé da Farmácia.
 
ORLANDO SANTOS em 22/02/2014 13:10:32
PARABÉNS MARLENE PELO CARINHO E DEDICAÇÃO AO SEU FIEL ESCUDEIRO QUE DEUS A TE ABENÇOE SEMPRE!
 
MARIA BENEDITA em 22/02/2014 12:51:24
NÃO FOI EM VÃO QUE DEUS UNIU JOSE E MARLENE,QUE DEUS ILUMINE E DÊ BENÇÃOS A ESTE CASAL.TENHA FÉ,A FÉ REMOVE MONTANHAS..................
 
DANIEL SOARES em 22/02/2014 12:26:38
Rogo a Deus que seja feita sua vontade, pois o Zé da farmácia sempre foi uma pessoa maravilhosa com todos em Bandeirantes e pergunto porque tanto sofrimento Senhor e a Marlene grande mulher quero dizer "força Deus está contigo, não desanime, tudo tem seu tempo" grande abraço. e peço a comunidade de Bandeirantes vamos fazer alguma coisa por esta pessoa que muito fez por sua cidade nunca dizendo não a quem o procurava. Acorda Bandeirantes vamos fazer algumas promoções, sei que ela não pediu, mas ajudar é necessário. Eu me disponho a sair de São Gabriel para ajudá-los nas promoções beneficentes. Fica a dica. ABRAÇOS DE MEIRE ROSE.
 
Rosimeire Figueiredo em 22/02/2014 11:50:28
QUE DEUS E NOSSA SENHORA O ILUMINE
 
cleosvaldo pereira em 22/02/2014 11:34:47
Grande exemplo de uma união de um casamento seria bom se todos casais fosse assim, eu e minha esposa sempre estamos viajando nestas BR vendo cada motorista maluco, mais e Deus tem livrados de acidente nos somos casados 46 anos sabemos que deus tem unidos nos com muito amor, que Deus abençoe você e seu esposo Deus esta com vocês pode crer.
 
Itamar madalena em 22/02/2014 11:08:08
Parabéns a essa senhora por honrar o matrimônio, e acima de tudo, por nao abandonar seu marido. Muitos prometem no altar - na saúde e na doença - mas poucos sao os que cumprem. Infelizmente falta mulheres assim hoje em dia, companheiras de vdde, que andam na garupa da bicicleta do marido se for necessario... mulheres com M maiúsculo! Parabéns!!
 
Alfredo Dias em 22/02/2014 10:36:13
Agora é aguardar pela duplicação, que deve levar alguns anos ainda para se concluída.
 
Romeu Luitz em 22/02/2014 10:20:58
Foi com lagrimas nos olhos que terminei de ler esta triste história deste casal, que tragédia na vida de uma pessoa. Essa é a realidade de todos nós que frequentamos esta rodovia, enquanto isso, nossos governantes, políticos em geral pouco se importa em melhorar as condições dessa BR, eles só pensam no bem estar deles e de suas famílias.
 
Silas Santos em 22/02/2014 10:09:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions