A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

13/02/2013 10:45

Taxistas cobram fiscalização na Afonso Pena, após morte

Francisco Júnior
Cruzamento onde aconteceu o acidente. (Foto: Simão Nogueira)Cruzamento onde aconteceu o acidente. (Foto: Simão Nogueira)

Principal via de Campo Grande, a avenida Afonso Pena se tornou um palco de graves acidentes. O mais recente aconteceu na madrugada de segunda-feira (11) no cruzamento com a rua Bahia, no centro da cidade. Um táxi foi atingido por uma caminhonete que furou sinal. Resultado da imprudência: um morto e dois feridos gravemente e o agravamento de um medo que os profissionais que vivem do transporte de passageiros já sentem há tempos.

Veja Mais
Vídeo mostra carro preto em acidente com morte e leitores sugerem racha
Testemunha viu motorista que matou jovem em táxi furando sinais

Para o presidente do Sintaxi (Sindicato dos Taxistas de Campo Grande), Bernardo Quantum, condutores inconsequentes utilizam a avenida como pista de corrida. Ele cobra uma fiscalização de trânsito mais intensiva na avenida, principalmente aos finais de semana. “A Polícia faz seu papel dentro das possibilidades, mas é preciso ações mais enérgicas para que tragédias como a que aconteceu não se repitam mais”, afirma.

De acordo com ele, os taxistas que trabalham no período noturno já estão até acostumados a presenciar motoristas dirigindo com irresponsabilidade. “Isso é normal. Quem trabalha na madrugada vê cada coisa, mas não é só na Afonso Pena”, afirma.

 

Lourival da Rocha, irmão do motorista ferido, também trabalha como taxista. Ele disse que evita usar a avenida Afonso Pena como trajeto à noite por conta dos motoristas bebem no bares daquela região e saem dirigindo.

“Direto a gente vê motoristas fazendo gracinhas, dirigindo em alta velocidade, fazendo manobras arriscadas”, alerta.
Ele disse que chega a convencer o cliente a mudar de idéia quando a rota tem que passar pela Afonso Pena. “Atendo na região da saída para Cuiabá, Carandá Bosque, quando o passageiro quer passar pela Afonso Pena, sugiro outra rota”, conta.

O irmão dele continua internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande. Ele está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos. Segundo ele, a família contratou um advogado para acompanhar o caso.

José Pedro Alves da Silva Junior, de 22 anos, passageiro do táxi, morreu no local do acidente, o amigo dele Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos, sobreviveu, mas também está internado em estado grave.

Diogo Machado Teixeira, de 36 anos, motorista da caminhonete que atingiu o táxi continua preso. A defesa dele entrou com pedido de habeas corpus.

 




Concordo foi um erro do condutor da caminhonete mas quero aproveitar e deixar um comentários em relação as taxista. Não generalizando muito mas vocês sempre estão em alta velocidade, com carros sem manutenção não respeitam as sinalizações nas madrugadas traiçoeira já tem tempos que em nossa turma de amigos sempre vamos para balada de táxi, e sempre tenho que pedir para o motorista não correr, já tive que ajudar trocar pneu de táxi rssrs
 
Ednilson Coleone Herlemann em 14/02/2013 10:24:10
só que quem estava errado aí não é o taxista,e sim o bêbado do cara da caminhonete.
 
alex lima em 13/02/2013 22:10:57
e verdade os taxista so andao voando deverian ter mais cuidado.
 
julio g barbosa em 13/02/2013 21:15:51
Afonso Pena é terra sem lei há muito tempo. Fiscalizaçao ZERO.
 
Emersom Floriano em 13/02/2013 20:27:04
Tudo bem os taxistas cobrarem fiscalização que aliás a PM faz bem feito, mas os taxistas também tem que fazer a sua parte, pois sempre vejo eles voando nas vias da nossa Cidade.Tem horas que preciso dar a passagem de tão alta velocidade e pressa que eles vão.
 
moacir torres em 13/02/2013 15:05:50
sai sempre do serviço a noite, sempre vejo taxista furando sinal, cade a direção defensiva!
 
osvanir ferreira em 13/02/2013 12:32:47
Precisamos sim, rever nossos 'valores sociais' ; Precisamos rever nossa capacidade de escolher nossos representantes políticos e, quando escolhidos, cobrar deles eficiência, responsabilidade e capacidade ! É responsabilidade dos legisladores quando um crime desses ocorre, quando poe exemplo, um bandido com extensa ficha criminal comete mais um crime por estar em liberdade condicional. Nós temos muita capacidade de criticar, mas não temos vontade de cobrar com veemência quem realmente tem que ser cobrado! BRASILEIRO NÃO É UM POVO PACÍFICO; É UM POVO ACOMODADO! Gostaria de levantar a questão: O Municipio tem meios pra dobrar o salários dos funcionários ineficientes que são VEREADORES E PREFEITO, mas não tem pra manter o salário de quem realmente trabalha, que são os MÉDICOS E PROFESSORES ?
 
Lucio Santander em 13/02/2013 11:31:22
Um bom começo seria eles mudarem a forma como eles próprios dirigem no transito de Campo Grande...Umas das coisas mais comuns de se ver são taxistas furando sinal e voando pelas ruas... Um bom exemplo disso é a forma como eles andam na Duque de Caxias em direção ao aeroporto..
 
Luis Pontes em 13/02/2013 11:29:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions