A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

17/01/2012 19:02

Transferência de pontos na CNH muda em julho e condutores criticam burocracia

Fabiano Arruda e Paula Maciulevicius

Condutores terão que reconhecer firma para transferência de pontos a partir de julho

“Acho errado e faz perder muito tempo”, opina motociclista. (Foto: Simão Nogueira)“Acho errado e faz perder muito tempo”, opina motociclista. (Foto: Simão Nogueira)

Para evitar fraude no uso de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), a transferência de pontos por multas vai mudar em todo País a partir de julho.

Uma das principais mudanças será o reconhecimento de firma, o que já é apontado como burocracia desnecessária pelos condutores.

A medida visa coibir práticas de pessoas que assumem pontos sem saber, vítimas de fraudes.

As determinações fazem parte de resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

O procedimento atual é bem mais simples, sendo necessário apenas preencher declaração para que a pontuação seja transferida para outro que admita que conduzia o veículo na hora da infração.

Conforme a resolução, nos casos em que não for possível o reconhecimento de firma, as duas pessoas envolvidas devem se dirigir ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) ou Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

A resolução também vai dificultar a vida de empresas que, de forma comum, possuem funcionários que conduzem seus veículos. Uma das determinações é que será preciso autenticar em cartório a documentação em que o trabalhador assume responsabilidades por multas de trânsito.

Burocracia - O mototaxista Ivanildo José Gomes, 43 anos, diz que, em sua atividade, é comum que os profissionais assumam os pontos da multa ao invés do permissionário.

Diante da nova regra, ele acredita que a classe vai enfrentar dificuldades. “Tem permissionário que não fica na cidade. E daí como vai ser para passar este troço?”, questiona.

Já a publicitária Betânia Pereira, de 45 anos, admitiu que, em sua família, transferir pontos das CNHs é comum, no entanto, reconheceu os benefícios da resolução porque ”os motoristas vão ser mais responsáveis”.

Militão Renovato Pires, 55 anos, por sua vez, preferiu definir a mudança como absurda. “É um jeito a mais do governo ganhar dinheiro sobre o usuário”, disparou. “A pessoa já vai pagar a multa e até reconhecer firma. Acho inviável”, completou, concordando que as novas regras vão pôr fim à farra de motoristas “que abusam”.

O advogado Arildo Espíndola Duarte, 63 anos, criticou a medida. Para ele, cabe ao Detran desburocratizar o procedimento.

Para o técnico mecânico Thiago Oliveira, 26 anos, as novas medidas podem ficam complicadas em casos que houver venda de veículo. “Acho errado e faz perder muito tempo”. Ele lembrou que, antes, a transferência realmente era mais simples.

O jornalista Denis Santana, 20 anos, opina que a mudança é uma burocracia desnecessária. “O próprio Detran tem que resolver. E que não tem firma?”, indaga.




Que droga, já é um saco a burocracia da identificação do condutor, ainda ter que pagar em cartório reconhecimento.. Governo podre esse! Manda e desmanda nas leis...
 
Marcos Aurelio em 29/07/2013 12:41:38
e q burocracia do governo nao e justo
 
eder martinez em 20/11/2012 07:33:46
Um tempo se conversou muito sobre desburocratização. Agora estão fazendo renascer essa coisa de burocracia. Quem não tem poupatempo em sua cidade, vai ralar. Não tenha dúvida. É um tal de corre para lá corre para cá, Imagina em São Paulo então... A frota de veículos no país é tão grande e as transações nesse campo são enormes. É mesmo de imaginar o transtorno que isso causa...
 
Ramiro Gimeniz Ramos em 21/08/2012 08:27:25
meu irmao fez realmente duas multas com meu carro, ele mora no estado do rio de janeirocomo devo fazer para que ele assuma essas multas?
ai e que vejo que essa medida e prejudicial ao cidadao,porque eu moro em sao paulo.
 
mildo do rosario em 30/07/2012 10:57:12
qal o prazo apos a atuação para reqerer a tranferencia de multas?
 
thiago ferreita em 18/07/2012 06:54:09
Eu concordo com voces é muita burocracia e la em Brasilia ficam roubando nosso dinheiro e pra eles nao deve existir puniçoes que nem a gente tem
eu trabalho com meu carro e tem gente que faz muitas besteiras e as policias nao vêem isso...
 
Frank Sumiya em 18/04/2012 01:52:51
...Isso, é um absurdo o governo e a prefeitura mandam e desmandam nas leis em beneficio propio ex; aumento de tarifa onibus coletivo(sem opçao de venda do e usuario),esse cartao n procede o usuario fica com um monte de credito e as linhas nao compra, outra coisa a carteira de habilitaçao eles só cobram, concientizaçao tem q sair do colegio deste cedo com videos e palestras...
 
isabela barros em 23/01/2012 11:39:47
Eu acho certo tornar a transferência de pontos mais burocrática, afinal de contas um ato infracional foi cometido, se o condutor quer transferir esses pontos subentendesse que esse condutor não pode mais levar pontos na CNH, sendo assim nem o direito de dirigir teria mais. Afinal de contas a transferência de pontos salva muita gente de perder a CNH, deixando assim no transito muita gente “louca”
 
Caio Souza em 18/01/2012 12:26:33
Só mais um meio do governo ganhar dinheiro,sobre nós condutores.
 
Luciana Farias de Matos em 18/01/2012 09:16:33
A medida tem duas vertentes: A primeira que pode evitar problemas com "fraudes populares" que é a transferência entre parentes, amigos e colegas de trabalho. A 2ª é que não acaba com as grandes fraudes que se iniciam dentro dos próprios departamentos de trânsito, nos radares escondidos, nos guardas que deveriam cuidar e manter um trânsito seguro ao invés de encher de encargos a vida do trabalhador
 
Vinícius Bezerra em 18/01/2012 08:33:44
Com certez aqui em MS os cartórios irão ganhar muito dinheiro (reconhecimento de firma tem um valor absurdo) e o condutor de veículos muita dor de cabeça, pois enfrentará cartórios ainda mais lotados. Há leis que são feitas sem a preocupação real com o cidadão e as diferentes realidades realidades que vive em todo o país, essa é mais uma.
 
Eliézer Bueno em 18/01/2012 07:59:00
A principio ta errado, esta medida. Mas quem não conhece gente que manda multas para o CNH da sogra, que já não dirige mais ha anos, ou contrata um despachante para "dar um jeito" (=colocar as multas no CNH de alguem nada a ver)? Quer dizer: se o povo fosse mais honesto, não teria sido necessario esta medida.

E afinal das contas, se todo mundo respeita o CBT, não precisa transferir multa, né?
 
Marcos da Silva em 17/01/2012 10:00:54
acho legal essa lei so assim os motoristas imrresponsaveis vao ter mais cuidado no transito e mais atençao e ainda mais vao diminuir os acidentes e as fraudes porque,os mais espertinhos e com dinheiro fazem multas e jogam para a cnh de quem nao tem nada a ver acho legal que essa lei vai ate o final por mim esta aprovada!!!
 
dyego nogueira em 17/01/2012 09:24:20
Mais uma pra beneficiar donos de cartórios. Antes só o proprietário vendedor reconhecia firma, hoje comprador e vendedor têm que reconhecer firma.
 
josito raimundo sobrinho em 17/01/2012 08:53:30
Isso significa beneficiar donos de cartorios, aqui no Estado o Diretor do Detran é dono de cartório.
 
josito raimundo sobrinho em 17/01/2012 08:46:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions