A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/03/2014 18:05

Trecho da Afonso Pena é interditado, mas motoristas furam "bloqueio"

Zana Zaidan
Placas indicam saída de veículos pesados, mas carros furam bloqueio (Foto: Cleber Gellio)Placas indicam saída de veículos pesados, mas carros furam bloqueio (Foto: Cleber Gellio)

Duas faixas da avenida Afonso Pena, entre as ruas Espírito Santo e Paraíba no sentido bairro-centro, foram fechadas por cones para impedir a passagem de veículos. A medida foi tomada pela Maxi Incorporada, que constrói no local o condomínio Flat HD.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Segundo o técnico de segurança da obra, Leandro Correia, a empresa não tem uma autorização formal da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) para interditar a via, mas recebeu esta orientação de um agente da Polícia Militar de Trânsito, para evitar acidentes. A obra está em fase de terraplanagem, por isso, caminhões carregados de terra saem do canteiro várias vezes ao longo do dia.

“Os carros passam em alta velocidade e é um risco muito grande o caminhão sair e um motorista não conseguir frear a tempo para não bater de frente. Se estiver sinalizado, os motoristas ficam alertas”, explica Leandro. Os cones foram colocados 100 metros antes do portão de saída dos caminhões, além de duas placas que informam sobre a entrada e saída de veículos pesados.

 

Placas foram colocadas a 50 e 100 m para alertar motorista sobre risco de acidente (Foto: Cleber Gellio)Placas foram colocadas a 50 e 100 m para alertar motorista sobre risco de acidente (Foto: Cleber Gellio)

Ainda assim, alguns motoristas, principalmente os mais “apressados”, furam o bloqueio e passam entre os cones, justamente onde um caminhão pode sair repentinamente.

O mestre de obras Mauro Martins Guimarães estima que a fase de terraplanagem seja concluída em dez dias, se o clima não atrapalhar. Até lá, os cones continuam a ser colocados. “Principalmente nos horários de pico, das 6h30 às 8 e das 17 às 18h30”.

O piso tátil, outro fator, será providenciado ainda nesta semana, garante Guimarães. “Foi retirado e não recebemos nenhuma notificação sobre isso, mas esses dias um deficiente visual teve dificuldades ao passar por aqui, então vamos recolocar o mais rápido possível”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions