A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

08/05/2015 18:36

Veículos destruídos em canteiros chamam atenção para um trânsito seguro

Alan Diógenes
Veículos destruídos são colocados em canteiros da Capital para chamar atenção para um trânsito seguro. (Foto: Fernando Antunes)Veículos destruídos são colocados em canteiros da Capital para chamar atenção para um trânsito seguro. (Foto: Fernando Antunes)
Edmundo acredita que motoristas fazem reflexão quando observam os carros. (Foto: Fernando Antunes)Edmundo acredita que motoristas fazem reflexão quando observam os carros. (Foto: Fernando Antunes)

Para chamar a atenção dos motoristas quanto ao perigo do desrespeito às leis de trânsito, o Comitê Pró-Trânsito do Rotary Internacional com apoio do GGIT (Gabinete Gestão Integrada de Trânsito) colocou carcaças de veículos envolvidos em acidente em cima dos canteiros pela cidade. A iniciativa faz parte da campanha "Maio Amarelo" que tem o objetivo de reduzir em 20% o número de acidentes.

Veja Mais
Com foco na redução de acidentes, Maio Amarelo terá abordagens educativas
Agência Municipal de Trânsito se reúne para planejar ações do Maio Amarelo

Motoristas que percebem os veículos, se assustam, acreditam que é um acidente de trânsito e acabam refletindo sobre o perigo de cometer infrações, como por exemplo, beber e dirigir. Ao lado dos carros, existe uma placa com a frase: “Este pode ser o próximo meio de transporte de quem bebe e dirige, chega de acidentes”; e uma figura de uma cadeira de rodas ao lado.

O fiscal de empresa Genésio Rodrigues da Silva, 55 anos, disse que a primeira vez que passou na Avenida Gury Marques, onde um veículo Ford Kadett destruído está em frente ap Terminal Rodoviário, pensou que fosse uma colisão com vítima fatal. “A intenção é boa para conscientizar a população, mas além disso deve haver uma fiscalização maior por parte dos órgãos de trânsito”, comentou.

O metalúrgico Edmundo Ferreira, 22, acredita que quando o motorista se depara com os carros destruídos evita “fazer coisa errada” no trânsito. “A pessoa tem que ver a coisa ruim para começar a mudar os hábitos”, destacou.

O servente de pedreiro Edval dos Santos, 48, compartilha da mesma opinião. “A pessoa enxerga como exemplo quando vê os carros batidos. Desta forma começam a respeitar mais as leis de trânsito”, apontou.

Para o servente de pedreiro Daniel Moreira Niz, 56, a campanha deveria acontecer em todos os meses do ano. “As ações deveriam ocorrer durante todo o ano, porque a gente sabe que acidentes acontecem sempre e não só no mês de maio”, finalizou.

A cor amarelo representa o movimento internacional, que tem como finalidade a mobilização da sociedade para tornar o trânsito mais seguro. A cor faz alusão ao semáforo, estimulando a população a ter “Atenção pela Vida”. O movimento Maio Amarelo foi inspirado no Outubro Rosa e no Novembro Azul, que abordam, respectivamente, as temáticas do Câncer de Mama e Câncer de Próstata.

Daniel disse que campanha deveria ser feita em todos os meses do ano. (Foto: Fernando Antunes)Daniel disse que campanha deveria ser feita em todos os meses do ano. (Foto: Fernando Antunes)
Quando viu carro destruído, Genésio achou que era acidente de trânsito com vítimas fatais. (Foto: Fernando Antunes)Quando viu carro destruído, Genésio achou que era acidente de trânsito com vítimas fatais. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions