A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

27/02/2015 07:45

Cinto de segurança - No banco traseiro também

Márcio Martins. Fonte Cesvi
Cinto de segurança - No banco traseiro também

Não tente disfarçar o uso: o cinto de segurança é obrigatório no Brasil para todos os ocupantes do veículo, inclusive os de trás. Quem não usa está provocando sérios riscos aos ocupantes da frente.

Veja Mais
Teste: L200 Triton Sport 2.4 Turbodiesel 2017
Telemetria – das pistas para o seu carro

De acordo com uma pesquisa realizada pela ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), o uso de cinto de segurança nos bancos traseiros em algumas cidades do interior paulista é pouco usual, chegando a um percentual de mais de 60% dos veículos circulando com passageiros traseiros sem cinto. Essa pesquisa reflete um costume muito comum no País inteiro, que tem a falsa impressão de que os passageiros de trás estão mais protegidos do que os da frente.

Por que esta é uma falsa impressão? 

• Em caso de batida a 50 km/h, um adolescente de 50 kg que esteja no banco traseiro pode ser arremessado na direção dos bancos dianteiros com um peso aproximado de 1,25 tonelada.

• Com esse arremesso, pode haver esmagamento dos passageiros da frente contra seus próprios cintos de segurança, que travarão no momento da batida.

• Objetos soltos nos bancos traseiros também provocam o mesmo risco aos ocupantes da frente. Deixe-os no assoalho do carro, no porta-malas ou em porta-objetos apropriados.

• O transporte de animais soltos nos bancos traseiros também não é recomendado. Além de haver o risco de distração do motorista devido à movimentação do animal, pode haver risco aos ocupantes dos bancos dianteiros em caso de batida.

• O uso de objetos que afrouxem o cinto de segurança, como presilhas, também é proibido, além de aumentar o risco de ferimentos graves.

ATENÇÃO

Lembre-se que a responsabilidade pelo uso do cinto de segurança nos bancos traseiros é do condutor do veículo. A não utilização é considerada infração grave, sujeita a multa de R$ 127,69, além de somar 5 pontos à carteira de motorista.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.