A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

13/11/2015 21:51

Cuidados com o seu carro ao trafegar em ruas esburacadas

Márcio Martins
Motoristas precisam fazer zigue-zague para escapar dos obstáculos. (Foto: Marcos Ermínio)Motoristas precisam fazer zigue-zague para escapar dos obstáculos. (Foto: Marcos Ermínio)

Infelizmente nossa capital está tomada por buracos em todas as regiões, alguns podem facilmente “engolir” a roda inteira de um carro, para os motociclistas o risco é ainda maior, além dos prejuízos ainda correm risco de graves acidentes. Com a temporada de chuvas a situação piora ainda mais, alguns buracos ficam camuflados quando fica cheio de água.

Veja Mais
Ford apresenta o Mustang Black Shadow E Blue Edition para A Europa
Volkswagen apresenta a picape Amarok 2017

 

Reunimos abaixo algumas dicas para minimizar os danos ao seu veículo e trafegar com mais segurança.

- Não corra. Velocidades altas dificultam o desvio de buracos provocam o descontrole da direção, mantenha sempre uma boa distância do veículo a frente.
- Quando ver um buraco e não conseguir desviar, mantenha reto o volante e nunca pise no freio bruscamente, assim o baque é absorvido pelo sistema de suspensão. Quando as rodas travam, aumenta ainda mais a intensidade do impacto, com isso é possível danificar os pneus, a banda de rodagem e os freios;
- Antes de passar por um buraco, pise na embreagem, isso evita danos no câmbio do carro. Se depois do ocorrido o carro apresentar algum barulho diferente, procure um especialista, pois é sinal que alguma peça foi danificada.
- Não passe em poças d´agua em alta velocidade. Elas podem esconder verdadeiras crateras.
- Calibre os pneus semanalmente e com os pneus frios. Pneus vazios facilitam a formação de bolhas e rasgos
- Pressionar com força os cantos da carroceria para testar os amortecedores. O carro oscilando mais de uma vez e meia, vale verificar a necessidade de substituí-los.
- Se as molas estão desgastadas entre os elos é sinal de desgaste excessivo, substitua a cada 50 mil quilômetros.
- Faça alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros, ou se as rodas e suspensão foram danificadas por batidas e riscos profundos.

O custo dos danos causados por buracos varia muito dependendo do carro e do estrago, pode custar de R$ 80, que é um valor aproximado de um pneu para carros populares, até R$300, sendo necessário a troca da bandeja, braço de suspensão, molas e buchas e se o dano for na roda pode passar facilmente dos R$500 dependendo do modelo e do estrago.
Se o dano for causado pelo buraco e não pelo desgaste normal das peças da suspensão, o seguro pode ser acionado. Você também pode procurar seus direitos e solicitar do Poder Público o ressarcimento do dano.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.