A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/08/2013 09:12

Saiba quais itens devem ser checados na revisão do sistema de freio

Desenvolvido para frear o veículo com segurança, o sistema de freio, composto por diversos componentes, requer especial atenção na hora da manutenção.

Márcio Martins - Informações assessoria de imprensa Nakata
Foto divulgação.Foto divulgação.

Formado por pinça, disco, tambor, servo freio, cilindro mestre e de rodas, pastilha, lonas e tubulação, entre outros componentes, o sistema de freio tem como objetivo promover a parada do veículo nas vias, sendo um item fundamental para proteger a vida das pessoas, tanto dos motoristas e ocupantes do automóvel como também dos pedestres. “O sistema de freio deve estar em bom estado e em equilíbrio com o conjunto de suspensão, que também tem de estar em ordem, só assim o sistema vai funcionar adequadamente”, afirma Eduardo Guimarães, técnico da Nakata, lembrando que o estado e a calibragem dos pneus também influem no momento de frear o veículo.

Veja Mais
Teste: L200 Triton Sport 2.4 Turbodiesel 2017
Telemetria – das pistas para o seu carro

Segundo Guimarães, todos os componentes devem ser revisados periodicamente e substituídos, caso seja necessário. “O servo freio, por exemplo, é importante porque diminui o esforço físico do motorista ao pisar no pedal de freio”, comenta o técnico, acrescentando: “É essencial examinar a vedação do conjunto, não pode ter entrada de ar pela mangueira ou outro ponto qualquer, caso isso ocorra o pedal vai ficar duro”.

Já o cilindro mestre é responsável por pressurizar o sistema hidráulico e fornecer fluído de freio para o sistema. “O reservatório tem de estar muito limpo, trocar o fluído no período recomendado e não esquecer de sangrar com equipamento adequado para a retirada do ar”, adverte.

 

Saiba quais itens devem ser checados na revisão do sistema de freio

As pinças de freio devem ser verificadas para averiguar se há bom deslocamento do êmbolo e se não há travamento na ancoragem para não correr risco de desgaste irregular de pastilhas ou superaquecimento do sistema.

Discos de freio e pastilhas também merecem atenção já que são efetivamente as peças que fazem a roda parar. “O disco não deve exceder a espessura mínima pois se estiver mais fino pode chegar a trincar em alta temperatura”, explica. Pastilhas não devem ser lixadas quando sua superfície “envidra”.

Os cuidados também se estendem ao fluido de freio. Deve-se observar a viscosidade, compatibilidade, ponto de ebulição, evaporação, lubrificação e tolerância a água. A troca deve ser feita de acordo com a recomendação da montadora do veículo.




Não podemos esquecer também das mangueiras flexíveis do sistema de freio, em especial aquelas que ficam expostas entre a tubulação rígida e a pinça, com o tempo elas ressecam e necessitam ser trocadas, (especialmente os veículos mais rodados).
 
Humberto José Gimenez em 21/08/2013 09:58:01
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.