A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

10/03/2014 21:40

Sinotruk conclui plano de fábrica e entrega ao MDIC

Empresa também pedirá habilitação ao Inovar-Auto como investidora

Automotive Business
Sinotruk conclui plano de fábrica e entrega ao MDIC

Após cinco meses de silêncio, desde que comunicou a sua não participação na Fenatran, em outubro de 2013, a Sinotruk, subsidiária da fabricante chinesa de caminhões CNHTC – China National Heavy Duty Truck Group Corporation – anuncia que mantém seus planos no Brasil: a empresa tornou oficial a conclusão do projeto de sua fábrica com a entrega de seu planejamento ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Segundo nota divulgada pela empresa na segunda-feira, 10, o projeto contempla os planos que já haviam sido anunciados anteriormente: a unidade deverá ser construída na cidade de Lages, em Santa Catarina, e receberá investimento inicial de R$ 300 milhões, o qual poderá chegar a um total de R$ 1 bilhão (leia aqui).

Veja Mais
Telemetria – das pistas para o seu carro
Ford apresenta o Mustang Black Shadow E Blue Edition para A Europa

A previsão é que a fábrica comece a operar até setembro de 2015, com a produção dos modelos das primeiras unidades da linha A7 como teste, devendo entrar em produção comercial no primeiro trimestre de 2016.

O local onde será construída a fábrica fica às margens da BR-282 e foi denominado Parque de Inovação da Serra Catarinense (PISC), uma área industrial criada em parceria entre o governo do estado de Santa Catarina e a prefeitura de Lages para atrair empresas do setor automotivo e de novas tecnologias e que terá a própria Sinotruk como primeira empresa a se instalar. Embora não tenha confirmado, o caminho natural é que com a instalação de sua unidade fabril, a companhia atraia fabricantes de autopeças para fornecer seus componentes in loco, o que pode incluir as de origem chinesa.

“A área da unidade fabril, com extensão total de 1 milhão de metros quadrados, está demarcada e a terraplenagem do terreno deverá ter início nos próximos 60 dias”, conta Marcel Wolfart, gerente geral da Elecsonic, importadora dos caminhões da marca CNHTC, conhecida no mercado nacional como Sinotruk Brasil.

O executivo acrescenta que, nos próximos dias, a empresa fará o requerimento de habilitação ao Inovar-Auto junto ao MDIC, desta vez na modalidade Projeto de Investimento (Investidora). Desde agosto de 2013, a Elecsonic é habilitada como importador.

POR ETAPAS

A operação da Sinotruk no Brasil será dividida por fases: na primeira, a companhia planeja iniciar os trabalhos com o processo de montagem CKD, porém, o objetivo é nacionalizar em até 65% a produção de peças e componentes até o fim de 2017. Esta será a primeira unidade da CNHTC fora da China.

Pelos planos, até que o projeto da fábrica seja concluído, os cavalos-mecânicos da família A7, modelos 4x2, 6x2 e 6x4 continuarão a ser importados da China, bem como suas peças, além dos componentes do modelo Howo. A Cotia Trading, empresa do ramo de importação e exportação, será parceira da Sinotruk Brasil nesse processo: “A Cotia será responsável por toda a operação de importação de peças para abastecer o nosso centro de distribuição de peças e garantir a reposição de componentes em toda a nossa rede de concessionárias”, explica Wolfart.

Os caminhões da linha A7 continuarão a ser importados pela Elecsonic até o fim do primeiro semestre deste ano. Após essa etapa, a Sinotruk assumirá as importações de veículos até a inauguração da fábrica.

Para atender ao mercado brasileiro, a Sinotruk conta com 24 concessionárias, espalhadas pelo País, além de três postos avançados de atendimento em São Paulo (em processo de nomeação) e no Rio de Janeiro.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.