ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Assaltante morto por delegado tinha 17 anos e havia saído de Unei em março

Guilherme Alves, de 17 anos, foi morto com um tiro no peito pelo delegado Rodrigo Yassaka, da DGPC

Por Adriano Fernandes | 22/05/2020 20:37
Guilherme alves foi morto com um tiro no peito. (Foto: Facebook)
Guilherme alves foi morto com um tiro no peito. (Foto: Facebook)

Foi identificado como Guilherme Alves, de 17 anos, o adolescente que foi morto com tiro no peito ao tentar assaltar o delegado Rodrigo Guiraldelli Yassaka, no começo da noite desta sexta-feira (22) na Vila Polonês, em Campo Grande.

Conforme apurado pela reportagem Guilherme teria saído de uma Unei (Unidade Educacional de Internação) em março deste ano e já havia sido apreendido neste período. O garoto agia em assaltos a veículos e seus alvos eram em maioria mulheres, ainda conforme apurado.

Yassaka estava com a filha dentro de seu veículo, quando foi surpreendido por Guilherme e um comparsa. Durante a tentativa de assalto um dos suspeitos chegou a abrir a porta do motorista, onde o policial estava, e, com uma faca, anunciou o crime.  O outro assaltante tentou abrir a porta do passageiro, onde estava a filha do policial. Em nota a Polícia Civil confirmou que o delegado deu dois disparos durante a ação.

A perícia da Polícia Civil foi ao local e o caso será investigado pela Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). Os policiais estão em busca do segundo envolvido no assalto. O caso foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas e emprego de arma branca e morte, decorrente de intervenção policial. Yassaka é lotado na DGPC (Delegacia-Geral da Polícia Civil).

No detalhe da imagem, bombeiros e policiais entorno do corpo do adolescente. (Foto: Kisie Ainoã)
No detalhe da imagem, bombeiros e policiais entorno do corpo do adolescente. (Foto: Kisie Ainoã)