ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Em live sobre tapinhas de pastor, cantora sertaneja cita até teste de virgindade

Integrante da Assembleia de Deus Missões, Gleicy Motta resolveu mostrar a cara e também avisou que “muitas verdades ainda virão"

Por Liniker Ribeiro e Ângela Kempfer | 22/10/2020 18:18
Gleicy Motta, ex-cantora sertaneja e jornalista, durante live de 1h38 no Facebook (Foto: Reprodução)
Gleicy Motta, ex-cantora sertaneja e jornalista, durante live de 1h38 no Facebook (Foto: Reprodução)

Em live que terminou há pouco no Facebook, Gleicy Motta, ex-cantora sertaneja e jornalista, finalmente apareceu com rosto, nome e sobrenome, para falar sobre vídeo que virou polêmica dentro da Igreja Assembleia de Deus Missões, em Campo Grande.

Nos relatos que duraram 1 hora e 38 minutos, ela ataca membros da congregação, insinua relações promíscuas e fala da repercussão do vídeo em Gleicy aparece levando 7 “tapinhas no bumbum” do pastor Antônio Dionizio, principal liderança da Igreja hoje.

A igreja já elegeu o vereador Júnior Longo (PSDB) , também o ex-deputado Eliseu Dionísio (MDB), filho do pastor Antônio. Agora, a política voltou ao foco como motivo de toda essa confusão.

Na live, a jornalista relembrou situações vívidas dentro da igreja e repetiu ser perseguida porque o grupo a qual pertence resolveu apoiar politicamente o vereador Junior Longo, muito elogiado por ela.

Ao falar sobre ser apontada como pivô da separação de Antônio Dionísio, ela afirma ter ganhado fama porque agora é "só a bola da vez" e que sabe que "já teve menina que teve de fazer teste da virgindade", sem comentar se isso teria ocorrido com membros da igreja ou em outra situação..

Gleicy também garantiu que, por falar "verdades", já foi ameaçada de morte por um dos membros da congregação, via mensagem de Whatsapp. "É difícil ouvir 'vou te matar, vou te deixar em uma cama", detalhou.

As afirmações foram acompanhadas em tempo real por mais de 500 pessoas. Em vários trechos da live, Gleicy garante que não foi "culpada" da separação do pastor, e que a relação dele com a esposa enfrentava problemas havia mais de 20 anos. "Todo mundo sabe", afirmou.

Em nenhum momento admitiu que é namorada ou tem alguma relação com ele. Pela manhã, ao Campo Grande News, ela, inclusive, havia negado qualquer romance, antes, durante ou após o casal se dissolver.

Porém, no Facebook defendeu que não teria nada de errado no relacionamento porque o pastor atualmente é "solteiro". Gleicy aproveitou para defender o pastor. “Antônio Dionizio sempre me respeitou, respeitou como profissional, como mulher, enfim”, afirmou.

Antes de concluir a live, Gleicy também deu a entender que muitas outras situações serão descobertas, porque agora ela tem coragem. “Muitas verdades ainda virão", avisou.

Veja um dos trechos da live:



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário